Email: Roseli Abrão

Blog: segunda-feira, 5 de setembro de 2011

14:28:14

Seis partidos “namoram” Pessuti

O ex-governador Orlando Pessuti confirmou em entrevista a emissoras de rádio o que o blog noticiou, com exclusividade, na sexta-feira: que pode deixar o PMDB.

Segundo ele, já recebeu convites de seis partidos. Além do PSC, do PDT, PT do B, PHS, PC do B e PV.

O ex-governador disse que entre os motivos para a mudança de partido, estão o difícil relacionamento dentro do PMDB e a discordância da posição tomada pela bancada na Assembléia Legislativa em apoiar o governo de Beto Richa do PSDB sem uma discussão com lideranças do partido.

Pessuti lamentou o fato e se posicionou contrário ao apoio.

-- Na melhor das hipóteses poderíamos ficar numa posição de independência, afinal o povo nos colocou na oposição ao governo do PSDB. A decisão dos parlamentares de apoiar o PSDB do Paraná foi tomada sem qualquer consulta ao partido, ao diretório nacional, aos deputados federais, aos senadores e aos ex-governadores, lamentou.

Pessuti, que está no PMDB a mais de 40 anos, disse que deixar o partido não é do seu desejo e nem de grande parte dos filiados.

-- Prefeitos, vereadores, ex-prefeitos, ex-vereadores, presidentes de partido, delegados do PMDB, querem que eu fique no partido e lidere uma frente de reorganização do PMDB no Paraná, afirmou.

Conselho de Ética aprova suspensão de Derosso

Por três votos contra dois, o Conselho de Ética aprovou na manhã desta segunda-feira a suspensão, por 90 dias, do presidente da Câmara Municipal de Curitiba, vereador João Cláudio Derosso, do PSDB.

O relatório aprovado será, agora, submetido ao plenário.

Segundo o relator do Conselho de Ética, Jorge Yamawaki, Derosso teve “conduta contrária à ética ao omitir intencionalmente informação relevante”. Ou seja, seu relacionamento com a jornalista Cláudia Queiroz, dona da Oficina de Noticias, que abocanhava contratos de publicidade da Câmara.

TRE faz plantão no feriado

Os eleitores de Curitiba poderão aproveitar o feriado da Semana da Pátria para fazer seu recadastramento biométrico.

A Central de Atendimento ao Eleitor de Curitiba, localizada na Rua João Parolin, nº 55, no Prado Velho, funcionará na quarta e quinta-feira das 8h30 às 18h30.

O eleitor pode agendar o atendimento através do site www.tre-pr.jus.br. Uma boa notícia é que o TRE disponibiliza estacionamento gratuito para os eleitores.

Demissões no Dnit do Paraná

A informação é do portal da Agência Brasil e dá conta que a edição desta segunda-feira do Diário Oficial da União publicou a demissão de seis servidores do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), no Paraná, denunciados por irregularidades em contratos de obras no Estado.

São eles: Ronaldo de Almeida Jares, Marcelo José Leal Gasino, David José de Castro Gouvêa, Omir Mello Ferreira, Emerson Cooper Coelho e José Roberto Bilobran.

Segundo a Agência Brasil, eles não poderão mais retornar ao serviço público. De acordo com a portaria publicada, a demissão foi motivada pela prática das infrações descritas nos Artigos 117 e no 132 da Lei 8.112/90, que implicam “valer-se do cargo para lograr proveito pessoal ou de outrem, em detrimento da dignidade da função pública”; “proceder de forma desidiosa”, que significa desleixo, indolência, preguiça, negligência, além de provocarem “lesão aos cofres públicos e dilapidação do patrimônio nacional.

Fruet no PMDB?

Os petistas que foram a Brasília participar do 4º Congresso Nacional do partido ficaram desconfiados com a notícia que estaria em curso uma negociação para levar o ex-deputado Gustavo Fruet para o PMDB.

Desconfiaram porque o que se comentava nos bastidores do congresso partidário era que à frente desta tarefa estariam o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e o senador Roberto Requião. Ninguém desconhece que os dois políticos estão há muito tempo em rota de colisão.

PT proíbe alianças com PSDB, DEM e PPS

O PT está proibido de fazer alianças às eleições municipais do ano que vem com o PSDB, DEM e PPS. Esta foi mais uma das decisões do 4º Congresso Nacional do partido que terminou domingo, em Brasília As alianças permitidas são com os partidos da base aliada do governo Dilma Roussef, em especial o PMDB.

O PSD não integra a lista de partidos proibidos porque, segundo o presidente nacional do PT, Rui Falcão, ainda não existe, já que depende da aprovação do tribunal Superior Eleitoral.


Blog: domingo, 4 de setembro de 2011

16:16:28

PT limita número de mandatos de parlamentares

O PT decidiu limitar o número de mandatos de seus parlamentares. Vereadores, deputados estaduais e federais terão direito a três mandatos e senadores a apenas dois.

Esta foi uma das mudanças no estatuto do partido aprovado durante o 4º Congresso Nacional, realizado em Brasília.

No entanto, esta regra passa a valer de 2.014, sem prejuízo para quem hoje exerce mandato.

Somente em 2026 os deputados que tiverem exercido três mandatos serão impedidos de buscar uma nova reeleição, enquanto para os senadores a limitação começa em 2030.

Segundo matéria da Agência Estado, a proposta enfrentou resistência da cúpula do partido e só foi dada como aprovada após três votações.

E dificulta a realização de prévias

Outra mudança no estatuto do PT dificulta a realização de prévias para a escolha de candidatos a cargos majoritários.

De acordo com a mudança aprovada, os diretórios nacional, estaduais e municipais passam a ter poder para impedir sua realização.

Pelo texto aprovado, se dois terços do diretório decidirem pela não realização de prévias, a definição do candidato ao cargo majoritário será feita por encontro de delegados. Essa nova regra vale para os cargos de presidente, governador, senador e prefeito.

Atualmente, sempre que há dois candidatos, o PT era obrigado a realizar a consulta aos filiados.

Para o deputado paranaense André Vargas, secretário de comunicação do PT, a intenção é evitar que o desejo pessoal de um filiado atrapalhe o projeto do partido.

-- O objetivo nosso é impedir que um filiado possa parar o partido. A prévia passa a ser direito da instância partidária e não mais do filiado, reporta a Agência Estado.


Blog: sexta-feira, 2 de setembro de 2011

17:40:31

Sem espaço, Pessuti pode deixar o PMDB

O ex-governador Orlando Pessuti vem sendo pressionado por seu grupo político a deixar o PMDB. O argumento, segundo fontes próximas ao ex-governador, é que não tem nem terá espaço para viabilizar sua candidatura ao governo do Estado nas eleições de 2.014.

O PMDB estadual está nas mãos dos deputados que recentemente aderiram ao governo Beto Richa, acenando, inclusive, com apoio à sua candidatura de reeleição.

Na avaliação dos pessutistas, mesmo que os parlamentares não tivessem aderido a Richa ele não teria espaço.

Porque seria “barrado” pelo senador Roberto Requião, de quem virou adversário político.

