Email: Roseli Abrão

Blog: sexta-feira, 28 de outubro de 2011

17:11:47

Freire diz que PPS não será “coadjuvante” nas eleições em Curitiba

Em Curitiba nesta sexta-feira, para participar de um encontro regional, o presidente nacional do PPS, deputado Roberto Freire afirmou que o partido terá candidato próprio à sucessão do prefeito Luciano Ducci.

-- Não seremos coadjuvantes, disse o deputado, que afirmou que a “missão” do PPS será “acabar com as polarizações das eleições”.

Segundo Freire, a tendência é pela confirmação do nome da vereadora Renata Bueno para esta disputa.

Freire disse que diretório nacional aprovou resolução nacional que devemos ter candidato próprio a prefeito nas cidades com mais densidade eleitoral.

-- O PPS está bem preparado nas grandes cidades paranaenses,disse, citando, além de Curitiba, Ponta Grossa, Londrina, Maringá e Cascavel.

Assembleia vai criar Ouvidoria

A Assembleia Legislativa do Paraná vai criar uma Ouvidoria.

A medida foi anunciada nesta sexta-feira pelo presidente da Casa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, e pelo 1º secretário, deputado Plauto Miró, do DEM.

Segundo os dois deputados,o principal objetivo é criar um canal de informações, “buscando a interação com a sociedade, mas principalmente para que sugestões e reclamações quanto aos serviços prestados pelo Legislativo sejam apontadas”.

Segundo matéria disponível no site da Alep, o órgão terá autonomia ainda para solicitar informações das diretorias e da administração.

Mas o registro de ocorrências deverá ser fundamentado e identificado, evitando falsas denúncias ou especulações, com a garantia de preservação de quem solicitar respostas da Ouvidoria.

“Tuitaço" pró-Cataratas

Um “tuitaço” em prol da eleição das Cataratas do Iguaçu como uma das Novas Sete Maravilhas da Natureza marcou o final da primeira plenária do 1º Encontro Mundial de Blogueiros, que ocorre em Foz do Iguaçu até este sábado.

A convocação para o “tuitaço” foi feita pelo superintendente de Comunicação Social de Itaipu, Gilmar Piolla, que também coordena o Comitê Local de Apoio às Cataratas.

Piolla apresentou quatro vídeos da campanha Vote Cataratas e pediu aos participantes do encontro que replicassem as mensagens do perfil @votecataratas e postassem a palavra-chave #votecataratas.

A eleição termina no dia 11 de novembro.

Estão no páreo 28 finalistas e o concurso é da fundação suíça New Seven Wonders

Assembleia antecipa feriadão

Em função do feriado de Finados, dia 2 de novembro, uma quarta-feira, a Assembleia Legislativa vai antecipar a reunião da Comissão de Constituição e Justiça para segunda-feira (a reunião da CCJ ocorre sempre às terças-feiras, às 13h30).

A sessão plenária de terça-feira deve ser realizada pela manhã, liberando os deputados para o retorno às bases.

Na pauta da CCJ, entre outros, nove projetos de lei encaminhados pelo Tribunal de Justiça englobando desde a criação de novas Varas Judiciais até criação de cargos e aumento no valor do vale-refeição pago aos servidores daquele Poder.

O mais polêmico – Das propostas encaminhadas pelo Poder Judiciário, o que já gera polêmica é o que prevê a criação de 787 cargos em comissão, simbologia 1-C, para assessoramento de magistrados em todo o Estado. Destes, 667 são cargos de assistente II de juiz de Direito, e 120 de assistente de desembargador, com remuneração mensal de R$ 2.643, 25, incluindo vencimento e demais vantagens.

O impacto econômico-financeiro da medida será um aumento de R$ 32 163.294, 00 no montante da despesa bruta de pessoal para 2012, e igual importância, em termos reais, para os exercícios de 2013 e 2014.

Ducci denuncia perfil falso no Twitter

O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, do PSB, anunciou pelo Twitter que denunciei ao Núcleo de Combate aos Cibercrimes a existência de perfil falso no microblog em seu nome.

-- Confio que delegacia vai achar autor, disse Ducci.

Em resposta a várias mensagens que recebeu, o prefeito, inclusive, esclareceu que não foi ele quem encaminhou perguntas ao empresário Joel Malucelli, entrevistado no último domingo pelo programa “Jogo do Poder”, da CNT.

TSE cassa Bete Pavin, candidata de Beto Richa à prefeitura de Colombo

O TSE cassou, na noite de quinta-feira, por unanimidade, o registro de candidatura de Izabete Cristina Pavin a deputada estadual pelo Paraná.

Bete Pavin, como é conhecida, disputou a reeleição a Assembléia Legislativa pelo PMDB.

Recentemente se filiou ao PSDB e seria a candidata do governador Beto Richa à prefeitura de Colombo, na Grande Curitiba.

O TSE entendeu que Bete Pavin era inelegível no momento do pedido de registro para disputar as eleições de 2010, em razão de rejeição de contas em 2009 por irregularidades insanáveis decorrentes de improbidade administrativa.

Segundo os ministros, a inelegibilidade de cinco anos de Bete Pavin passou a correr a partir de 2009.

Os ministros deram provimento a recursos apresentados pelo Ministério Público Eleitoral e Gilberto Taborda Ribas, candidato a deputado estadual pelo Paraná, que afirmaram que decreto de julho de 2009 da Câmara de Vereadores de Colombo rejeitou as contas de 2001, apresentadas por Bete Pavin como prefeita, por verificar diversas irregularidades graves e insanáveis.

Entre as irregularidades insanáveis encontradas nas contas pela Câmara Municipal estariam a movimentação de recursos públicos através de instituição financeira privada, o que é proibido pela Constituição e a legislação vigente, execução de despesas sem licitação, inconsistências de aplicação de recursos destinados ao ensino da ordem de R$ 1 milhão e promoção pessoal da prefeita por meio de publicidade institucional.

Segundo matéria disponível no site do TSE, ao acompanhar o voto da relatora, ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, pelo provimento dos recursos, os ministros entenderam que a ex-prefeita de Colombo não poderia concorrer às eleições de 2010, porque sua inelegibilidade de cinco anos, com base na alínea “g” do inciso 1 do artigo 1 da Lei de Inelegibilidades (LC 64/90), passou a contar do decreto da Câmara Municipal que rejeitou suas contas por irregularidades insanáveis.

A ministra Cármen Lúcia informou em seu voto que a candidata não apresentou qualquer decisão judicial que tenha suspenso os efeitos do decreto da Câmara Municipal, estando, portanto, a inelegibilidade da ex-prefeita em vigor. A ministra lembrou que a Câmara Municipal é o órgão competente para apreciar as contas de prefeito, conforme jurisprudência pacífica do TSE.

Afirma a alínea “g” da LC 64/90 que são inelegíveis, para as eleições que se realizarem nos cinco anos seguintes, contados a partir da data da decisão, os que tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável e por decisão irrecorrível do órgão competente, salvo se a questão houver sido ou estiver sendo submetida à apreciação do Poder Judiciário.

-- Na espécie, portanto, estão presentes os requisitos previstos na alínea “g” [do inciso 1 do artigo 1 da LC 64/90], o que impõe indeferir o registro da recorrida ao cargo de deputada estadual, disse a relatora.


Blog: quinta-feira, 27 de outubro de 2011

17:32:26

PSDB diz que está na hora de Dilma dar “cartão vermelho” para a corrupção

Lideranças nacionais do PSDB criticaram a indicação do deputado Aldo Rebelo para assumir o Ministério do Esporte em substituição a Orlando Silva.

Na avaliação dos tucanos, como o senador paranaense Alvaro Dias, que é líder do PSDB no Senado, a presidente não deveria ter mantido o PC do B no Ministério porque, assim, “mantém o mesmo modelo de promiscuidade e que deu origem a todo esse escândalo”.

Para Alvaro, Dilma deveria ter escolhido um nome suprapartidário “para mostrar isenção e vontade política de investigar as denúncias de corrupção”.

O presidente nacional do partido, senador Sérgio Guerra, disse que “já passou da hora de a Dilma dar um cartão vermelho para a corrupção, para o desmando com o dinheiro público e para o loteamento de cargos que atrapalha a eficiência da máquina pública e afeta projetos como a Copa do Mundo”.

Guerra destaca Aldo Rebelo como um “deputado correto, honesto”.

-- Mas não é do ramo, e sua indicação determina que o partido continuará na chefia do Esporte. Precisamos de gente com experiência, de executivos da área esportiva, defendeu.

Em rota de colisão?

O senador Roberto Requião, do PMDB, e o presidente do PT paranaense, deputado Enio Verri, podem estar em rota de colisão.

Do contrário como entender a troca de farpas pelo twitter?

Verri postou mensagem dizendo que nesta semana defendeu o projeto que institui o Dia da Consciência Negra.

Requião retrucou:

-- @enioverript Beleza, depois proponha da amarela, da vermelha etc. Beleza pura!

Em outra mensagem, o petista cumprimenta o ex-presidente Lula, que completa 66 anos nesta quinta-feira.

Requião foi irônico:

-- @enioverript @presidente_lula O saco do chefe é o corrimão do sucesso Parabéns também.

Quem será o próximo ministro de Dilma a cair?

O site do “Estadão” coloca uma enquete que pergunta aos internautas quem será o próximo ministro do governo Dilma Roussef a cair.

As opções são Afonso Florense, do Desenvolvimento Agrário; Alexandre Padilha, da Saúde; Ana Holanda, da Cultura; Carlos Lupi, do Trabalho; Fernando Haddad, da Educação; e Mário Negromente, das Cidades.

O nome mais votado até agora é do ministro da Educação.

Câmara aprova fim dos “fumódromos”

A Câmara Federal aprovou na quarta- um substitutivo à Medida Provisória 540/11 acabando com a existência de áreas especiais para fumantes em locais fechados, conhecidos como “fumódromos”.

Segundo matéria do site “Congresso em Foco”, originalmente, a proposta editada pelo governo concede vários incentivos fiscais para a indústria nacional com o objetivo de aumentar a competitividade dos produtos brasileiros no exterior. a questão do fumódromo foi inserida no texto.

Agora, a matéria segue para análise do Senado.

