Email: Roseli Abrão






Blog: terça-feira, 8 de setembro de 2020

11:23:55

Eleições/2022

Lula se coloca como (pré) candidato

Em pronunciamento, ontem, pelas redes sociais, alusivas ao 7 de Setembro, o ex-presidente Lula teceu duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro e se colocou à disposição do povo brasileiro, “especialmente dos trabalhadores e dos excluídos” para a disputa eleitoral de 2022.

Além do governo Bolsonaro, as críticas de Lula visaram, também, o processo eleitoral de 2018.

Lula criticou o que chamou de oligarquias e disse que elas agiram para que ele fosse preso e não participasse do último pleito presidencial.

-- Aceitaram como natural sua fuga dos debates. Derramaram rios de dinheiro nas indústrias das fake news. Fecharam os olhos para o seu passado aterrador. Fingiram ignorar seu discurso em defesa da tortura e apologia pública que ele fez do estupro, criticou.

Para o ex-presidente, as eleições de 2018 “jogaram o Brasil em pesadelo que parece não ter fim”.

-- Com a ascensão de Bolsonaro, milicianos, atravessadores de negócios e matadores de aluguel saíram das páginas policiais e aparecem nas colunas políticas. Como em um filme de terror, as oligarquias brasileiras pariram um monstrengo que agora não conseguem controlar, mas continuarão a sustentar enquanto seus interesses estiverem sendo atendidos, disse,

A política econômica do governo Bolsonaro também foi criticado por Lula, que defendeu o fim do teto de gastos que, segundo ele, limita a expansão de despesas ao nível de inflação do ano anterior.

-- O essencial hoje é vencer a pandemia, defender a vida e a saúde do povo. É por fim a esse desgoverno e acabar com o teto de gastos que deixa o Estado brasileiro de joelhos diante do capital financeiro nacional e internacional. Nessa empreitada árdua, mas essencial, eu me coloco à disposição do povo brasileiro, especialmente dos trabalhadores e dos excluídos, afirmou o ex-presidente.


Blog: domingo, 6 de setembro de 2020

07:20:43

Leprevost desiste da candidatura

A pandemia de Covid 19, que impede a campanha corpo-a-corpo foi um dos motivos alegados pelo deputado para desistir da corrida eleitoral

A pandemia de Covid 19, que irá impedir a campanha no corpo-a-corpo foi um dos motivos alegados pelo deputado Ney Leprevost para desistir de sua (pré) candidatura à Prefeitura de Curitiba.

Em uma nota publicada em seu perfil no Facebook, Leprevost disse que as eleições deste ano “serão atípicas. Pouco democráticas”, e que “devido a Covid 19, é impossível prever o percentual de eleitores que irão às urnas”.

-- Certamente não acontecerão reuniões públicas, caminhadas nos bairros, visitas as casas das pessoas, jantares por adesão. Não será sequer possível um aperto de mãos entre o eleitor e seu candidato para selarem, olhos nos olhos, a sua aliança, disse.

Leprevost afirmou que não “desistiu” do “sonho de servir Curitiba como seu prefeito”.

-- Mas as vezes é necessário ir um passo atrás para dar um salto a frente, afirmou.

Sem chances

Leprevost admite que teria poucas chances nesta campanha:

...enxergo que nesta disputa diferente que vai acontecer em 2020, alguém com meu caráter tem pouquíssimas chances. Não me sinto à vontade para colocar meus eleitores, amigos e familiares em uma aventura. Esta campanha majoritária curta, restritiva e focada só em redes sociais, favorece apenas os que tem grande poder econômico para patrocinar gigantescos impulsionamentos e os que tem a seu serviço verdadeiras quadrilhas digitais, analisou.

Assim – disse – retira sua (pré) candidatura a prefeito, aceitando o convite feito pelo governador Ratinho Júnior para reassumir a Secretaria da Justiça ao mesmo tempo em que promete, nos próximos dias declarar quem irá apoiar nesta campanha eleitoras.


Blog: sexta-feira, 4 de setembro de 2020

17:46:09

Ratinho pode tirar Ney da disputa

O governador Ratinho Júnior convidou o deputado federal Ney Leprevost, do PSD, a reassumir a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho. Leprevost pediu o final de semana para analisar o convite e, se aceitar, estará fora da disputa pela Prefeitura de Curitiba.

Pelas redes sociais, o deputado confirmou o convite e disse que está é uma decisão “muito difícil” e que irá conversar com amigos e familiares”.

Na avaliação de atentos observadores da cena eleitoral, se Leprevost renunciar à pré-candidatura, abre espaço para que o atual prefeito, Eduardo Pimentel, que trocou o PSDB pelo PSD, poderá ser, novamente, companheiro de chapa de Rafael Greca.

Segundo registra o Plural, o governador disse que está “reconvocando” Ney Leprevost para o governo porque ele “é homem da minha confiança, gestor sério e competente, um dos principais generais do nosso exército”.

-- Preciso que ele retorne rápido ao governo. Tenho certeza de que não se negará a ajudar o Paraná, disse.

Segundo o texto enviado à imprensa pela assessoria do Palácio Iguaçu, Ratinho ponderou que Leprevost ainda é jovem, “tem só 46 anos. Ainda vai ser um grande prefeito de Curitiba. Tem capacidade pra ser senador ou governador um dia. Mas, no momento, precisamos do Ney comandando a retomada dos empregos e o socorro às famílias em vulnerabilidade que tiveram sua situação agravada devido a esta pandemia.”