Caminho pode ser o PSC

Pessuti já foi convidado pelo deputado federal Ratinho Júnior, e pelo seu pai, Carlos “Ratinho” Massa, a ingressar no PSC.

Fontes ligadas ao ex-governador afirmam que já houve várias conversas.

A mais recente aconteceu na última quinta-feira.

Se quiser deixar o PMDB, Pessuti está numa situação confortável.

Sem mandato, não pode ser enquadrado na lei de fidelidade partidária.

Agora só falta a aprovação do TSE

O PSD do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, conseguiu o registro em dez Estados brasileiros (o número exigido por lei é nove Estados), cumprindo, assim, os requisitos para buscar o registro definitivo junto ao Tribunal Superior Eleitoral.

O PSD foi aprovado pelos TREs do Paraná, Acre, Mato Grosso, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Goiás, Piauí, Rio Grande do Norte, Tocantins e Rondônia.

No TSE, no entanto, a relatora do pedido de registro, a ministra Nancy Andrighi, encaminhou os autos do processo ao Ministério Público Eleitoral que irá emitir parecer sobre a solicitação do partido em formação. Segundo o site do TSE, de acordo com a Resolução 23.282/2010, MPE tem até o dia 12 de setembro para emitir o parecer e, se for o caso, apontar as falhas a serem corrigidas pelo pretenso novo partido.

Na hipótese de haver falhas no pedido de registro, o PSD terá outros 10 dias para corrigi-las.

Depois de atendidas as diligências ou caso não haja diligências a serem feitas, a relatora deverá levar o pedido para ser julgado pelo Plenário dentro de 30 dias, independente da publicação em pauta.

Serraglio e Zeca Dirceu em rota de colisão

O deputado Osmar Serraglio, do PMDB, pretende denunciar o petista Zeca Dirceu na próxima reunião da bancada federal paranaense, em Brasília.

O peemedebista já encaminhou correspondência a todos os parlamentares acusando o filho do ex-ministro José Dirceu de agir “com falta de escrúpulos e de forma antiética”.

-- Há evidente falta de decoro, digna de exame pelo Conselho de Ética, disse Serraglio, que acusou o petista de querer ser o “pai da criança” de obras e recursos conquistados por outros deputados.

Na correspondência encaminhada a seus colegas de bancada, Serraglio relata vários episódios onde há interferência de Zeca Dirceu, como por exemplo, “abocanhar” a emenda ao orçamento da União destinando cinco milhões de reais para o Hospital do Câncer de Umuarama.

-- Ele chamou para Brasília o responsável pelo Hospital e gravou mensagem (pode ser ouvida em seu site) afirmando que só com sua intervenção os recursos serão liberados, denunciou.

Eleição plebiscitária não interessa à oposição, diz Veneri

O deputado Tadeu Veneri defende que todos os partidos que têm candidatos com viabilidade eleitoral participem das eleições à prefeitura de Curitiba, no ano que vem.

Em entrevista ao blog, disse que uma eleição plebiscitária, o que significaria a união dos partidos de oposição em torno da candidatura do ex-deputado Gustavo Fruet, só é boa para o prefeito Luciano Ducci.

É que, segundo Veneri, Ducci terá as máquinas da prefeitura e do governo do Estado, que têm mais capilaridade que a máquina federal numa eleição municipal.

-- O ideal é articular para que candidatos com viabilidade eleitoral disputem as eleições. Quanto mais, melhor e, no segundo turno, se estabelecem as alianças, defendeu.

Segundo Veneri, com um número maior de candidaturas a oposição poderá chegar a vários segmentos da sociedade.

– A eleição passa a ser racional, não emocional. Não transformaremos a eleição no ser contra ou ser a favor, como aconteceu em 2.008, disse.

Veneri discute candidatura com lideranças nacionais do PT

O deputado Tadeu Veneri aproveita sua ida a Brasília onde participa do Congresso Nacional do PT para discutir com lideranças nacionais do partido sua (pré) candidatura à prefeitura de Curitiba.

Segundo o deputado, o primeiro contato foi feito quando da visita do presidente nacional do PT, Rui Falcão, a Curitiba, que lhe assegurou que a direção nacional irá cumprir as regras definidas partido sobre as eleições de 2.012.

--O presidente do partido nos afirmou que os nomes dos petistas colocados à disposição do partido têm plenas condições e legitimidade para postular uma candidatura, reportou Veneri.

Rossoni admite que Assembleia pagou sua viagem ao exterior

De volta ao Paraná, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, admitiu que o custo da viagem ao exterior, junto com o governador Beto Richa, foi bancado pela Casa.

Mas assegurou que os resultados que a comitiva trouxe ao Brasil foram “maiores” que suas despesas.

-- As minhas despesas são infinitamente menores do que os benefícios, disse Rossoni, que concorda que é preciso ter “o devido cuidado, afinal, é dinheiro público que nós estamos gastando”.

Rossoni, no entanto, defendeu que o chefe de um Poder “tem que ter condições de locomoção para representá-lo diante dos interesses do Estado”.

Mais um dilema na Câmara

O vereador Algaci Tulio, do PMDB, desconfia que o parecer do relator da Comissão de Ética, Jorge Yamawaki, do PSDB, que pede a suspensão de 90 dias para o presidente da Câmara Municipal de Curitiba, João Cláudio Derosso, do PSDB, vai cair.

Porque Yamawaki não é membro titular da comissão.

É suplente, o que daria margem para que se alegue falta de competência para agir.


Blog: quinta-feira, 1 de setembro de 2011

15:49:48

Derosso pode ser suspenso por 90 dias

Se depender do parecer do relator do Conselho de Ética da Câmara Municipal de Curitiba, vereador, Jorge Yamawaki, do PSDB, o presidente da Casa, João Cláudio Derosso, também do PSDB, será suspenso por 90 dias.

Até em função de pedidos de vistas apresentados pelos vereadores Noêmia Rocha, do PMDB, e Valdemir Soares, do PRB, o parecer só será votado na segunda-feira.

Em defesa do voto aberto

O senador paranaense Alvaro Dias, do PSDB, protocolou junto à mesa diretora do Senado um pedido para que seja incluída na ordem do dia, para deliberação prioritária, as propostas de emenda à Constituição que instituem o voto aberto nas duas casas do Congresso.

Segundo ele, “a lamentável decisão tomada pela Câmara dos Deputados, absolvendo a deputada Jaqueline Roriz, provocou forte indignação da sociedade e justifica amplamente a urgência para deliberar sobre este tema”.

Entre essas proposições, uma é do próprio Alvaro, que diz respeito apenas ao voto aberto quando se trata de decisão sobre decoro parlamentar.

Outra mais ampla, do senador Paulo Paim, estabelece o voto aberto em todas as deliberações.

-- Diante da indignação de boa parte dos brasileiros, creio ter chegado a hora de, definitivamente, votarmos sobre essas matérias, disse o tucano.

Assembleia vai investigar gestão da saúde em Londrina

Por iniciativa do deputado Luiz Eduardo Cheida, do PMDB, a Assembleia Legislativa aprovou a criação de uma CEI para investigar a gestão pública da saúde em Londrina.