Foi o relator da MP, Renato Molling, do PP do Rio Grande do Sul, quem acrescentou ao texto a vedação aos fumódromos em locais fechados.

Apesar da proibição, abria a possibilidade de que estabelecimentos comerciais específicos para fumantes fossem abertos.

Mas a proposta causou polêmica entre os deputados e após várias críticas, o pepista acabou cedendo e retirando a parte do texto sobre locais destinados aos consumidores de cigarros.

TSE cassa propaganda partidária do PSDB

O Tribunal Superior Eleitoral está punindo o PSDB com a cassação do programa em bloco que seria levado ao ar no primeiro semestre de 2.012 e perda de 12,3 minutos de inserções ao longo da programação das emissoras de televisão.

A decisão de cassar a propaganda partidária tucana foi tomada nesta quarta-feira e é aplicada porque o PSDB, segundo o TSE, fez campanha eleitoral antecipada em favor de José Serra, que era pré-candidato à Presidência da República, no programa veiculado no primeiro semestre de 2.010.

O TSE também aplicou multas de R$ 50 mil para o PSDB e R$ 20 mil para José Serra.

A ação contra o PSDB foi proposta pelo PT.

Jennings reafirma denúncias contra Ricardo Teixeira

Ao depor, quarta-feira, na Comissão de Educação e Esportes do Senado, presidida pelo senador paranaense Roberto Requião, do PMDB, o jornalista investigativo britânico Andrew Jennings fez uma recomendação ao governo brasileiro: a de solicitar ao presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, que torne público o relatório final da Justiça da Suíça no qual constaria uma confissão do dirigente de que teria recebido propinas em contratos de marketing relacionados ao futebol.

Segundo matéria disponível no site da Agência Senado, Jennings disse que, concluído em maio do ano passado, o relatório da Justiça da Suíça ainda não foi publicado por pressão do presidente da Federação Internacional de Futebol (Fifa), Joseph Blatter.

O documento, relatou o jornalista, conteria, em aproximadamente 45 páginas, confissões assinadas por Teixeira e pelo ex-presidente da Fifa João Havelange, além de uma confissão de Blatter de que ele sabia do suborno.

O jornalista britânico, que tem feito documentários sobre o tema para a BBC, lembrou que o Senado brasileiro promoveu uma investigação, em 2001, cujo resultado indicou que Teixeira teria recebido ilegalmente dinheiro de uma empresa de Liechtenstein chamada Sanud. Após investigar o caso, ele concluiu que a Sanud seria parceira da ISL, empresa de marketing ligada à Fifa, na década de 90.

Ainda de acordo com o jornalista, Teixeira teria sido beneficiado com US$ 9,5 milhões pelo esquema de corrupção, enquanto Havelange teria recebido uma transferência de US$ 1 milhão. Em sua opinião, a manutenção de Teixeira no comando dos preparativos da Copa de 2014 poderia prejudicar a imagem do Brasil no exterior.

- Nós queremos ver o samba e uma celebração do país que, em vinte anos, saiu de uma ditadura para uma democracia, com imprensa livre. Se vocês querem o respeito do mundo, no interesse da reputação de seu país, entreguem a organização a honestos burocratas brasileiros, sugeriu.

Autor do requerimento para a realização da audiência, juntamente com o senador Paulo Bauer (PSDB-SC), o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) concordou com o possível risco à imagem do país. E considerou favorável a Teixeira e Havelange o acordo que teria sido celebrado na Suíça, uma vez que os dirigentes teriam feito uma doação a entidades de caridade em troca da não divulgação do relatório sobre denúncias de corrupção.Para ele, as denúncias já conhecidas internacionalmente precisam ser debatidas também no Brasil.

- Teremos uma Copa do Mundo em um cenário de denúncias sobre superfaturamento de obras e desperdício de dinheiro público, previu Alvaro Dias.


Blog: quarta-feira, 26 de outubro de 2011

19:51:19

Beto estatiza SAS. Hospital da PM passa a atender servidores

O governador Beto Richa decidiu estatizar o SAS – Sistema de Assistência à Saúde aos servidores do Estado.

A decisão foi tomada com o término do contrato com a Fundação de Estudos das Doenças do Fígado (Funef), mantenedora do Hospital São Vicente, e depois da frustrada licitação, na semana passada, quando não houve interessados em prestar o serviço.

O Hospital Geral da Polícia Militar passa a atender aos servidores públicos estaduais, familiares e dependentes que moram em Curitiba e região metropolitana.

De acordo com o anúncio feito nesta quarta-feira pelo Palácio das Araucárias, nos primeiros 30 dias do convênio, o Hospital da PM vai cobrir os atendimentos de urgência e emergência, enquanto a atenção à gestante permanece na Maternidade Santa Brígida. Na seqüência começarão os atendimentos ambulatoriais, serviços de exames e consultas.

O calendário do início das consultas em especialidades médicas será divulgado nos próximos dias.

O governo do Estado afirma que manterá o mesmo modelo de pagamento atual, com o repasse de cerca de R$ 3,2 milhões ao mês para o FAS-PM Anuncia, também, que dará continuidade ao processo licitatório para contratação emergencial de um novo prestador de serviços para o SAS Curitiba.

O tamanho do PSD no Paraná

O Partido Social Democrático surge no Paraná com mais de nove mil filiados, organizado em 370 municípios do Estado, com 42 prefeitos, 28 vice-prefeitos e 433 vereadores.

O tamanho do PSD no Paraná foi feito nesta quarta-feira, em Brasília, pelo presidente da Executiva Estadual, deputado federal Eduardo Sciarra, durante o ato de formalização dos trabalhos legislativos e parlamentares da bancada federal do novo partido, que já nasce como a terceira força da Câmara dos Deputados, com 55 parlamentares na ativa.

Além de Sciarra, o Paraná conta com o deputado federal Reinhold Stephanes, além dos estaduais Ney Leprevost e Marla Tureck.

Além da bancada de 55 deputados federais – número, aliás, do próprio partido, o PSD conta, em nível nacional, com os governadores Raimundo Colombo (AM) e Omar Aziz (AM) e os senadores Kátia Abreu (TO) e Sérgio Petecão (AC).

Fruet ou Leo? Quem preside o PDT de Curitiba?

Noticias do PDT dão conta que a executiva estadual do PDT vai apreciar nos próximos dias uma nova composição para o partido na Capital, que está sendo reconstituído pelo ex-deputado Gustavo Fruet “com o acompanhamento” dos presidentes nacional, Carlos Lupi, e estadual, Osmar Dias.

Mas há quem discorde sobre esta decisão.

De volta ao PDT, o jornalista Sylvio Sebastiani acha que Gustavo Fruet não deve ser presidente do PDT de Curitiba, Seria mais uma tarefa para o pré-candidato a prefeito e poderia gerar “atritos de mando” com os companheiros.

-- Tem que estar livre. Léo de Almeida Neves é o ideal, pois tem tarimba nesta área de muitos anos, tem conceito, tem respeito de todos, até dos adversários e nacionalmente também é respeitado, defendeu Sebastiani.

Stica questiona cassação pelo TRE

O ex-deputado Natálio Stica, do PT, que teve seu diploma de suplente de deputado cassado pelo TRER, na terça-feira, emitiu nota refutando a condenação.

Segundo ele, quando foi notificado pela Corte, no inicio do ano, que havia inconstâncias na sua prestação de contas relativas a gastos de combustível no valor de R$ 30.263,03, apresentou a lista de veículos utilizados e as devidas placas, como havia sido solicitado.

Stica disse que sua defesa pediu aumento de prazo para esmiuçar o relatório, o que foi indeferido pelo TRE, “num flagrante cerceamento de defesa”.

-- O resultado disso é que, no julgamento de terça-feira, o TRE entendeu ainda haver divergências na minha prestação de contas, apesar de todos os gastos estarem justificados e comprovados.

Stica não deixou por menos.

-- O que causa ainda mais estranheza nesta decisão é que, no meu caso, apesar da justificativa e comprovação dos gastos, o TRE julgou pela cassação. Ao mesmo tempo, absolveu recentemente outros deputados eleitos com prestações de contas não justificadas com gastos muito superiores aos da minha campanha, disse.

Senado rejeita sigilo eterno de documentos oficiais

O sigilo para documentos oficiais poderá durar no máximo 50 anos. Foi o que o Senado determinou ao aprovar, na terça-feira, o projeto de Lei 41/10, conhecido como Lei de Acesso às Informações Públicas.

A proposta foi aprovada com a alteração feita pela Câmara Federal para restringir o número de prorrogações permitidas do sigilo, o que havia sido proposto pelo ex-presidente Lula. Apenas uma prorrogação Segundo a Agência Senado, o projeto aprovado estabelece que os documentos classificados como ultrassecretos terão o prazo atual de sigilo reduzido de 30 para 25 anos, com a possibilidade de uma única prorrogação.

A contagem começa na data em que os documentos são produzidos. Os documentos classificados como secretos terão prazo de 15 anos de sigilo, e os reservados terão prazo de 5 anos.

O texto não prevê a classificação confidencial existente na legislação em vigor.

O acesso às informações

As normas estabelecidas pela lei em que o projeto for transformado deverão ser observadas pela União, Estados, Distrito Federal e municípios. Em relação à esfera federal, o cidadão poderá recorrer da decisão ao ministro de Estado da área específica.

Será permitido ainda um último recurso perante a Comissão Mista de Reavaliação de Informações, criada pelo projeto, que terá prazo de cinco dias para se manifestar sobre o assunto.

Pode-se, também, pedir a essa comissão que uma informação deixe de ser classificada como secreta ou ultrassecreta.

A comissão funcionará na Casa Civil da Presidência da República e será composta por ministros de Estado e integrantes indicados pelos Poderes Legislativo e Judiciário, que terão mandato de dois anos.

Presidente e vice

De acordo com o projeto, as informações que puderem colocar em risco a segurança do presidente e do vice-presidente da República, de seus cônjuges e filhos, serão classificadas como reservadas.

Tais informações deverão ficar sob sigilo até o término do mandato em exercício ou do último mandato, em caso de reeleição.