Blog: sexta-feira, 4 de setembro de 2020

11:40:37

Eleições em Curitiba

Greca pode vencer no 1º turno

Se as eleições fossem hoje, o prefeito Rafael Greca, do DEM, seria reeleito já no primeiro turno.

É o que aponta a primeira pesquisa feita pelo Instituto Paraná Pesquisas sobre as eleições em Curitiba. Greca aparece hoje com índices de 40% e 43%.

O Paraná Pesquisas sondou dois cenários. No primeiro, com Ney Leprevost, do PSD, Greca teria 40%; no segundo, sem o pré-candidato do PSD, teria 43,6%.

Ney Leprevost aparece com 19,9% e, sem ele, o ex-prefeito e deputado federal, Gustavo Fruet, é o segundo, com 12,1% (no primeiro cenário, Fruet é o terceiro, com 9,9%).

A Paraná Pesquisa não incluiu nenhum nome do MDB.

A pesquisa, registrada no TSE, foi feita entre os dias 30 de agosto e 3 de setembro ouvindo 800 eleitores.

Cenário I

Rafael Greca (DEM) – 40%

Ney Leprevost (PSD) – 10,9%

Gustavo Fruet (PDT) – 9,9%

Delegado Francischini (PSL) – 8,1%

Christiane Yared – 4,1%

Luizão – 3,6%

Cida Borghetti – 2,3%

João Guilherme – 1,8%

Carolina Arns – 1,6%

Renato Mocelin – 0,4%

Paulo Opuszka – 0,3%

Zé Boni – 0,3%

Leticia Lanz – 0,1%

Eloy Casagrande – 0,1%

Não sabe – 5,5%

Nenhum – 11,1%

Cenário II

Rafael Greca (DEM) – 43,6%

Gustavo Fruet (PDT) – 12,1%

Delegado Francischini (PSL) – 10,1%

Christiane Yared – 4,5%

Luizão – 3,8%

Cida Borghetti – 2,5%

João Guilherme – 1,1%

Carolina Arns – 1,9%

Renato Mocelin – 0,5%

Paulo Opuszka – 0,3%

Zé Boni – 0,3%

Leticia Lanz – 0,3%

Eloy Casagrande – 0,1%

Não sabe – 5,5%

Nenhum – 12,5%


Blog: quarta-feira, 2 de setembro de 2020

09:18:35

Eleições/2020

TSE define limite de gastos da campanha

Já está disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral a tabela com o limite de gastos de campanha para os candidatos a prefeito e vereador.

Em Curitiba, cada candidato a prefeito poderá gastar até R$ 10.903.325,67 no primeiro turno e até R$ 4.361.330,27 no segundo turno.

Cada candidato a vereador terá um teto dos gastos em R$ 530.525,58.

Segundo o TSE, quem desrespeitar os limites de gastos fixados para cada campanha pagará multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto fixado, sem prejuízo da apuração da prática de eventual abuso do poder econômico.

Nas campanhas para segundo turno das eleições para prefeito, onde houver, o limite de gastos de cada candidato será de 40% do previsto no primeiro turno.

Despesas

O limite de gastos abrange a contratação de pessoal de forma direta ou indireta, que deve ser detalhada com a identificação integral dos prestadores de serviço, dos locais de trabalho, das horas trabalhadas, da especificação das atividades executadas e da justificativa do preço contratado.

Entra também nesse limite a confecção de material impresso de qualquer natureza; propaganda e publicidade direta ou indireta por qualquer meio de divulgação; aluguel de locais para a promoção de atos de campanha eleitoral; e despesas com transporte ou deslocamento de candidato e de pessoal a serviço das candidaturas.

A norma abrange, ainda, despesas com correspondências e postais; instalação, organização e funcionamento de comitês de campanha; remuneração ou gratificação paga a quem preste serviço a candidatos e partidos; montagem e operação de carros de som; realização de comícios ou eventos destinados à promoção de candidatura; produção de programas de rádio, televisão ou vídeo; realização de pesquisas ou testes pré-eleitorais; criação e inclusão de páginas na internet; impulsionamento de conteúdo; e produção de jingles, vinhetas e slogans para propaganda eleitoral.






Blog

A guerra no tapetão

Só até sábado

Saiu da toca

Furiatti desiste de disputar reeleição

Anibelli Neto assume presidência do MDB

Brasil já tem 26 mil candidatos

Curitiba tem 17 candidatos a prefeito

MDB lança João Arruda

Greca coleciona apoios

Pimentel é vice de Greca

Em pauta

Tecnologia não substitui agente de viagem na hora da compra

Flyworld realiza quarta convenção nacional de franqueados

TCP lidera movimentação de contêineres no Sul do Brasil

Marketing online é decisivo para sucesso de negócios em franquias

Flyworld inaugura terceira unidade no Rio Grande do Sul

TCP investe em 30 projetos ambientais em 2018

TCP finaliza obras de ampliação do cais de atracação

Flyworld participa da Black Friday 2018

Aracaju ganha primeira unidade Flyworld

Resort e Hotel fazenda são opções para a semana da criança

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

(41) 3367.2466 | 3367.3544


Copyright © roseliabrao.com

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site