Segundo Cheida, que é pré-candidato à sucessão do prefeito Barbosa Neto, do PDT, o setor de saúde do município está envolvido em uma série de denúncias que apontam graves irregularidades, que envolvem os atendimentos pelo SUS e por convênios.

A CEI terá duração de cem dias para concluir os trabalhos e será integrada por parlamentares do PMDB, PSDB, DEM, PDT, PT e o bloco PP/PV/PTB/PSL.

MP investiga painel da Assembleia

O Ministério Público do Paraná abre mais uma investigação tendo como alvo a Assembleia Legislativa.

Desta vez sobre a compra do painel que registra a presença e o voto dos deputados em plenário.

O painel foi adquirido na gestão de Nelson Justus/Alexandre Curi.


Blog: quarta-feira, 31 de agosto de 2011

17:55:40

Rubens Bueno será candidato a prefeito de Curitiba

Nos meios políticos o fato é dado como certo: o deputado federal Rubens Bueno será o candidato do PPS à sucessão do prefeito Luciano Ducci.

Quando questionado, Bueno não assume sua candidatura, prefere citar o nome de sua filha, a vereadora Renata Bueno, e do presidente da Urbs, Marcos Isfer.

Isfer, no entanto, em entrevista ao blog defendeu recentemente o apoio do partido à reeleição do prefeito Luciano Ducci e jurou que não será candidato a nada. “Nunca mais”.

Rubens Bueno disputou a prefeitura de Curitiba nas eleições de 2.004 e fez 20% dos votos, ficando em terceiro lugar, atrás de Beto Richa, do PSDB, e Angelo Vanhoni, do PT.

Uma prova de fogo para o PMDB

O relatório do Tribunal de Contas recomendando a aprovação das contas do último ano de governo do PMDB vai agora à apreciação da Assembléia Legislativa. E pode ser uma prova de fogo para a bancada do PMDB que recentemente aderiu à base do governo Beto Richa.

Como os peemedebistas vão se comportar ainda mais que começam a surgir protestos do outro lado da Praça N. S. de Salete?

Basta ver o twitter do secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, que se indignou com a atitude do TC.

Mas não é só isso.

Na bancada aliada de Richa já começam as manifestações para que a Assembleia desaprove as contas.

O deputado Mauro Moraes, do PSDB, por exemplo, sugere que a Casa leve em conta as “irregularidades apontadas pelo Ministério Público”.

-- São irregularidades graves e que não podem ser ignoradas pelo Poder que tem como uma de suas prerrogativas fiscalizar o Executivo Isso seria uma incoerência, disse.

Segundo levantamento feito pelo MP junto ao TC, destaca o tucano, “o governo teria deixado de aplicar, durante o exercício de 2010, o percentual de 12% do orçamento para a saúde, ignorando o cumprimento da emenda 29. O Executivo também seria responsável por um déficit de R$3 bilhões nas contas da Paraná Previdência, autarquia responsável pelo gerenciamento previdenciário do funcionalismo público estadual”.

TC irrita Hauly

A decisão do Tribunal de Contas de recomendar a aprovação das contas do último ano do governo do PMDB (Roberto Requião/Orlando Pessuti) irritou o secretário da Fazenda, o tucano Luiz Carlos Hauly.

Tanto que dedicou as primeiras mensagens no twitter para tecer críticas. Hauly, que diariamente sugere a leitura de passagens da Bíblia Católica Online, disse que o TC contrariou o Ministério Público, que pediu a desaprovação das contas.

E concluiu:

-- Atrás de nossa toga tem que haver um coração. Caso contrário, não deveríamos ter aprovado nenhuma das prestações de contas anteriores, disse.

O que você tem a ver com a corrupção?

Será realizada de 28 a 30 de setembro a etapa paranaense da campanha “O que você tem a ver com a corrupção?”

A campanha foi criada em 2004 por iniciativa de Procuradores do Ministério Público de Santa Catarina e lançada nacionalmente em março de 2008 pelo Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais e Associação Nacional dos Membros do Ministério Público.

No Paraná, a campanha contra a corrupção é resultado da ação conjunta entre a Associação de Câmaras e Vereadores do Paraná, Ministério Público do Paraná, Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas do Estado do Paraná e Fundação da Universidade Federal do Paraná.

Entre os objetivos da campanha estão a prevenção de novos atos de corrupção para os diversos níveis da gestão pública e a denuncia daqueles que já existem.

O movimento pretende estimular denúncias populares e defender a punição de corruptos e corruptores. Além de entender os governos como responsáveis pela promoção de medidas mais eficientes contra a corrupção, a mobilização sugere um novo foco, transferindo à sociedade civil e ao setor privado a iniciativa de cobrar dos gestores uma administração pública mais transparente e a abertura de novos mecanismos de fiscalização e controle.

No total, serão realizados sete encontros nas diversas regiões do Estado, de setembro a dezembro, nos municípios de Foz do Iguaçu, Quedas do Iguaçu, Londrina, Umuarama, Francisco Beltrão, Guarapuava e Curitiba.


Blog: terça-feira, 30 de agosto de 2011

17:59:33

Beto menospreza PSDB?

Na entrevista que concedeu à rádio CBN de Curitiba, na manhã desta terça-feira, o deputado federal André Vargas ironizou o governador Beto Richa que, segundo ele, está “menosprezando” o PSDB ao abrir mão de candidaturas próprias das principais prefeituras nas eleições do ano que vem.

A começar por Curitiba.

-- O PSDB não vai ter candidato em Curitiba, em Londrina, em Foz do Iguaçu...

Gleisi nega uso de jatinho

Em entrevista agora a pouco ao programa CBN Brasil, ancorado pelo jornalista Carlos Alberto Sardemberg, a ministra-chefe da Casa Civil, senadora Gleisi Hoffmann, do PT, negou o uso de jatinhos de empresas que têm contratos com o governo até porque – disse – não mistura o público com o privado.

Na campanha eleitoral não foi diferente, segundo ela.

Gleisi afirmou que o avião que utilizou na campanha do ano passado “não era um jatinho” como se denuncia, mas “um avião pequeno”, e que muitas vezes pegou “carona” com outros candidatos da coligação.

30 de agosto de 1988

O fato e a versão, segundo Alvaro Dias

O senador Alvaro Dias, do PSDB, escreve em seu blog algumas considerações sobre o 30 de agosto de 1988, um peso que carrega até hoje, mas que segundo ele, é um episódio cuja ”exploração vem sempre carregada de má fé”.

Para ele, existe um fato e uma versão.

Veja o texto:

"Como deputado federal fui o autor da emenda constitucional que assegurou a aposentadoria especial aos professores brasileiros. Como governador tive o privilégio de decretar a gratuidade do ensino nas UEs do Paraná e criar duas delas, alem de estadualizar outras unidades no interior do Estado. Promovemos no ensino fundamental avanços pedagógicos reconhecidos . Recentemente (há 2 anos aproximadamente) a Gazeta do Povo publicou matéria ressaltando, o que para nos não foi surpresa porque temos as estatísticas, que os salários pagos aos professores durante o período do meu governo foram comparativamente os melhores até hoje. Por outro lado a Fundação Carlos Chagas atestou que o ensino paranaense daquele período era o melhor do país. O maior percentual da receita investido em educação nas ultimas décadas também se deu naquele mandato. Isto tudo por alguns é ignorado, porque querem alimentar um factóide que só prosperou depois que deixei o governo. Exploram politicamente e de má fé um episódio que foi administrado conforme as possibilidades".