Fruet passa a integrar cúpula do PDT

O ex-deputado Gustavo Fruet passa a fazer parte da executiva do PDT paranaense. A recomposição da cúpula partidária foi aprovada pela executiva nacional.

Fruet é um dos vice-presidentes do partido.

O ex-senador Osmar Dias continua à frente do partido, assim como o deputado Augustinho Zucchi permanece na vice-presidência.

A executiva pedetista fica assim composta: Osmar Dias, presidente; Augustinho Zucchi, 1º vice-presidente; Wilson Picler, 2º vice-presidente; Neivo Beraldin , 3º vice-presidente; Gustavo Fruet, 4º vice-presidente; Paulo Mac Donald Ghisi, secretário-geral; Adalberto Grein, secretário executivo; Jorge Bernardi, tesoureiro; Romualdo Ceslinski, tesoureiro adjunto; João Alberto Graça, consultor jurídico; Fernando Scanavaca, líder na Assembléia Legislativa; e como membros: Nelson Luersen , André Bueno , Márcio Pauliki, Ademir Gracciotin; Leonidas Dias, Antonio Brás da Silva; Edgar Bueno, Haroldo Ferreira, Barbosa Neto, Jairo Mello, José Baka Filho, Luiz Sorvos, Noemia Rocha e Valmor Stédile.


Blog: terça-feira, 25 de outubro de 2011

11:28:05

Rossoni troca abono de Natal por vale refeição

Depois de dizer aos jornalistas, antes do inicio da sessão, que iria fazer um reestudo do abono de Natal, com consulta inclusive ao Tribunal de Contas, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, anunciou em plenário a extinção do abono.

Para “compensar” a perda, Rossoni comunicou que está instituindo um “auxilio alimentação”, no valor de 400 reais mensais, retroativo a setembro. Rossoni disse em plenário que um parecer da Procuradoria da Casa considerou ilegal o pagamento do abono.

-- Jamais tivemos a intenção de prejudicar os servidores. Estamos tomando medidas para regulamentar as ações do passado que podem ser contestadas judicialmente, disse.

Para Rossoni, “a forma mais viável é o pagamento do auxílio-refeição”, que era um pedido dos servidores.

-- Com essa medida, resolvemos mais uma das questões que tínhamos pendentes na Assembleia, afirmou.

TRE encaminha oficio à AL corrigindo erro

O Tribunal Regional Eleitoral encaminhou nesta terça-feira a Assembleia Legislativa um oficio corrigindo o erro cometido e que deu "sobrevida" ao deputado Bernardo Carli, que teve seu mandato cassado na semana passada.

No oficio lido na segunda-feira, o TRE comunicava que havia cassado o diploma de suplente do "deputado federal", Bernardo Carli, o que gerou questionamento.

Segundo o presidente da Assembleia, Valdir Rossoni, a partir do novo comunicado, ele cumprirá a determinação nesta quarta-feira a decisão da Justiça.

É que antes de agir, quer um parecer da Procuradoria da Casa.

Rossoni deve, a partir daí, convocar o terceiro suplente da coligação que apoiou Beto Richa, o ex-deputado Antonio Carlos Belinati, do PP, para tomar posse.

Belinati tem um prazo de quinze dias para assumir o mandato.

Assembléia demite servidores e reestuda abono de Natal

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, não quis falar em números (extraoficialmente seriam 45), mas confirmou a demissão de mais servidores da Casa.

Segundo ele, é um "pequeno enxugamento, necessário para a adequação dos servidores ao novo sistema".

Rossoni estava decidido, também, a acabar com o abono de Natal, pago aos servidores do Legislativo desde a época de Anibal Curi. No entanto, recuou diante da pressão dos líderes, decidindo, então, fazer um "reestudo" da questão.

Segundo Rossoni, a Procuradoria da Casa está analisando se o pagamento do abono é legal. Ele encaminhará, também, uma consulta ao Tribunal de Contas.

-- Não quero cortar ganhos dos servidores, mas não quero assumir responsabilidades de questões fora da lei, disse em entrevista à imprensa.

Pessoalmente, o presidente da Assembleia vê irregularidades no abono até porque, disse, "nada pode ser ficxado em salário mínimo", e o abono pago é no valor de três salários mínimos.

Requião condena ação da Otan na Líbia, que culminou com a morte de Kadafi

O senador Roberto Requião, do PMDB, dedicou seu comentário às emissoras de rádio nesta terça-feira a ação da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) na Líbia, que levou à morte do ditador Muamar Kadafi, no último dia 20.

Requião, que está provocando seus seguidores no Twitter para que opinem sobre esta ação, afirmou que o que está Requião que não está em discussão o mérito de Kadafi e tão pouco a ditadura que ele impôs à Líbia por mais de 40 anos.

Mas sim o assassinato dele, de seu filho, de seus aliados e de seus ministros.

-- Esta chacina foi patrocinada pela Otan, acusou.

Em seu comentário, Requião destacou que “as imagens do momento que antecederam o assassinato do Kadafi são óbvias, indiscutíveis. O seu filho havia sido filmado fumando no cárcere e de repente ele aparece num frigorífico de animais deitado morto ao lado do pai. Sem sombra de dúvidas os dois foram assassinados”, afirmou.

Outro ponto levantado pelo senador é que lideranças como Barack Obama, Nicolas Sarkozy, Silvio Berlusconi e Gordon Brown cortejaram Kadafi por muitos anos.

-- Consta até que Kadafi tenha sido um dos financiadores da campanha de Sarkozy para a presidência da França. De repente ele é transformado num ditador horrível, de uma hora para outra, disse. Para Requião, a explicação “seria o comando e o domínio do petróleo da Líbia”.

O senador afirma que, pessoalmente não suporta ditaduras.

-- Mas o Kadafi foi cortejado por estes líderes ocidentais por muito tempo e o seu assassinato só se deu quando ele subiu o preço do petróleo, disse Requião.

Melhor que a encomenda

O lider do governo Beto Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano, do PSDB, desceu sorrindo da tribuna, na segunda-feira, depois de fazer um pronunciamento no qual relatou que o governo do Estado irá fazer uma economia de 75% com gastos de repografia em comparação ao governo de Roberto Requião.

É que foi um ex-aliado de Requião, que hoje é aliado de Beto - do pedetista Augustinho Zucchi - quem sugeriu uma investigação sobre o contrato para os serviços de fotocópias, impressões e digitalizações assinado no governo do PMDB e que custou no míniomo 900 mil reais a mais por mês do que se pagará agora.

Como diria o próprio Requião, “melhor que isso, só moranguinho com nata...”

Samek condiciona candidatura a prefeito de Foz do Iguaçu

O diretor brasileiro da Itaipu Binacional, Jorge Samek, está condicionando sua candidatura a prefeito de Foz do Iguaçu.

Antes de entrar nesta disputa quer saber quem será seu substituto no cargo.

Fontes próximas a Samek garantem que ele só aceitará ser candidato se o nome indicado para a Binacional for um “aliado”.

O argumento de Samek é que sem a Itaipu fica “difícil” administrar a cidade, promover os avanços que a cidade necessita.

Na avaliação de Samek, Foz precisa de muitos aliados além de Itaipu, como o governo do Estado e o governo federal.


Blog: segunda-feira, 24 de outubro de 2011

19:27:55

Beto recua e deixa Educativa na Cultura

A informação é do site Brasil Cultura: o governador Beto Richa anulou o decreto 2972, de 11de outubro, que passava a Rádio e TV Educativa da Secretaria da Cultura para a Secretaria de Comunicação.

Segundo o site, o “recuo” do governador se deu pela “pressão de artistas e entidades culturais”.

“Depois de uma mobilização da classe cultural do Paraná, com trocas de emails e utilizando as redes sociais, o movimento acabou por forçar o governador a recuar com o seu decreto inconstitucional”, comemora o site.

Assembleia corta “ penduricalhos” de aposentadorias

O primeiro secretário da Assembleia Legislativa, deputado Plauto Miró Guimarães, do DEM, anunciou na sessão desta segunda-feira que serão cortados já neste mês benefícios pagos indevidamente a algumas aposentadorias da Casa.

Serão cortados, segundo ele, o pagamento vale transporte, vale refeição, abono de Natal, gratificação por encargos especiais, férias e abono de férias.

Plauto comunicou que a Assembleia está notificando 15 procuradores aposentados pela Casa para que comprovem o real exercício de advocacia. Entre os documentos exigidos está o registro na Ordem dos Advogados do Brasil/PR.

Senado ouve jornalista que denunciou a Fifa

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado, que é presidida pelo senador Roberto Requião, do PMDB, ouve nesta quarta-feira o jornalista Andrew Jennings, da BBC, Londres, autor do livro “Jogo Sujo- O Mundo Secreto da Fifa”.

O convite para Jennings foi feito pelos Alvaro Dias e Paulo Bauer, ambos do PSDB.

Jennings denunciou em seu livro que as práticas dos dirigentes da entidade que manda no futebol mundial são “essencialmente corruptas”.

Ele chega dizer que a “máfia é amadora”, se comparada à Fifa.

Em seu site, o senador Roberto Requião destaca que o jornalista britânico acusa o presidente da entidade, Joseph Blatter, e o secretário-geral Jérôme Valcke de “suborno, desvio de dinheiro, manipulação de resultados em Copas do Mundo e leilão dos países-sede das competições internacionais de futebol”.

Para escrever o “Jogo Sujo”, Jennings disse que fez uma pesquisa de dez anos sobre os bastidores da Fifa.

O britânico ainda implica dirigentes da CBF nas práticas fraudulentas da Federação Internacional.

Plauto e Rangel lideram sucessão em Ponta Grossa

Se as eleições à prefeitura de Ponta Grossa fossem hoje haveria segundo turno entre os deputados Marcelo Rangel, do PPS, e Plauto Miró Guimarães, do DEM.

Este é o resultado da mais recente pesquisa feita pela Paraná Pesquisas, que mostra Rangel com 23,96% das intenções de votos e Plauto com 23,05%.

O petista Péricles de Mello é o terceiro colocado, com 19,42%.

Em outro cenário, com um número menor de candidatos, Rangel tem 33,03%, Plauto, 27,95%, e Péricles, 25,05%.

Se a disputa fosse apenas entre Rangel e Plauto, o deputado do PPS teria 44,65% e o democrata 42,47%

A pesquisa foi feita entre os dias 12 e 16 de outubro ouvindo 551 eleitores.

Maioria não sabe em quem votar

A pesquisa espontânea, no entanto, mostra que a maioria 70,24% não sabe ainda em quem irá votar nas eleições de 7 de outubro do ano que vem.

Mas mostra também que Plauto e Rangel têm o mesmo percentual: 3.09%.

O ex-deputado Jocelito Canto, hoje no PMDB, é o mais lembrado pelos eleitores (5,26%). O prefeito Pedro Wosgrau, do PSDB, que não pode concorrer, vem em segundo, com 4,36%, o mesmo percentual de Péricles de Mello.

PT investe em Gleisi para desbancar Beto Richa

Este é o título da matéria assinada pelo jornalista João Domingos para o jornal “O Estado de S. Paulo”, que revela o que seria a estratégia do PT para viabilizar a candidatura da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, à sucessão do governador Beto Richa, em 2.014.

De acordo com a matéria, a estratégia petista consiste na montagem de uma aliança com fortes candidatos nas quatro principais cidades paranaenses na eleição municipal de 2012.

Por essa fórmula, assinala o “Estadão”, o PT não disputaria a Prefeitura de Curitiba e apoiaria o ex-tucano Gustavo Fruet, hoje no PDT. Mas lançaria três candidatos petistas: o presidente de Itaipu Binacional, Jorge Samek, concorreria em Foz do Iguaçu; a ex-ministra Márcia Lopes (Desenvolvimento Social) disputaria em Londrina; e o presidente do PT do Paraná, deputado estadual Enio Verri, lutaria pela Prefeitura de Maringá.

Os quatro são candidatos em condições de vencer no primeiro turno ou passar para o segundo, na avaliação do PT e dos partidos que participam da articulação para levar Gleisi ao governo.

O sacrifício petista

Na movimentação política para fortalecer a ministra da Casa Civil os petistas fariam dois sacrifícios, diz a matéria.

Em primeiro lugar, ficariam de fora da disputa em Curitiba, cidade que jamais governou. Em segundo, Jorge Samek teria de abrir mão da presidência de Itaipu, cujo salário é pago em dólares e não tem a gestão submetida nem à fiscalização do Tribunal de Contas da União.

Um dos pais dessa articulação política, aponta o “Estadão”, é o deputado André Vargas, secretário de Comunicação do PT.

-- O cenário que desponta é esse. Com a nossa aliança vencendo as prefeituras das quatro principais cidades, e dando apoio maciço a Gleisi em 2014, é possível derrotar o governador Beto Richa, que vai tentar a reeleição, disse.

Para André Vargas a fórmula só não é considerada acabada, porque faltam três anos para a eleição de 2014 e Gleisi tem papel fundamental no governo da presidente Dilma Rousseff.

-- A prioridade é o governo da presidente Dilma, que disputará a reeleição Se tudo estiver certo, Gleisi poderá sair da Casa Civil para disputar o governo. Esse é o nosso plano, afirmou.

PSD diminui o tamanho da oposição

O PSD, que nasceu por iniciativa do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, estréia nesta quarta-feira na Câmara Federal com uma bancada de 48 deputados, a terceira maior da Casa. Formado principalmente por integrantes do DEM, PPS e PSDB, o PSD diminui o tamanho da bancada de oposição ao governo Dilma Roussef.

O site “Congresso em Foco” revela que um em cada cinco deputados das principais legendas contrárias ao governo federal está no PSD.

Além de DEM, PPS e PSDB, o PSD atraiu deputados do PP, PMN e PSC.

De acordo com o “Congresso em Foco”, atualmente com 110 deputados no exercício do mandato, os partidos que se opõem à presidente Dilma cairão para somente 87 parlamentares, uma queda de 21%.

O DEM, partido ao qual antes estão filiados os principais caciques do novo partido, é o maior prejudicado: perde 16 integrantes no exercício do mandato, além de outros três licenciados. Considerando-se uma tendência governista do PSD e a possibilidade de o PR voltar à base aliada, a coalizão de Dilma Rousseff na Câmara pode chegar a ter 426 deputados, ou 83% da Casa, mais do que suficiente para aprovar qualquer matéria, inclusive emendas constitucionais.

Após o DEM, quem mais perde é o PSDB. Atualmente com uma bancada de 52 parlamentares, o partido dos tucanos cairá para 48. É o mesmo número que o PSD terá quando passar a existir na Câmara.


Blog: domingo, 23 de outubro de 2011

11:30:08

Brasil tem mais de 15 milhões de eleitores filiados a partidos políticos

Um levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral mostra que existem 15.381.121 eleitores filiados a uma das 29 agremiações em todo o Brasil. Desse total de filiados, a grande maioria está concentrada em sete partidos, somando 10.374.547.

São eles: PMDB (2.420.327); PT (1.566.208); PP (1.436.670); PSDB (1.410.917); PDT (1.212.531); e PTB (1.203.825); e DEM (1.124.069). Segundo o TSE, os números mais recentes mostram que, nesse intervalo de seis meses entre abril e outubro, 1.885.618 pessoas se filiaram a algum partido.

PT teve maior adesão

Pelo levantamento feito pelo TSE, em nível nacional, o Partido dos Trabalhadores foi a agremiação que teve maior número de novas filiações no período: 155.715 eleitores.

Com 149.586 inscrições, o recém-criado Partido Social Democrático (PSD) foi o segundo partido com maior número de novas filiações.

O PMDB atingiu a terceira colocação, com 146.665 filiações no período.

Última legenda a obter registro no TSE, o Partido Pátria Livre (PPL) alcançou 12.372 filiações.

PMDB foi quem mais perdeu

Ainda segundo o TSE, os eleitores que optaram por se desvincular de partidos políticos nos últimos seis meses somaram 560.476.

O partido que registrou maior número de desfiliações foi o PMDB, com 86.243 baixas nesse período.

Em seguida aparece o PSDB, com 59.962 desfiliações e logo após o PT, com 49.722.

Assembleia sedia debate em defesa da CLT

A Assembleia Legislativa será palco, dia 31 de outubro, de uma audiência pública em defesa da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

O evento é uma proposição do deputado Reni Pereira, do PSB, segundo secretário da Casa, e atende a uma manifestação da Coordenação Federativa de Trabalhadores do Estado do Paraná (CFT-PR)/Fórum Sindical dos Trabalhadores do Estado do Paraná - FST/PR.

Segundo os sindicalistas, a intenção e despertar a atenção de autoridades e da população sobre vários aspectos que hoje envolvem a CLT, que surgiu através do Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, sancionada pelo então presidente Getúlio Vargas, unificando toda a legislação trabalhista existente no Brasil. Seu objetivo primordial sempre foi a proteção dos direitos dos trabalhadores.

Para a Coordenação Federativa dos Trabalhadores, “passados 68 anos da vigência da CLT, o diploma legal que garante a cidadania e a dignidade do trabalhador brasileiro, não falta quem queira revogá-la. E o tentam com o mais cínico dos argumentos de que flexibilizando a legislação trabalhista a economia vai gerar mais empregos”.

-- Nada mais falso que essa tese, pois não é atentando contra os direitos dos trabalhadores e contra os seus rendimentos que seremos uma Nação forte, sustentam os sindicalistas.


Blog: sexta-feira, 21 de outubro de 2011

17:04:52

PMDB quer ser o “campeão” das eleições do ano que vem

A expectativa é do deputado Nereu Moura, que se surpreende com as adesões que o PMDB recebeu ao término do prazo de filiações partidárias.

Segundo ele, o quadro político está praticamente definido em cada município, e a expectativa é que o PMDB seja “campeão” de prefeitos e vereadores eleitos.

-- Sei que o momento politicamente é mais propício ao PSDB e ao PT, pois o primeiro tem a máquina estadual e o outro a federal. Todavia, contamos com uma militância muito dinâmica e determinada, razão pela qual entendo que a sigla tem condições extremamente favoráveis para sair vitoriosa no próximo pleito eleitoral, disse.

Alianças com todos os partidos

A Executiva Nacional do PMDB já definiu que, no Paraná, o partido está liberado para coligar com qualquer outro partido, reportou Nereu Moura.

Segundo ele, “iremos agir exatamente desta forma. Faremos coligações aonde for interessante e com quem quer que seja”.

O objetivo, segundo o deputado, “é eleger um grande número de prefeitos e vereadores, fortalecer o partido para que em 2014 tenha um papel preponderante nas eleições para o Governo Estadual, Câmara Federal e Assembléia Legislativa”.

Intriga da oposição

O deputado Assis do Couto emitiu nota negando que esteja trocando o PT pelo PSD. Na nota, o deputado diz que se trata de “intriga” daqueles que o querem ver “longe do PT, com certeza com temor”, afinal, foi eleito pela terceira vez deputado federal do PT com aproximadamente 95 mil votos.

A informação de que iria para o PSD foi dada pelo deputado Ney Leprevost, que preside o PSD de Curitiba, e confirmada por um importante membro da cúpula do Partido dos Trabalhadores no Estado

Municípios podem agora apresentar emendas ao Orçamento da União

Os municípios brasileiros com até 50 mil habitantes poderão apresentar emendas diretamente para a proposta orçamentária para 2012 em tramitação na Comissão Mista de Orçamento.

A informação é da Agência Câmara, que destaca que essa é a principal novidade do relatório preliminar ao projeto, entregue nesta quinta-feira pelo relator-geral da Comissão, Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Pelo texto, serão destinados R$ 2,209 bilhões para as emendas e os municípios poderão indicar uma emenda no valor de R$ 300 mil a R$ 600 mil, dependendo do tamanho da população, entre oito ações previamente determinadas no relatório, nas áreas de educação, saúde básica, infraestrutura urbana e sanitária, agricultura, prevenção de desastres e recuperação de estradas vicinais.

Para garantir a participação da população, o relatório determina que a emenda será definida em audiência pública promovida conjuntamente pela prefeitura e a câmara de vereadores, com ampla participação social.

O resultado da audiência será comunicado à Comissão de Orçamento, por correspondência, com data de postagem até o dia 23 de novembro.