O senador se apega ao fato:

" No dia 30 de agosto de 88 reuniram-se em frente ao Palácio Iguaçu, além de professores, petroleiros, operários da construção civil e centenas de “infiltrados” importados do ABC paulista para provocar o enfrentamento. Orientei na véspera o secretário de Segurança Publica para que oferecesse segurança aos manifestantes. Políticos interessados no tumulto lá estavam. Houve provocação e enfrentamento entre manifestantes e policiais militares. Todas as providências foram adotadas. Determinei a instauração do Inquérito policial militar para apurar responsabilidades. Recorri ao Ministério Publico e a população segundo pesquisas à época (80%) se manifestou favoravelmente ao posicionamento do governo. A exploração política da versão e não do fato, 23 anos depois, vem sempre carregada de má fé".

Requião acusa Beto de “estelionato eleitoral”

O senador Roberto Requião vem, desde cedo, disparando em seu twitter que o governador Beto Richa cometeu “estelionato eleitoral” por conta da proposta de reajuste salarial dos professores.

Requião diz que os professores foram enganados. Que na campanha eleitoral Richa prometeu 26% de reajuste e dá apenas 3%.

Na verdade, Beto propõe 5,83% - 3% em setembro e 2,83% em outubro.

O senador chega a postar vídeo do debate promovido pela APP/Sindicato, na campanha eleitoral do ano passado, quando Richa assumiu o compromisso de honrar o que era o primeiro item da pauta de reivindicação dos professores.

Verri perde apoio do PMDB em Maringá

A executiva do PMDB paranaense decidiu, na noite de segunda-feira, que o partido terá candidato próprio à prefeitura de Maringá.

Quem revela é o deputado e secretário do Trabalho, Luiz Cláudio Romanelli, em seu twitter.

Quem perde com isso é o presidente do PT paranaense, deputado Enio Verri, que contava com o apoio do PMDB à sua candidatura à sucessão do prefeito Silvio Barros.

A decisão do PMDB pode ter a ver com o “esfriamento” das relações com o PT, já que ao aderir à base de apoio do governo Beto Richa os deputados peemedebistas culparam os petistas de tê-los abandonado.


Blog: segunda-feira, 29 de agosto de 2011

14:34:57

Curitibano aceita Fruet no PT

Ao invés de ajudá-lo a se definir, uma pesquisa de opinião pública “embolou” ainda mais a decisão do ex-deputado Gustavo Fruet sobre seu futuro partidário.

Encomendada por um pré-candidato a prefeito de Curitiba, a pesquisa mostra que, para os curitibanos, a primeira opção de filiação para Fruet seria o PT. O PMDB vem segundo lugar.

O PV, que iniciou um movimento virtual para atraí-lo, vem em terceiro lugar.

O PDT do ex-senador Osmar Dias seria a quinta opção.

O voto é pessoal

Fruet não teve acesso a todos os dados da pesquisa. Apenas alguns cenários lhe foram liberados, mas o que lhe dá um alento é que ela aponta que o voto é pessoal e que o debate nacional não tem efeito na disputa municipal.

Ducci é bem avaliado

A mesma pesquisa mostra ainda que o curitibano avalia positivamente a gestão do prefeito Luciano Ducci, do PSB. Mais que isso, mostra tendência de crescimento de sua candidatura à reeleição.

Lula influencia mais que Beto

Outro dado curioso da pesquisa é o que aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, como maior cabo eleitoral.

Ele tem maior influência sobre o eleitor que o governador Beto Richa, do PSDB.

Reforma política

Serra diz que parecer de Henrique Fontana é um “samba do petista doido"

O ex-presidenciável tucano, José Serra, posta comentário em seu blog (www.joseserra.com.br) criticando o parecer do deputado Henrique Fontana, do PT, a proposta de reforma política que tramita na Câmara Federal.

Para Serra, é um verdadeiro “samba do petista doido”.

Notadamente no que diz respeito às eleições proporcionais, já que prevê que o eleitor vote duas vezes: no primeiro voto, de legenda, o eleitor escolhe a lista preordenada do partido de sua preferência; no segundo, vota diretamente no candidato, sem vinculação obrigatória com a legenda escolhida no primeiro.

Segundo Serra, se “o eleitor já entende pouco o sistema atual, o critério de quociente eleitoral, não há a menor chance de que ele compreenda este novo critério”.

-- O sistema proposto pelo relator é muito mais complexo e opaco do que o atual e não altera em nada o custo das campanhas, avalia o tucano.

Para PDT, Fruet não vai se deixar levar por um movimento virtual

O PDT reage ao movimento lançado pelo PV, na semana passada, que lançou um movimento nas redes sociais convidando o ex-deputado Gustavo Fruet a se filiar ao partido.

-- Não acredito que o ex-deputado Gustavo Fruet decidirá seu destino assim, impressionado por movimentos virtuais ou movido por impressões de última hora, afirma Valmor Stédile.

Pelo newsletter “Rede PDT”, Stédile lembra que seu partido formulou o convite a Fruet no início de 2011, “endossado nas três instâncias partidárias (municipal, estadual e nacional), numa articulação que se mantiveram à frente Carlos Lupi e Osmar Dias, além de Wilson Picler”.

Segundo o pedetista, a vinda do senador Cristóvam Buarque a Curitiba, nesta quarta-feira, “é positiva para a troca de idéias sobre questões políticas e sociais, principalmente, não como revide à legítima iniciativa das lideranças do Partido Verde, que devem ser tratadas como parceiros porque estão se movimentando claramente em apoio à candidatura de Fruet”, disse.



Blog: sábado, 27 de agosto de 2011

09:56:03

Gleisi se dispõe a devolver valor da multa do FGTS que recebeu da Itaipu

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que neste sábado participa de entrega de casas, em Colombo, na Grande Curitiba, se dispõe a devolver – com índices corrigidos – o valor da multa do FGTS que recebeu da Itaipu Binacional, em 2.006.

Segundo informa o jornal “Folha de S. Paulo”, Gleisi fez uma consulta do procurador geral da República, Roberto Gurgel, se foi lesiva ao erário a operação que lhe permitiu receber R$ 41 mil de multa, equivalente a 40% do saldo de seu Fundo de Garantia.

Na consulta endereçada ao procurador-geral da República, Gleisi se declara disposta a devolver o dinheiro, se o Ministério Público entender que houve prejuízo aos cofres públicos. Nesse caso, ela pede ainda que se defina o índice de correção para a restituição.

Oposição quer mais espaço na CPI contra Derosso

Os partidos de oposição na Câmara de Vereadores de Curitiba, com o apoio de lideranças dos movimentos sindicais, estudantis e organizações populares, se reúnem segunda-feira, na sede do PV, para definir estratégias políticas e jurídicas para enfrentar o bloco da situação, que é de maioria esmagadora e, como denunciam, pretende minimizar os escândalos envolvendo o presidente da Casa, vereador João Cláudio Derosso, do PSDB.