A correspondência deve identificar a obra a ser financiada com a emenda. A participação da prefeitura e das câmaras de vereadores é uma forma, segundo o relator, de garantir a “institucionalidade” da decisão.

Os recursos serão repassados mediante transferência direta para as contas das prefeituras (modalidade de aplicação 40, no jargão técnico). Caso a cidade não escolha a área beneficiada até a data limite, os recursos serão endereçados à saúde básica.

Segundo o relator, 4.953 municípios brasileiros (89% do total) vão ser favorecidos com as emendas, atingindo um universo de 65 milhões de pessoas.

O deputado explicou que a ideia da emenda de iniciativa popular surgiu da sua experiência nas audiências públicas que participou em 11 estados, no início do mês, para discutir o projeto do Orçamento para 2012. Nos encontros, Chinaglia disse que a tônica era a cobrança por mais recursos federais para atender problemas específicos dos estados.

Assis do Couto troca PT por PSD

Como este blog já havia antecipado, com exclusividade, o deputado Assis do Couto está trocando o PT pelo PSD.

O que o leva a mudar radicalmente de postura partidária são as eleições do ano que vem.

É que no PT não teria espaço para disputar a prefeitura de Francisco Beltrão.

Assis do Couto é o terceiro deputado federal paranaense a aderir ao PSD. Antes dele, migraram para o partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, os deputados Eduardo Sciarra (ex-DEM) e Reinhold Stephanes (ex-PMDB).


Blog: quinta-feira, 20 de outubro de 2011

16:09:21

Rossoni se envolve em briga com jornalista

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, quase foi às vias de fato com o jornalista Renato Barrozo, proprietário do jornal “Correio Paranaense”.

Eles se “estranharam” na noite de terça-feira no restaurante Vindouro, no Cabral.

Só não foram às vias de fato porque a turma do “deixa disso” impediu.

Reclamando que foi “xingado”, Rossoni chegou a registrar um boletim de ocorrência numa delegacia próxima ao restaurante que, segundo se comenta, pertenceria às mulheres de dois importantes integrantes do governo Beto Richa.

Requião chama Beto de ‘governadorzinho’

Por Ana Cunha Abrão

O senador Roberto Requião reclamou em seu site a ‘paternidade’ da escola indígena Estadual Coronel Misael Ferreira de Araújo, inaugurada no último dia 6, pelo governador Beto Richa, em Mangueirinha. De acordo com Requião, Beto Richa ‘esqueceu de fazer referência a quem determinou a construção da escola”.

-- O mínimo de comportamento ético teria feito referência a quem construiu a escola, disse.

Requião explicou ainda que a escola havia sido fechada em 2006 por determinação do Ministério Público, devido a falta de segurança. A reconstrução foi realizada durante o governo de Requião, com mediação de João Arruda, hoje deputado federal pelo PMDB, e de Anibelli Filho, deputado estadual no Paraná.

-- O aspecto interessante desse processo é que durante a inauguração, o deputado Anibellinho pediu a palavra. Ele quis falar para contar a história do início do projeto, ordem de serviço, a construção, mas foi impedido pelo governadozinho, relatou.

Para Requião, tal atitude demonstra a’ pequenez, a mesquinharia da visão’.

-- É a visão do governadorzinho Betinho Richa, concluiu.

STF sepulta impressão do voto, que custaria 1 bilhão de reais

Os ministros do Supremo Tribunal Federal concederam, na quarta-feira, uma medida cautelar que suspende, até o julgamento de mérito, a aplicação do voto impresso nas eleições de 2014.

O voto impresso foi aprovado pelo Congresso Nacional por meio da Lei nº 12.034/2009, conhecida como minirreforma eleitoral.

A decisão do STF, unânime, ocorreu na Ação Direta de Inconstitucionalidade ajuizada pela Procuradoria Geral da República.

O principal argumento da PGR é no sentido de que a impressão do voto fere o artigo 14 da Constituição, que garante o voto secreto.

Pela lei aprovada em 2.009, os votos impressos ficariam depositados numa urna lacrada e posteriormente poderiam ser contados para confirmar o resultado.

A relatora da ação, a ministra Cármen Lúcia, avaliou a impressão violava o sigilo do voto.

Para ela, a inviolabilidade da urna eletrônica já foi comprovada e que o custo do voto impresso poderia chegar a R$ 1 bilhão.

PC do B de Orlando Silva apresenta hoje seu programa eleitoral

Em meio a denúncias que envolve seu principal representante no governo federal – o ministro do Esporte, Orlando Silva – o PC do B apresenta na noite desta quinta-feira, em rede nacional de rádio e televisão, seu programa partidário.

O programa tem duração de dez minutos e vai ao ar às 20h no rádio e às 20h30 na televisão.

Na próxima quinta-feira, dia, será a vez de o Partido Social Cristão exibir, no mesmo horário, seu programa partidário.


Blog: quarta-feira, 19 de outubro de 2011

22:29:14

TRE cassa Bernardo Carli e MPF quer posse imediata de suplente

Por unanimidade (seis votos), o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná cassou nesta quarta-feira o mandato do deputado Bernardo Carli, do PSDB, acatando denúncia do Ministério Público Eleitoral que o acusou por captação e gastos ilícitos de recursos para campanha eleitoral do ano passado.

Bernardo assumiu o mandato na condição de suplente, substituindo Osmar Bertoldi, secretário de Habitação de Curitiba.

Filho do prefeito de Guarapuava, Fernando Ribas Carli, Bernardo pode recorrer da decisão e, enquanto o recurso não for julgado, pode permanecer no cargo.

Mas o Ministério Público Eleitoral pediu ainda nesta quarta-feira a imediata execução da decisão e que a Assembleia dê posse ao segundo suplente da coligação que respaldou a candidatura do governador Beto Richa.

Neste caso, quem assume é Antonio Carlos Belinati, do PP, filho do ex-prefeito de Londrina e ex-deputado Antonio Belinati.

A denúncia - Segundo denúncia do Ministério Público Eleitoral do Paraná se identificou na prestação de contas de Bernardo Carli, um número considerável de pessoas que, supostamente, teriam doado sua mão-de-obra na condição de “cabo eleitoral”.

O MPE também constatou, no relatório de despesas com pessoal, gastos de R$ 11.300,00 em recursos que teriam vindo de doações e mais R$ 3.180,00 em efetivo desembolso financeiro.

Gleisi passa a cuidar da Copa de 2.014

A ministra-chefe da Casa Civil, a paranaense Gleisi Hoffmann, será, a partir de agora, responsável pelos assuntos relacionados a Copa do Mundo de 2.014.

A informação é do jornal “O Estado de S. Paulo”, que diz que a decisão foi tomada diante do desgaste do ministro do Esporte, Orlando Silva, com a denúncia de que estaria envolvido num esquema de corrupção na pasta.

Segundo o “Estadão”, embora o futuro de Orlando ainda esteja indefinido e vá depender do desenrolar das acusações – além da consistência de suas respostas –, o certo é que ele já perdeu poder.

Na prática, o ministro passará a ser informado das providências a serem tomadas no Planalto.

O jornal reporta que a presidente Dilma Roussef não está satisfeita com o trabalho de Orlando.

Na segunda-feira, em Pretoria, na África do Sul, ela ficou irritada com o que leu na imprensa e chegou a telefonar para um auxiliar, a fim de saber quem disse que ela aprovava o trabalho do ministro. “A presidente, na realidade, afirmou apenas que considerava suficientes as primeiras explicações dadas por ele em relação às denúncias de corrupção”.

Nas mãos de Dilma

O “Estadão” lembra que logo que assumiu o mandato, em janeiro, Dilma cogitava ela mesma cuidar da realização da Copa do Mundo por considerar Orlando Silva muito próximo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Na prática, destaca o jornal, a presidente nunca quis proximidade com a CBF por avaliar que a entidade exige privilégios que ela não pretende conceder.

“Com as relações cada vez mais azedas entre Dilma e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira – e percebendo que, se não mudasse de postura, poderia perder o cargo –, o ministro decidiu trocar de posição. Tanto é que ajudou a presidente a convencer o ex-craque Pelé a assumir o papel de embaixador honorário do Brasil na Copa do Mundo. Foi uma forma de afastar Ricardo Teixeira das cerimônias oficiais relativas à realização do torneio de futebol.

Imbróglio entre Rasca e PV vai longe

O deputado Rasca Rodrigues vai esperar a reunião do Partido Verde, que será realizada na manhã da próxima segunda-feira, para se pronunciar sobre a nota divulgada pelo partido, nesta terça-feira, reafirmando que ele está fora da disputa à prefeitura de Curitiba, na segunda-feira.

O imbróglio começou na última segunda-feira quando o PV divulgou nota dizendo que Rasca decidiu sair da disputa depois da decisão da Justiça Federal que o condenou à perda de mandato por suposta irregularidade no processo de concessão de licença ambiental para a construção da hidrelétrica de Mauá, no Rio Tibagi, quando era presidente do Instituto Ambiental do Paraná.

Mas Rasca negou a nota do PV que, no dia seguinte, emitiu outra nota reafirmando que ele está fora da disputa.

Beto cria novo Conselho Estadual de Cultura

O governador Beto Richa encaminhou quatro mensagens à Assembléia Legislativa e, entre elas, a que cria um novo Conselho Estadual da Cultura.

O Conselho, criado por decreto em 1973, estava inativo, segundo o Palácio das Araucárias. Mas não bastava só reativá-lo. A reestruturação era necessária, segundo o governo, com vistas à estruturação do Sistema Estadual de Cultura, que permitirá ao Estado integrar-se ao Sistema Nacional de Cultura.

Pela proposta encaminhada à Assembleia Legislativa, o Conselho Estadual de Cultura – CONSEC –caracterizar-se-á como órgão colegiado, de caráter consultivo, normativo, deliberativo e fiscalizador, integrante da estrutura organizacional básica da Secretaria de Estado da Cultura, tendo por finalidade a participação na formulação das políticas de cultura do Estado do Paraná.