A oposição exige a instalação imediata da CPI e o afastamento de Derosso da presidência da Câmara Municipal durante todo o processo de investigação. Com a instalação da CPI, a oposição também reivindica uma terceira vaga – PT e PDT já têm direito a uma cadeira – para os partidos do chamado grupo minoritário, que elegeram menos de três vereadores, como o PMDB, o PV, o PPS e o PP.

A ideia é tentar equilibrar a correlação de forças na CPI, uma vez que dos noves membros, seis devem vir do grupo de apoio a Derosso, afirma a vereadora Roseli Isidoro, do PT.


Blog: sexta-feira, 26 de agosto de 2011

17:51:05

Decisão de Fruet vai ficar para setembro

O ex-deputado Gustavo Fruet pode adiar para setembro o anúncio de seu novo partido político. Tudo depende da rodada de negociações que fará neste final de semana, já que tem reuniões marcadas com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, do PT; com o ex-senador Osmar Dias, do PDT; e com o deputado federal Ratinho Júnior, do PSC.

Antes prometido para o final de agosto, o anuncio pode acontecer nos primeiros dias de setembro, já que quer ter pelo menos três semanas para angariar filiações para seu novo partido.

Pela legislação eleitoral, o prazo de filiação para quem quer disputar as eleições municipais do ano que vem termina dia 7 de outubro, um ano antes das eleições.

As opções de Fruet continuam sendo PV e PDT.

Corrupção, um crime hediondo

Pesquisa da Data Senado, disponível no site do Senado, mostra que a maioria – 98,8% - concorda com a proposta que tramita na Casa que inclui os atos de corrupção na Lei dos Crimes Hediondos, aplicando punições mais severas aos condenados.

De acordo com o Data Senado, já votaram 13.495 pessoas e apenas 1,2% não concorda com a proposta.

A proposta é do senador Pedro Taques, do PDT do Mato Grosso, e acrescentará na lei que dispõe sobre os crimes hediondos, os crimes de concussão, corrupção passiva e corrupção ativa.

Na Veja:

Beto Richa usou helicóptero emprestado por empresário

A noticia não é nova, mas foi postada agora a pouco no blog de Reinado Azevedo, no site da “Veja”:

“O governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), também utilizou aeronave emprestada por empresário para um deslocamento em São Paulo no dia 4 de maio. O fato passaria despercebido se o helicóptero Bell 206L, prefixo PP-JFR, não tivesse sofrido uma pane técnica, necessitando fazer um pouso forçado no Campo de Marte. Segundo o governo, o helicóptero tinha sido emprestado pelo empresário Jair Rosa, de Cornélio Procópio, no norte paranaense, mas radicado na capital paulista. Richa tinha saído de Curitiba para uma reunião no banco de investimentos BTG-Pactual, que não tinha sido divulgada antecipadamente. Ele aproveitou para realizar exames médicos no Hospital Sírio-Libanês. Durante o deslocamento à sede do banco, o helicóptero apresentou problemas técnicos. Ninguém ficou ferido. Na época do incidente, a assessoria do governo informou que o empréstimo tinha sido feito sem custos para o Tesouro estadual”.

PV nacional aprova moção de apoio à filiação de Fruet

Reunida nesta sexta-feira, em Brasília, integrantes da Executiva Nacional e presidentes estaduais do PV aprovaram hoje moção de apoio à filiação de Gustavo Fruet.

A proposta foi apresentada pelo vice-presidente estadual do PV, vereador Paulo Salamuni, em nome da presidente, deputada federal Rosane Ferreira, em viagem ao interior do estado.

-- A filiação de Gustavo Fruet é uma prioridade para o PV nacional neste momento, afirmou Salamuni, que destaca a liderança do ex-deputado federal, hoje sem partido.

Segundo Salamuni, "o Partido Verde tem um projeto de governo para as cidades brasileiras e Fruet será um grande aliado para construirmos a Curitiba sustentável que será exemplo para o pais".

-- Queremos que o Gustavo Fruet seja o nosso candidato, reafirmou o vereador.

No olho do furacão, Gleisi visita Colombo

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que está no olho do furacão, sob denúncias de uso de jatinho de empreiteira na campanha eleitoral e recebimento de verbas rescisórias de Itaipu, estará no Paraná neste sábado.

Segundo o portal do PT paranaense, Gleisi participará da entrega de Conjunto Habitacional pelo Programa Minha Casa Minha Vida, em Colombo, cidade da Grande Curitiba.

A ministra fará a entrega das chaves aos proprietários de 248 unidades. A entrega será às 11 horas, na Rua João Batista Stocco, n º 1.609, São Gabriel.

Pré-candidatos disputam tempo de TV do PR

O Partido da República, que elegeu 41 deputados federais nas eleições do ano passado, terá o quinto maior tempo nos programas eleitorais da campanha do ano que vem, atrás do PT, PMDB, PSDB e DEM.

Até por isso vem sendo “assediado” pelos pré-candidatos a prefeito de Curitiba.

Presidente do PR curitibano, o ex-deputado Carlos Simões revela ao blog que, com exceção de Ratinho Júnior, do PSC, todos os demais (pré) candidatos o procuraram.

-- Já conversei com o Ducci, Greca, Fruet e Vanhoni. Não sei por que me querem, diz Simões, que afirma que “a princípio “sou candidato a prefeito”.

Curitiba já tem seis pré-candidatos a prefeito

A 13 meses das eleições que irá eleger seu novo prefeito, Curitiba já tem seis pré-candidatos.

Além do prefeito Luciano Ducci, do PSB, que irá buscar a reeleição, figuram na lista o ex-prefeito Rafael Greca, do PMDB; o ex-deputado Gustavo Fruet, ainda sem partido; o deputado federal Ratinho Júnior, do PSC; o ex-deputado Carlos Simões, do PR. O sexto nome virá do PT, que tem três pré-candidatos – os deputados federais Dr. Rosinha e Angelo Vanhoni e o deputado estadual Tadeu Veneri .

Alvaro indica René Dotti para comissão de reforma do Código Penal

O senador Alvaro Dias, do PSDB, indicou o jurista paranaense Renê Dotti para integrar a comissão que irá elaboras para elaborar um anteprojeto de reforma do Código Penal Brasileiro.

Para o senador paranaense, René Dotti “possui um currículo exemplar de mais de 50 anos de atividade profissional na área do direito, atuando inclusive como secretário de Estado da Cultura e professor titular de Direito da Universidade Federal do Paraná, além de possuir diversas obras publicadas”.

-- É um nome que abrilhantará a comissão de juristas que terá a missão de elaborar um anteprojeto de Código Penal que seja mais adequado a uma sociedade dinâmica e complexa como a atual, disse Alvaro.

Anistia Internacional pede a Dilma que revogue Lei da Anistia

A Anistia Internacional, que tem sede em Londres, pediu à presidente Dilma Roussef que revogue a Lei da Anistia, de 1979, que impede que responsáveis por execuções e torturas cometidas durante o regime militar de 1964/1985 sejam investigados e punidos.