Mensagens – As demais mensagens encaminhadas são: pedido para contratação de empréstimo de US$ 350 milhões junto ao Bird para o financiamento do Proejto Multissetorial para o Desenvolvimento do Paraná; criação da Agência Paraná de Desenvolvimento, que tem por objetivo fazer o levantamento do potencial econômico e agroindustrial do Estado; e que obriga as empresas de telefonia a dar um destino ecologicamente correto para as baterias de celulares, sob pena de punição pelo não cumprimento da lei.


Blog: terça-feira, 18 de outubro de 2011

16:54:05

PV reafirma que Rasca está fora da disputa

O Partido Verde divulgou nota nesta terça-feira reafirmando que o deputado Rasca Rodrigues está fora da disputa que irá escolher o candidato do partido à sucessão do prefeito Luciano Ducci.

Na segunda-feira o PV já havia anunciado sua saída do páreo, mas o deputado, em entrevista ao blog, negou que tivesse desistido.

-- O PV do Paraná ratifica as informações divulgadas em nota oficial na tarde de ontem (segunda-feira): o deputado Rasca Rodrigues não é mais pré-candidato à prefeitura de Curitiba, diz a nota do PV.

Segundo a assessoria do partido, Rasca telefonou na noite de segunda-feira para o vereador Paulo Salamuni, vice-presidente do PV no Paraná, e manteve o posicionamento anunciado de manhã, em reunião do partido.

Segundo ainda o PV, Rasca “garantiu que irá reforçar sua decisão de retirada da pré-candidatura na próxima reunião da Executiva do partido, agendada para a segunda-feira, dia 24”.

Ratinho é denunciado por propaganda eleitoral antecipada

O pré-candidato a vereador pelo PDT de Curitiba, Chik Jeitoso, encaminhou denúncia ao Tribunal Regional Eleitoral, ao Tribunal Superior Eleitoral e ao Ministério Público Eleitoral contra o deputado federal Ratinho Júnior, do PSC, que espalhou outdoors pela cidade enaltecendo a liberação de recursos federais para o metrô.

Para o pré-candidato, caracteriza propaganda eleitoral antecipada já que Ratinho Júnior é pré-candidato a prefeito de Curitiba.

A propaganda eleitoral, “subliminar”, é uma maneira, segundo Chik Jeitoso, de “usar do poder econômico para se auto promover”.

O pré-candidato, que pede a retirada dos outdoors, acusa Ratinho de usar também seu programa de rádio, na 97.7 FM, e a Rede Massa, que pertence a seu pai, Carlos “Ratinho” Massa, para promover sua candidatura.

Requião diz no Senado que presidente da Renault foi “grosseiro e mentiroso”

O senador Roberto Requião, do PMDB, ocupou a tribuna do Senado nesta segunda-feira para dizer que o presidente mundial de Renault, Carlos Ghosn, foi “grosseiro e mentiroso” quando reclamou de “maus tratos” que a fábrica francesa teria recebido durante seu governo entre 2003 e 2010.

Requião lembrou que no dia 5, em uma assinatura de protocolo, em Curitiba, entre a Renault e o Governo do Paraná, Calor Ghosn aceitou “desculpas” pedida por Beto Richa e disse que o então governador Requião nunca foi recebê-lo na fábrica, em suas visitas anuais à unidade de São José dos Pinhais.

Segundo o senador, “ao contrário de outros governantes, ele nunca chamou Ghosn de ‘bwana, bwana’, não estendeu tapete vermelho para ele e não fez salamaleques de colonizado para homenageá-lo”.

No entanto, enfatizou, Ghosn “mentiu” sobre os acordos da Renault e governo do Paraná, durante suas duas últimas gestões.

Segundo informações prestadas pelo seu ex-secretário da Fazenda, Heron Arzua, Requião disse que todos os protocolos e acordos com a fábrica francesa foram cumpridos.

Mias ainda: o protocolo assinado por Goshn e Beto Richa, no dia 5, foi todo ele construído ainda no período em que era governador do Estado.

Requião rebateu Ghosn lembrando também a boa recepção que ele teve na França, recebendo da então diretoria mundial da empresa agradecimentos pela forma com que a filial brasileira do Paraná era tratada pela administração estadual.

No entanto, o senador disse que sempre deixou claro sua discordância dos privilégios que a montadora recebeu de seu antecessor, Jaime Lerner, considerando-os “absurdos e frutos de uma miopia sobre a realidade econômica mundial e com fortes doses de submissão colonial”.

Em seu discurso, Requião anunciou ainda que vai propor à Comissão de Assuntos Econômicos do Senado que convoque Carlos Ghosn, para que o presidente mundial da Renault explique, de viva voz, para os senadores brasileiros que “maus tratos” teria recebido no Paraná.

Curitiba é tema do “Café com a Presidenta”

Em seu programa semanal “Café com a Presidenta”, transmitido pelas emissoras de rádio de todo o País, a presidente Dilma Roussef destacou os investimentos do governo federal em Curitiba, especialmente o metrô.

Dilma frisou que quase 80% dos recursos para o metrô virão dos cofres federais.

Que dos 2, 25 bilhões, 1,750 bilhões será bancado pelo governo federal.

Mais, disse a presidente, 1 bilhão “nem a prefeitura nem o governo do Estado precisarão devolver”.

Dilma Roussef destacou ainda as obras que seu governo irá realizar na Capital paranaense para a Copa do Mundo de 2.014.

E-Paraná diz que faz “jornalismo imparcial”

A Rádio e Televisão Educativa do Paraná, a E-Paraná, divulgou na noite de segunda-feira nota oficial negando que tenha censurado o discurso da presidente Dilma Roussef na solenidade da última quinta-feira, em Curitiba.

A E-Paraná enfatizou que “tem compromisso com o jornalismo imparcial” e assegura que, em nenhum momento houve qualquer “orientação superior para que o discurso da presidente da República, não fosse transmitido na íntegra, na cobertura da solenidade de lançamento do metrô de Curitiba, no último dia 13”.

-- A decisão de utilizar parte do discurso na TV foi eminentemente técnica, em função do tempo disponível na grade de programação. O discurso foi transmitido integralmente nas duas emissoras da Rádio Educativa: a FM 97.1 e a AM 630.

A emissora insistiu que durante o evento foram constatadas falhas técnicas, que prejudicaram a qualidade da transmissão na TV.


Blog: segunda-feira, 17 de outubro de 2011

19:19:48

Rasca nega retirada da (pré) candidatura

O deputado Rasca Rodrigues negou informação do PV que retirou sua pré-candidato às eleições do ano que vem à Prefeitura de Curitiba.

Segundo Rasca, ele abordou a questão na reunião do PV, realizada pela manhã. Chegou a admitir a retirada, mas depois reavaliou sua decisão.

Em entrevista ao blog, Rasca afirmou que pode contribuir com a “agenda” do partido na questão municipal.

Em nota à imprensa, a direção do PV afirmou que a decisão de sair da disputa teria sido em razão da sentença da Justiça Federal que condenou Rasca à perda de mandato por suposta irregularidade no processo de concessão de licença ambiental para a construção da hidrelétrica de Mauá, no Rio Tibagi, quando Rasca Rodrigues era presidente do Instituto Ambiental do Paraná

A decisão judicial de primeira instância foi proferida pelo juiz Roberto Lima Santos, da 1ª Vara Federal de Londrina.

Segundo o PV, a iniciativa de retirar a pré-candidatura partiu do próprio parlamentar, que alegou precisar de mais tempo para se dedicar a sua defesa perante a Justiça Federal.

PPS vai ao TSE para reaver mandatos de deputados que aderiram ao PSD

O PPS se prepara para ingressar no Tribunal Superior Eleitoral com ações para reaver os mandatos dos quatro deputados federais (Geraldo Thadeu e Alexandre Silveira de Minas Gerais, Cesar Halum, do Tocantins, Moreira Mendes, de Roraima, de Roraima) que saíram do partido para se filiar ao PSD.

A informação é do presidente nacional do partido, deputado Roberto Freire. Segundo ele, os advogados da legenda vão juntar os pedidos de desfiliação dos parlamentares e pleitear os mandatos, baseados na tese de que estes pertencem aos partidos e não aos eleitos – entendimento aceito pelo Supremo Tribunal Federal.

A tese do PPS, disse Freire, é a de que parte da resolução do TSE que trata das hipóteses de justa causa para a saída de detentores de mandatos das legendas pelas quais foram eleitos é inconstitucional.

-- Um partido não pode ser penalizado pela formação de outro, disse Freire, para quem a mudança só deveria ser permitida nos casos em que o partido pelo qual o parlamentar foi eleito der causa à ruptura do vínculo de filiação. Na avaliação do partido, a brecha para formação de nova legenda subverte a Constituição.

-- Esse entendimento leva à interpretação de que basta um detentor de mandato criar um partido para que leve com ele aquilo que não lhe pertence, que é o mandato; é mero ardil, enfatizou Freire.

PPS já ajuizou ações no STF

O PPS já ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF contra o inciso da resolução do TSE que libera os parlamentares para formar novos partidos.

A ministra relatora era Ellen Gracie, mas como ela se aposentou, Freire procurou o presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, para pedir que novo relator seja designado e a questão possa ser resolvida o quanto antes.

A Adin tem efeitos gerais e retroativos. Se o pedido de medida cautelar for acatado, haverá suspensão imediata da eficácia do inciso II do parágrafo primeiro da resolução 22.610/2007 do TSE.

Freire explica que “será como se a criação de novo partido nunca tivesse feito parte do texto da resolução”.

Mas quanto ao pedido de decretação de perda de mandato, é necessário entrar com uma ação para cada caso, pois o efeito é restrito às partes.

Freire disse que os parlamentares que migraram para o PSD não poderão alegar ofensa à segurança jurídica porque “não é razoável que eles não tenham conhecimento do questionamento da constitucionalidade da resolução do TSE pelo PPS”.

O deputado ressaltou que aqueles que trocaram o partido pelo PSD podem estar conscientes do risco de perder os mandatos.

Projeto garante uso do nome social para travestis e transexuais

O deputado petista Professor Lemos protocolou nesta segunda-feira, na Assembleia Legislativa, um projeto de lei que garante o uso de nome social para travestis e transexuais na Administração Pública Direta, Indireta, Autarquia, Empresas Públicas do Paraná e Escolas Públicas e Privadas, bem como, na iniciativa privada.