Segundo a Anistia Internacional, informa a Agência Estado, a lei protege suspeitos de "torturas, execuções extrajudiciais, desaparecimentos forçados e estupros".

-- Essa lei é um escândalo, e não fazer nada impede que se faça justiça Ela deve ser declarada nula, e aqueles responsáveis por abusos dos direitos humanos devem ser levados à Justiça sem demora, disse a diretora da Anistia Internacional para as Américas, Susan Lee.

A Agência Estado lembra que ações judiciais contra a Lei da Anistia foram derrotadas em 2010 e a presidente Dilma já prometeu publicamente aos militares que ela é "intocável", apesar de críticas do Tribunal Europeu de Direitos Humanos e do Comitê de Direitos Humanos da ONU - que determinou que leis de anistia como essa são incompatíveis com a proteção dos direitos humanos.

Projeto proíbe afastamento de prefeito por juiz de 1ª instância

Tramita na Câmara Federal um projeto de lei que, se aprovado, que proíbe o afastamento de prefeito por juiz de ‘ª instância. O afastamento estará sujeita ao duplo grau de jurisdição.

A proposta é do deputado Lourival Mendes, do PT do B do Maranhão, e altera a Lei 8.429/92, que estabelece as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional.

Segundo matéria da Agência Câmara, o autor justifica que o afastamento do prefeito só deve ser feito em último caso, para evitar uma crise institucional nos municípios, com possível interrupção dos serviços essenciais à sociedade.


Blog: quinta-feira, 25 de agosto de 2011

13:02:17

Requião desconfia dos motivos das potências mundiais que derrubam Kadafi

O senador Roberto Requião grava um áudio, disponível em seu Twitter, para comentar a queda do ditador líbio Muamar Kadafi.

Para ele, Kadafi estava “esgotado”, afinal, disse, “não tem sentido algum 42 anos de ditadura”.

Mas o que o senador estranha é que de uma hora para outra, países como Estados Unidos, França, Alemanha e Itália “passem a se preocupar com a ditadura na Líbia”.

-- Será que este esforço enorme foi um esforço para garantir a liberdade para o povo líbio?

Requião acha que não.

Para ele, “a Líbia daqui para frente será objeto de uma partilha”.

-- Se atiram com grande veracidade em cima dos fantásticos recursos minerais e petrolíferos da região. Nada tem a ver com a luta pela liberdade, disse.

Requião “ativa a memória” dos brasileiros ao lembrar que os Estados Unidos chegaram a perdoar Kadafi depois do atentado que derrubou um avião e matou centenas de pessoas.

-- Até o terrorista foi libertado, quando Kadafi cedeu aos esforços norte-americanos e suas empresas para a exploração de petróleo Como vocês vêem esta gente não tem nada a ver com o desejo de liberdade do povo líbio, afirmou.

Vem para o PV @gustavofruet

Às vésperas da decisão a ser tomada por Gustavo Fruet sobre seu futuro partidário, o Partido Verde lança um movimento pela filiação do ex-deputado ao partido.

O PV colocou no ar o blog -- www.gustavofruetnopv.blogspot.com – que já conta com apelos do presidente nacional do partido, José Luiz Penna, do ex-deputado federal Fernando Gabeira, da presidente do PV paranaense, deputada federal Rosane Ferreira, dos deputados estaduais Rasca Rodrigues e Roberto Accioli, e do vereador Aladim Luciano.

No blog, o PV pede que cada um “faça sua parte”, colando no Twitter e no Facebook a frase “vem para o PV @gustavofruet”.

Fruet deve anunciar até a final de agosto sua decisão e suas opções são o PDT e o PV.

O time de recibados

Não bastassem as denúncias que tiram – ou não – o sono do presidente da Câmara Municipal de Curitiba, o vereador João Cláudio Derosso se vê em mais um apuro: a cobrança do “time dos recibados”.

Dia desses um ex-vereador, que mantém um programa de rádio, foi ao gabinete da presidência da Câmara para reclamar que há quatro meses não recebe da Visão a parte que lhe foi prometida.

Se é maldade ou não, há quem diga que até mesmo alguns vereadores, que hoje participam das investigações contra Derosso, participaram ou ainda participam do “time dos recibados”.


Blog: quarta-feira, 24 de agosto de 2011

17:49:40

Fruet defende afastamento de Derosso da presidência da Câmara

Em visita ao Palácio Rio Branco, onde começou sua carreira política, o ex-deputado federal Gustavo Fruet defendeu a saída do vereador João Cláudio Derosso, do PSDB, da presidência da Casa.

Uma forma, segundo ele, de garantir transparência nas investigações das denúncias que pesam sobre ele.

À espera da audiência

Era para ser esta semana, mas a ida de deputados peemedebistas a Brasília para explicar a adesão ao governo Beto Richa ao senador Roberto Requião, ao vice-presidente Michel Temer e ao presidente nacional do PMDB, senador Valdir Raupp, ainda depende da confirmação da data da audiência pedida através do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures.

Segundo Nereu Moura, que está à frente da bancada com a viagem do líder Caito Quintana ao exterior, a demora talvez seja porque Rocha Loures se “uniu” ao grupo peemedebista que quer “melar” o acordo da bancada com o governador Beto Richa.

-- Descobrimos que ele está conspirando contra nós, disse.

Presidente Dilma é a 3º mulher mais poderosa do mundo

De acordo com o ranking das mulheres mais poderosas do mundo divulgado pela revista Forbes, nesta quarta-feira, a presidente Dilma Rousseff é a terceira mulher mais poderosa do mundo, ficando atrás somente da primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, e da secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton. Além de políticas, figuram entre as mulheres mais importantes do mundo celebridades como a modelo brasileira Gisele Bündchen (60º) e empresárias, como a indiana Indra Noovi, da PepsiCo (4º).

A publicação diz que as mulheres citadas no ranking “alcançaram o poder por meio da conectividade, habilidade de construir uma comunidade ao redor de organizações que elas supervisionam, países que lideram, causas que encabeçam e marcas pessoais”. No caso da presidente Dilma Roussef, o destaque deve-se ao fato de ser a primeira mulher a liderar a maior potência econômica da América Latina.

PMDB de Curitiba pode ficar fora das eleições de 2.012

O ex-presidente do PMDB paranaense, Milton Buabssi, está entrando com uma representação junto à cúpula nacional para anular a eleição do diretório de Curitiba, realizada no dia 17 de julho, que elegeu o senador Roberto Requião presidente do partido.

Se não obtiver sucesso junto à executiva nacional, Buabssi promete ir ao Supremo Tribunal Federal, “onde os processos correm com lentidão e podem pôr em risco a participação do PMDB nas eleições em Curitiba, no ano que vem”.

Em entrevista ao blog, Buabssi garante que não se trata de uma ação contra qualquer pessoa. Que sua pretensão é tão somente fazer cumprir o estatuto partidário.

Buabssi argumenta que o PMDB de Curitiba errou a realizar, num mesmo dia, as convenções dos diretórios zonais e do diretório municipal. Pelo estatuto, teria que eleger, primeiro, as zonais, definindo assim os delegados que escolheriam o diretório municipal.

Ex-secretário de Relações com a Comunidade no governo Roberto Requião, Buabssi requereu, em julho,para que a executiva estadual não registrasse o diretório junto ao Tribunal Regional Eleitoral, mas seu pedido foi arquivado.

Na última segunda-feira, protocolou novo requerimento, desta vez pedindo cópia das atas das convenções para embasar seu recurso junto à executiva nacional do PMDB.

Francischini não aceita Ghignone à frente do PSDB de Curitiba

O deputado federal Fernando Francischini pode ter inviabilizado o acordo para a formação de uma comissão provisória do PSDB de Curitiba, fechado pelo governador Beto Richa.

É que, segundo o deputado Mauro Moraes, Francischini não aceita que o presidente da Sanepar, Fernando Ghignone, fique à frente do partido sob o argumento que tem que ser um parlamentar.

Antes de sua viagem ao exterior, o governador Beto Richa definiu seis nomes para compor a comissão provisória do PSDB de Curitiba. Além de Ghignone, os deputados Mauro Moraes e Fernando Francischini, o vereador João do Suco e os secretários Michele Caputo e José Carlos Hidalgo.

PMDB de Colombo sob risco de intervenção

Se depender da vontade do líder em exercício da bancada do PMDB na Assembléia Legislativa, deputado Nereu Moura, a executiva do partido decreta intervenção no diretório de Colombo.

Tudo porque a presidente eleita do diretório, a ex-deputada Beti Pavin, está em vias de se filiar ao PSDB do governador Beto Richa, para concorrer às eleições municipais do ano que vem.

-- Uma coisa é o apoio da bancada ao governo, outra coisa é usar o PMDB como escada. Não se pode confundir as coisas, disse Moura.

Segundo ele, Beti Pavin está “com os dois pés no PSDB e com as mãos no PMDB”.

Pessuti afirma que todas suas escolhas foram democráticas

O ex-governador Orlando Pessuti emitiu nota para contestar afirmações dos deputados do PMDB no sentido as escolhas que fez – suplente de Gleisi, vice de Osmar e alterações no secretariado – foram pessoais.

Segundo Pessuti, “por repetidas vezes consultei nossa bancada de deputados para que definíssemos os mais variados assuntos, entre eles as indicações de nomes para compor o governo em 2003 com Roberto Requião e em 2010 quando assumi na condição de governador do Paraná”.

Das mesma forma, disse Pessuti, em 2010, na escolha de Rodrigo Rocha Loures como candidato a vice-governador de Osmar Dias e Sergio Souza como candidato a 1º suplente de Gleisi Hoffmann ao Senado, “houve um amplo processo de conversação com as bancadas estadual e federal, tendo ao final, os nomes recebidos pela executiva e pelo diretório estadual do PMDB, culminando com suas aprovações”.


Blog: terça-feira, 23 de agosto de 2011

18:16:31

Quem vai pagar o pato?

O secretário da Fazenda do Paraná, Luiz Carlos Hauly, aproveitou a homenagem prestada pela Ordem dos Economistas do Brasil ao ministro da Fazendo, Guido Mantega, segunda-feira à noite, em São Paulo, para pedir uma reunião do governo federal com governadores e secretários da Fazenda para esclarecer como o Brasil está – e pode – enfrentar a crise.

-- Não sabemos o que vai acontecer. Vai ter recessão? Vai diminuir a receita? disse Hauly.

Segundo o secretário, o que se espera é que o governo “compartilhe seu conhecimento, diga o que vem pela frente”.

-- Quem vai pagar o pato? O governo tem condições de responder, afirmou.

Mantega, que recebeu o título de “Economista do Ano”, disse a Hauly que as condições são favoráveis para o Brasil, que tem uma reserva de 350 bilhões de dólares.

Mas só isso não basta, segundo o secretário.

Ele ponderou que o governo precisa de maiores informações até porque está elaborando o orçamento do ano que vem “com base no que hoje estamos vivendo”.

Justiça devolve mandato a vereador em Campo Largo

O juiz Eduardo Novacki, do fórum cível da comarca de Campo Largo, concedeu nesta terça-feira, liminar a favor do vereador Nelson Silva de Souza, o Nelsão da Força, que teve seu mandato cassado pela Câmara Municipal sob acusação de ter ferido o decoro parlamentar por uma suposta briga com um colega.

Nelsão é do PMDB e, quando foi cassado, o presidente estadual do partido, deputado Waldyr Pugliesi, havia afirmado que se tratava de uma questão política, já que o vereador aparecia como o mais forte candidato á prefeitura de Campo Largo nas eleições do ano que vem.

Um tiro no pé

O diretor executivo da ONG Transparência Brasil, Claudio Abramo, afirmou nesta terça-feira, durante audiência pública no Senado sobre ações contra corrupção, que o financiamento público de campanha não é a solução para o combate à corrupção.

Pelo contrário, diz ele.

De acordo com reportagem da Agência Brasil, Abramo disse que a proibição do financiamento privado vai provocar um aumento do chamado caixa 2, que é o dinheiro recebido em campanha e não declarado.

-- Essa ideia é um tiro no pé. Isso vai fazer com que o caixa 1 se torne o caixa 2. O que hoje é conhecido (no financiamento) de campanha vai ficar no caixa 2. Se proibirem vai ficar no caixa 2, ressaltou Abramo.

Executiva do PMDB avaliza apoio da bancada a Beto

A executiva do PMDB paranaense, reunida na noite de segunda-feira, rejeitou um requerimento protocolado pelo deputado federal João Arruda, e pelos membros do diretório Marcelo Almeida, Hudson Calefe, Sergio Ricci e Moisés Pessuti, que pediam que se posicionasse sobre o apoio dos deputados ao governo Beto Richa.

Na mesma reunião, aprovou outra proposta – apresentada por integrantes da bancada na Assembléia Legislativa – em apoio a adesão.

Esta proposta foi aprovada por sete votos contra dois.

Votaram a favor da proposta: Nereu Moura, Alexandre Curi, Anibelli Neto, Ademir Bier, Teruo Kato, Jonas Guimarães e pelo líder da bancada, o deputado Caito Quintana.

Votaram contra a proposta João Arruda e Moisés Pessuti.

Costeando o alambrado

Um deputado democrata ironizou a adesão de alguns filiados do DEM ao partido idealizado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, o PSD.

-- Como dizia o Brizola, estão costeando o alambrado.

Ou seja, filiam-se ao PSD para poder aderir ao governo Dilma Roussef sem incorrer em infidelidade partidária, já que o DEM é oposição.

Indisciplina partidária

Ao comentar a adesão da bancada do PMDB ao governo Beto Richa, o presidente do PT paranaense, deputado Enio Verri, disse, que ao contrário dos petistas, os deputados peemedebistas têm força no diretório estadual, fazendo prevalecer sua vontade.

E que, ao contrário do que acontece no PT, no PMDB não há “cultura de disciplina partidária”.


Blog: segunda-feira, 22 de agosto de 2011

18:29:26

TRE absolve Rossoni

Por quatro votos contra dois, o Tribunal Regional Eleitoral manteve nesta segunda-feira o mandato do deputado Valdir Rossoni, do PSDB. Rossoni foi denunciado pelo Ministério Público Eleitoral por supostas irregularidades nas contas da campanha eleitoral do ano passado.