Uma forma, segundo ele, de evitar assim que “continuem a passar por constrangimentos com graves repercussões seja de caráter psicológico, seja no relacionamento em sociedade”.

-- Assegurar que as pessoas travestis e transexuais possam ser identificadas pelo seu nome social nos órgãos e entidades públicas e privadas do Paraná, pretende contribuir para acabar com a discriminação sofrida por este segmento populacional, disse Lemos.

Assembléia derruba primeiro veto de Richa

Por 29 votos contra 20 (uma abstenção) a Assembléia Legislativa derrubou na sessão desta segunda-feira o primeiro veto do governador Beto Richa a um projeto de lei aprovado na Casa este ano.

O projeto é de autoria do deputado Hermas Brandão Júnior, do PSB, e prevê reserva de vagas para pessoas com deficiência nos contratos de terceirização do serviço público.

Verri exige pedido de desculpas públicas de Beto Richa

O presidente do PT paranaense e líder da oposição na Assembléia Legislativa, deputado Enio Verri, não aceitou as explicações do líder do governo, Ademar Traiano.

Em pronunciamento na sessão desta segunda-feira, Verri disse que “faltou grandeza” por parte do governo Richa, e que foi um “desrespeito” para com a presidente Dilma Roussef o fato de a TV Educativa ter “censurado” em discurso.

Para Verri, o governador Beto Richa deve fazer “um pedido de desculpas público” a presidente.

O presidente do PT não aceita o argumento que foi um problema técnico, uma das versões dadas pela TV Educativa.

Traiano vê “conspiração” do PT contra Richa

O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Ademar Traiano, do PSDB, sugere uma “teoria da conspiração” por trás da noticia e repercussão da “censura” da TV Educativa ao discurso da presidente Dilma Roussef na solenidade da última quinta-feira quando liberou recursos para o metrô de Curitiba.

Para Traiano, é uma tentativa de “parcela” do PT que buscaria prejudicar “bom relacionamento” existente entre o governo do Estado e o governo federal.

Segundo ele, nunca o governo do Paraná viveu “um momento tão harmonioso” com o governo federal como agora, e que Richa não colocaria isso em risco.

Mais do que isso, Traiano cobrou a postura do PT durante o governo de Roberto Requião que, disse, nunca se manifestou quando “usava a TV Educativa para criticar o presidente da República e a política econômica do governo federal”

-- O governador Beto Richa, um democrata, jamais iria censurar a mais alta autoridade do País, disse Traiano. O líder insistiu que o que houve foi uma “falha técnica” e que a TV Educativa deu o mesmo tempo para Dilma e Richa.

Hermas e Justus recebiam apenas 30% de verba de representação

Os ex-presidentes da Assembleia Legislativa Hermas Brandão e Nelson Justus encaminharam oficio à mesa executiva assegurando que receberam apenas 30% de verba de representação. Não 100% como determinava o decreto assinado pelo ex-presidente Anibal Curi, em 1992.

O presidente Valdir Rossoni confirmou a afirmação de Justus e Hermas e que, se recebeu 100%, foi porque foi “mal assessorado”.

Rossoni anunciou que colocará em votação, em plenário, da decisão que tomou no último final de semana, de revogar o decreto lei.

Ao anunciar sua decisão, Rossoni confessou que “errou”, mas afirmou que não é “infalível”.

E se toma esta atitude agora é para que não seja aberta nenhuma brecha capaz de macular o trabalho que vem fazendo para acabar com a “corrupção” na Assembléia Legislativa.

Partidos atraem quase 2 milhões de eleitores

Nos últimos seis meses 1.845.196 eleitores brasileiros se filiaram a um partido político. O levantamento é do Tribunal Superior Eleitoral ao término do prazo de filiação para quem pretende disputar as eleições do ano que vem (7 de outubro).

O prazo para os partidos informarem ao TSE a lista de filiados terminou no dia 14, mas segundo a Corte, os partidos que não conseguiram comunicar as filiações não serão prejudicados, pois em abril de 2012 será aberto um novo prazo para informações da base de filiados no sistema Filiaweb, desenvolvido pelo TSE.

O TSE prevê a divulgação das relações oficiais de filiados a partir desta quinta-feira, dia 19.

Comissão de Fiscalização da Câmara revê contratos de concessão de pedágios

A Comissão de Fiscalização Financeira da Câmara Federal irá rever os contratos de concessão de rodovias firmados entre 1995 e 2011.

A informação é do deputado paranaense Fernando Francischini, do PSDB, que é o relator da Proposta de Fiscalização e Controle, apresentada pelo deputado Ademir Camilo, do PSD de Minas Gerais.

O deputado paranaense não descarta a renegociação dos valores das tarifas “pois apresentam preços exorbitantes”.

Em seu relatório, Francischini considerou a proposição oportuna e conveniente ressaltando a possibilidade de se constatar a veracidade das informações veiculadas no noticiário nacional, que denunciou a cobrança abusiva de tarifas, em média 120% acima da inflação, por um período de quase 16 anos.

-- São contratos com validade entre 25 e 35 anos que, atualmente, tem preços dos pedágios das rodovias brasileiras entre os mais caros do mundo, disse.

Segundo ainda o tucano, os convênios antigos tinham uma previsão de lucro de 18%, já os contratos novos, a margem de ganho das operadoras é de 8%.

TUC apura irregularidades

O Tribunal de Contas da União já instaurou investigação para apurar possíveis irregularidades em alguns dos contratos de concessão de rodovias.

A proposta do deputado mineiro propõe ampliar e aprofundar os procedimentos investigativos e fiscalizadores aos demais contratos de concessão.

-- A análise deve ser feita sob aspecto jurídico, econômico, político, social e sob o aspecto orçamentário, defendeu Francischini.

O relatório aprovado de Francischini prevê pedido de informações aos órgãos competentes, audiência pública com representantes desses órgãos, realização de visita técnica e requisição dos serviços técnicos necessários para a fiscalização dos contratos de concessão.



Blog: sexta-feira, 14 de outubro de 2011

16:19:46

PT pede ao Ministério das Comunicações que investigue censura

A presidente do PT de Curitiba, Roseli Izidoro, encaminhou ofício dirigido ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e ao secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica, Genildo Lins, pedindo que sejam averiguadas as denúncias de censura na TV Educativa do Paraná e boicote ao pronunciamento da presidente Dilma Rousseff na transmissão da solenidade de anúncio dos recursos do governo federal para a obra do metrô, dentro do PAC da Mobilidade.

Em caso de confirmação por parte do governo federal, o PT quer que sejam tomadas providências cabíveis, “uma vez que se trata de concessão de TV Pública, com caráter Educativo, cujo conteúdo é de responsabilidade do governo”.

Requião desmente Beto

O discurso do governador Beto Richa na solenidade de liberação recursos do governo federal para o metrô continua dando o que falar.

Desta vez é o senador Roberto Requião quem o desmente.

É que Beto abriu uma brecha em sua fala sobre o metrô para criticar o que ele chamou de “caótica” situação do sistema prisional do Paraná, herdado do governo anterior.

Disse, por exemplo, que é inconcebível que 15 mil presos vivam em delegacias superlotadas e defendeu a necessidade de construção de novos presídios no Estado.

Pelo twitter, Requião contra-atacou:

-- Peguei o governo com 5.500 vagas nas penitenciárias, construí 12 penitenciarias elevando para 14.550 vagas. Beto Richa mente mais uma vez, disse o senador.

Na prática, o discurso é outro

Para atentos observadores da cena política paranaenses a censura da E-Paraná ao ministro das Cidades e a presidente da República pôs em xeque o discurso do governador Beto Richa no evento do anúncio de liberação de recursos do governo federal para o metrô de Curitiba.

Ao discursar, Richa fez questão de ressaltar que não é “afeito a politicagem”.

Que sempre se elegeu a qualquer cargo público sempre procurou ter uma “relação republicana” com os demais mandatários.

Porque, disse ele, não importam cores partidárias, já que o que está em jogo é a “união de esforços e de energia em prol dos interesses dos paranaenses”.

A sólida parceria que mantém com o governo federal – disse – estende aos 399 municípios do Estado “sem picuinhas de diferenças partidárias”.

PT repudia censura da E-Paraná

A presidente do PT de Curitiba, Roseli Izidoro, emitiu nota nesta sexta-feira repudiando a “censura” da E-Paraná, que, ao transmitir a solenidade em que o governo federal anunciou repasse de recursos para o metrô de Curitiba, na quinta-feira, tirou do ar os pronunciamentos do ministro das Cidades, Mário Negromonte, e da presidente Dilma Roussef.

Segundo a petista, foi um “comportamento imaturo e antidemocrático”.

-- Entendemos que esse tipo de atitude não seja gratuita e nem tão pouco aconteça sem uma ordem vinda de cima, afirmou.

Na nota, Roseli Izidoro enfatiza que o PT tem “muito orgulho dos governos petistas de Lula e Dilma, pautados pela ação republicana, pelo compromisso com a qualidade de vida da população e pelo foco em projetos prioritários para alavancar o desenvolvimento econômico com inclusão social, levando recursos e benefícios a todos os cantos do país, independentemente do partido do governador ou do prefeito de plantão”.

Por isso a indignação, disse.

-- A Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado do Paraná fizeram de tudo ao seu alcance para apagar o brilho de uma festa que deveria celebrar a conquista popular, lamentou.

De onde veio a ordem?

O PT de Curitiba, diz a nota, quer saber de onde partiu a ordem para a censura que se viu na transmissão da TV Educativa do Paraná e exige explicações da direção da emissora.

-- Repudiamos o uso político e ‘pequeno’ da concessão pública, voltada ao interesse próprio do governador do Paraná e em benefício de poucos. Isso é antidemocrático e vergonhoso para o nosso estado, disse Roseli Izidoro.

Criticas à organização do evento

A presidente do PT de Curitiba foi além ao fazer críticas a organização do evento.

Segundo Roseli Izidoro, além do espaço físico “ser inadequado ao porte da solenidade, vimos uma imprensa espremida e sem condições de realizar plenamente o seu trabalho de cobertura jornalística”.