A acusação do MPE era que o deputado, que preside a Assembleia Legislativa, pagou dívidas de campanha com cheque “guarda-chuva” – um cheque só para pagar diversas contas.

Votaram pela cassação os juízes Luciano Carrasco e Auracyr Azevedo de Moura Cordeiro. Contra a cassação votaram os juízes Andreia Sabaga de Melo, Fernando Morais, Marcelo Malucelli e Rogério Kanatama.

Pelo twitter, Rossoni comemorou a decisão do TRE:

--Na Ucrânia(Kiev)na casa do embaixador recebo boa noticia: resultado favorável TRE.

Requião pede providências ao CNJ contra o Judiciário paranaense

O senador Roberto Requião está disponibilizando, em seu twitter, a íntegra da representação junto ao Conselho Nacional de Justiça na qual pede que o órgão tome providências contra os magistrados paranaenses que, segundo ele, estão sendo “omissos e negligentes” e não julgam as ações judiciais que impetrou, quando era governador, contra aqueles que “dilapidaram” o erário.

Segundo Requião, o Judiciário paranaense é “lerdo” no julgamento das ações impetradas por ele, mas é “rápido como um raio” para condená-lo a pagar indenizações por danos morais.

-- Revolta-me, deprime-me e angustia-me saber que, se em um futuro distante eles poderão ser condenados e punidos, hoje triunfam, são vencedores no embate contra aquele que os denunciou.

Pior ainda: a cada nova condenação que sofro, eles provocam um grande barulho na mídia, fazendo passar à opinião pública a idéia de que a minha condenação corresponde à absolvição deles das acusações que fiz (e provei).

Oposição não terá candidato em Curitiba, diz Alvaro

Todos os pré-candidatos à prefeitura de Curitiba integram partidos da base do governo Dilma Roussef. Assim, a oposição não terá participação nas eleições do ano que vem.

A avaliação é do senador Alvaro Dias, do PSDB, que, em entrevista à rádio BandNews de Curitiba, que condenou o PSDB por ter “abandonado” o ex-deputado Gustavo Fruet e, em conseqüência, o projeto de poder nacional do partido, já que era essencial a conquista das prefeituras das principais Capitais brasileiras.

Alvaro disse que não condena Fruet por ter deixado o PSDB.

Até por exemplos anteriores, não poderia esperar uma decisão da cúpula tucana no Estado que, certamente, não “honraria” os compromissos assumidos com ele.

-- Esperar era desistir da candidatura, avaliou o senador, que criticou “grupos políticos” que usam os partidos para “atender interesses próprios”.

Não há o que avaliar no governo Beto Richa

O senador Alvaro Dias foi irônico ao ser instado a avaliar os oito primeiros meses do governo Beto Richa.

-- Eu não sei absolutamente nada do que está sendo feito no Paraná, Não há o que avaliar ainda. Se foi feito algo talvez não tenha sido divulgado, Vou aguardar, disse o senador tucano que completou dizendo que "talvez daqui a dois anos eu possa responder"

Alvaro defende afastamento de Derosso

O senador Alvaro Dias defendeu, na entrevista à rádio BandNews, o afastamento do vereador João Cláudio Derosso, do PSDB, da presidência da Câmara Municipal de Curitiba e também do partido.

Para Alvaro, a permanência de Derosso no cargo atrapalha as investigações das denúncias que pesam sobre ele.

Da Casa Civil para o TC

O deputado Durval Amaral (DEM) dificilmente retornará ao Palácio 19 de Dezembro.

Na chefia da Casa Civil desde o inicio do governo Beto Richa, Durval volta os olhos para o Tribunal de Contas.

-- Tenho um projeto traçado, disse ao blog.

Durval vai disputar a cadeira do conselheiro Heinz Herwig, que em maio do ano que vem cai na aposentadoria compulsória (70 anos).

O deputado diz que seu perfil é político, mas também técnico e que se for eleito para o TC poderá contribuir muito com os trabalhos daquela Corte.


Blog: domingo, 21 de agosto de 2011

11:47:27

De Osmar para Beto:

Só falar mal do governo passado não basta

O ex-senador Osmar Dias, hoje na vice-presidência de Agronegócios do Banco do Brasil, foi irônico ao avaliar os oito primeiros meses do governo Beto Richa, em entrevista concedida ao jornalista André Gonçalves, do jornal “Gazeta do Povo”.

Depois de atestar que tem visto Beto “falar muito mal do governo passado” e que só isso “não é suficiente para ele cumprir os compromissos que assumiu durante a campanha”, o ex-senador cutucou:

-- Ele disse que no dia 2 de janeiro o salário dos professores iria aumentar 26%. Isso foi dito num debate para mim. Talvez eu tenha me esquecido de perguntar o ano, ironizou o ex-senador.

Fruet tem razão

Sobre a possibilidade de o ex-deputado Gustavo Fruet ingressar no PDT, que preside no Paraná, Osmar afirmou que tem conversado com ele, pessoalmente e por telefone, mas Fruet ainda não decidiu.

Longe de criticá-lo, Osmar apóia Fruet.

-- Ele tem o convite do presidente nacional, o meu, a garantia da candidatura a prefeito de Curitiba e do comando do diretório municipal. A decisão agora cabe a ele. O Gustavo tem buscado formar uma aliança que dê a ele as condições de disputar uma eleição majoritária. E está certo. Eu também sempre agi assim e às vezes era criticado por demorar a decidir. Como é que ele pode dizer que é candidato sem ter alianças e depois ficar isolado fazendo papel de bobo? questionou.

Derosso cai na boca do povo

A população de Curitiba está atenta ao que acontece no Palácio Rio Branco e a maioria dela quer o vereador João Cláudio Derosso, do PSDB, afastado da presidência da Câmara Municipal de Curitiba.

É o que mostra uma pesquisa feira pelo instituto Paraná Pesquisas, publicada neste domingo no jornal “Gazeta do Povo”.

De acordo com a pesquisa, feita entre os dias 12 e 15 de agosto, 70,5% tiveram conhecimento das denúncias sobre os gastos com publicidade e, desse total, 90,5% se disseram à saída de Derosso do cargo até o fim das investigações.



Blog

É hora de unir forças

Entre aspas

As manchetes não perdoam

Perguntar não ofende

No fundo do poço

Lula quer vir a Curitiba

Oposição, mas...

DEM rompe aliança com PSDB

11 a favor, 11 contra, 8 indecisos

Quase “unanimidade”

Em pauta

Bairros de Curitiba

Músicas antigas

Novos acadêmicos

Acupuntura, mitos e verdades

É preciso manter a esperança

TCP inaugura armazém de exportação e oferece novos serviços

TCP Log inicia movimentação de equipamentos destinados à fábrica de celulose da Fibria no Mato Grosso do Sul

TCP investe em ampliação da frota de veículos

Gestão de Fluxos garante confiabilidade na operação Porta a Porto da TCP

APM comemora 37 anos

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

Telefones para contato:
(41) 3367-2466 / 3367-3544


Copyright © roseliabrao.com | 2011

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site