Izidoro constatou que até minutos antes da presidente Dilma entrar no salão, o cerimonial enxugava as cadeiras molhadas por goteiras existentes no teto do Salão de Atos do Parque Barigui.

-- Essa receptividade inadequada evidenciou uma profunda falta de respeito e má vontade por parte das autoridades locais, que cerceou também a participação do cidadão, acusou.

Rossoni devolve dinheiro e revoga decreto de Anibal Curi

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, devolveu na manhã desta sexta-feira os R$ 160.338,72 referentes às gratificações de representação que recebeu entre fevereiro e setembro, no valor de R$ 20 mil/mensal, quando assumiu o comando do Legislativo.

Na mesma oportunidade, Rossoni revogou o decreto lei, instituído em dezembro de 1992, assinado pelo então presidente da Casa, Aníbal Curi, garantindo o benefício por representação no exercício da presidência.

-- Faço hoje a devolução dos valores para que não haja qualquer dúvida sobre o rigoroso processo de moralização que estamos adotando e desenvolvendo na Casa, disse Rossoni, ressaltando que é o primeiro presidente do Legislativo paranaense e de assembleias legislativas do Brasil a adotar a medida de renúncia da gratificação.

Beto “cutuca” Requião

Como faz em todos os eventos públicos, o governador Beto Richa não perdeu a oportunidade de “cutucar” seu antecessor, Roberto Requião, quando do anúncio pela presidente Dilma Roussef de recursos para o metrô de Curitiba, na quinta-feira, no Salão de Atos do Parque Barigui.

Ao discursar, Beto disse que seu governo está tentando “reaver” recursos que “foram recusados” pelo governo anterior, como por exemplo, o que garantiria a realização de obras para a melhoria do Porto de Paranaguá.

E-Paraná “censura” Dilma e Negromonte

A constatação é da rádio CBN de Curitiba: a E-Paraná, nova denominação da TV Paraná Educativa, “censurou” a presidente Dilma Roussef e o ministro das Cidades, Mário Negromente na solenidade de quinta-feira, quando do anúncio de liberação de recursos federais para o metrô de Curitiba.

No momento em que discursaram a E-Paraná transmitiu desenhos infantis. Só o prefeito Luciano Ducci e o governador Beto Richa apareceram na telinha.

A sequência dos discursos foi: prefeito Luciano Ducci, ministro Mário Negromonte, governador Beto Richa e presidente Dilma Roussef.


Blog: quinta-feira, 13 de outubro de 2011

19:21:32

Rossoni vai devolver 160 mil a Assembleia

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, anunciou nesta quinta-feira que irá devolver aos cofres públicos 160 mil reais, valores recebidos a titulo de gratificação de representação da presidência da Casa.

Os 160 mil reais são referentes aos oito meses de gratificação, no valor de R$ 20 mil ao mês, que recebeu desde que assumiu a presidência.

Confinados a um cercadinho

Como sempre acontece em eventos com a presença do presidente da República, jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas ficam confinados num “cercadinho”.

Até aí tudo bem, porque estão acostumados.

Mas nesta quinta-feira a segurança chegou ao extremo.

Não se permitiu chegar perto – muito menos entrevistar – qualquer político.

Nem mesmo os nativos...

Ducci agradece investimento federal

Neste momento, o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, faz discurso no salão de atos do Parque Barigui. Ducci agradece os investimentos do governo federal no metrô de Curitiba.

A foto foi divulgada por Rodrigo Rocha Loures no Facebook.

Dilma conhece projeto de curitibano

Antes do início da solenidade de anúncio de investimentos no metrô de Curitiba, o prefeito Luciano Ducci apresentou o projeto do metrô curitibano à presidente Dilma Rousseff e para a ministra Gleisi Hoffmann.

A foto foi divulgado agora a pouco por Paulo Bernardo em seu Twitter.

Dilma já está no Barigui

A presidente Dilma Rousseff acaba de chegar ao Parque Barigui, onde anuncia investimentos na obra do metrô em Curitiba. Com ela, chegam os ministros Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo, além de outras lideranças do Partido dos Trabalhadores.

Chuva atrasa chegada de Dilma a Curitiba

Apesar do atraso causado pela chuva, a presidente Dilma Rousseff já está em Curitiba e, neste momento, se dirige para o salão de atos do Parque Barigui. De acordo com a Liderança do PT do Paraná, a previsão é a de que a presidente chegue ao local às 16 horas, quando fará o anúncio dos investimentos da obra do metrô em Curitiba.

O projeto estimado em R$ 1 bi prevê 14,2 quilômetros de linhas e 13 estações.

Contagem regressiva para o recadastramento biométrico

O alerta é do Tribunal Regional Eleitoral: faltam cem dias para o término do recadastramento biométrico dos eleitores curitibanos.

No feriado da Padroeira do Brasil, a Central de Atendimento ao Eleitor de Curitiba atendeu 8.700 eleitores e, desde o início do recadastramento,foram atendidos 649.423 eleitores. Esse número representa metade do eleitorado da Capital.

O TRE alerta que todos os eleitores de Curitiba precisam fazer o recadastramento biométrico.

É obrigatório.

O eleitor que não comparecer terá seu título cancelado.

A Central de Atendimento ao Eleitor funciona na Rua João Parolin, nº 55, no Prado Velho, de segunda a domingo, das 8:às 18h30.

O Fórum Eleitoral dispõe de estacionamento gratuito e o eleitor pode agendar dia e hora de atendimento no site: www.tre-pr.jus.br

Dilma traz 1,75 bi para o metrô de Curitiba

A presidente Dilma Rousseff faz, nesta quinta-feira, sua primeira visita oficial a Curitiba. Na bagagem, recursos para a construção do metrô.

O governo federal deverá investir R$ 1,75 bilhão, sendo R$ 1 bilhão a fundo perdido do Orçamento Geral da União e cerca de R$ 700 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento.

O PT de Dilma faz questão de frisar, em seu site, que o governo federal deve pagar mais da metade da obra, já que o custo total é avaliado em R$ 2,2 bilhões.

O projeto prevê investimentos de R$ 300 milhões do governo do Estado e R$ 150 milhões da prefeitura de Curitiba.

O anúncio será às 15 horas, no Salão de Atos no Parque Barigui.


Blog: quarta-feira, 12 de outubro de 2011

15:41:23

Rossoni cancela verba de representação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, anunciou neste feriado do dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, que extinguiu a gratificação de 100% que recebia.

Pelo twitter, disse que “nada vai me desviar de fazer da Alep do Paraná melhor do Brasil”.

No entanto, lamentou o cancelamento da verba de representação, criada pelo ex-presidente da Casa, deputado Anibal Curi, dizendo que será o único presidente de uma Assembleia no Brasil a não recebê-la.

A verba de representação, segundo matéria do jornal “Gazeta do Povo”, lhe garantia um vencimento de R$ 40 mil mensais, acima do teto máximo do funcionalismo público, de R$ 26,7 mil.

A verba de representação só foi descoberta, segundo a matéria da “Gazeta” depois da publicação de uma nova resolução, no Diário Oficial da Casa, no dia 28 de setembro, que estendia o mesmo benefício ao primeiro-secretário, Plauto Miró Guimarães (DEM) e ao segundo secretário, Reni Pereira (PSB).

PDT vai ao Supremo para garantir impressão do voto

O PDT deu entrada no Supremo Tribunal Federal a uma representação em defesa da impressão do voto eletrônico.

A impressão do voto está prevista no artigo 5 da Lei 12.034, a chamada mini-reforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional em 2.009 e sancionada pelo então presidente Lula.

A iniciativa da proposta foi conjunta dos deputados Brizola Neto, do PDT do Rio de Janeiro e Flávio Dino, do PC do B de Alagoas.

Segundo o PDT, a impressão do voto eletrônico, considerada pelos especialistas em informática como a única maneira de garantir a lisura dos resultados produzidos por máquinas de votar semelhantes às usadas no Brasil desde 1996, totalmente dependentes de softwares, está sendo contestada no STF por iniciativa da Justiça Eleitoral através da Ação Direta de Inconstitucionalidade.

A ADI, de número 4543, foi encaminhada ao Supremo pela procuradora Sandra Cureau, da Advocacia Geral da União, a pedido do ministro Ricardo Lewendowski.

Sigilo do voto não será quebrado

A defesa do artigo 5 da Lei 12.034/09, preparada pelos advogados do PDT, com a ajuda do engenheiro especializado em segurança de sistemas de informática Amilcar Brunazo Filho, refuta, no mérito, com provas documentais e contra-exemplos práticos, as teses dos presidentes dos tribunais eleitorais e da procuradora eleitoral, Sandra Curreau. Também mostra que nem o sigilo do voto será quebrado e nem um eleitor poderá votar mais de uma vez por consequência da Lei, como está dito na ADI 4543, sem provas, pelos autores da denuncia.

Na sua defesa, o PDT argumenta que o modelo das urnas eletrônicas brasileiras, de primeira geração (de 1996) acabou ultrapassado e está sendo substituído em todo o mundo pelo sistema de segunda geração – que determina a impressão do voto eletrônico – como acontece na Holanda, Alemanha, EUA, Venezuela e Argentina, sem que ocorram os alegados problemas de violação e repetição do voto.



Blog

Com as bênçãos de JK

Ciro quer que Lula desista

Os homenageados

Alckmin lidera em São Paulo

Quem será homenageado?

Onze do Paraná são contra

O prejuízo é o salário

Prá rir...ou prá chorar

Ratinho Júnior assume PSD

O último Ibope do ano

Em pauta

Empresa de Carlos Wizard proíbe trabalho aos domingos

TCP anuncia nova linha para países do Mediterrâneo

Flyworld oferece pacotes especiais para público da melhor idade

TCP abre vagas para pessoas com deficiência

Flyword Viagens prepara pacote especial para o Black Friday

Viagens para o Chile e Argentina são opções para novembro

Carlos Wizard conta, em Curitiba, os segredos que o levaram do zero ao primeiro bilhão

Flyworld Viagens participa do 45° ABAV Expo e 48° Encontro Comercial Braztoa

Aproveite o “Dia do Frevo” em Recife

Bairros de Curitiba

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

Telefones para contato:
(41) 3367-2466 / 3367-3544


Copyright © roseliabrao.com | 2011

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site