Email: Roseli Abrão

Blog: domingo, 23 de outubro de 2011

11:30:08

Brasil tem mais de 15 milhões de eleitores filiados a partidos políticos

Um levantamento feito pelo Tribunal Superior Eleitoral mostra que existem 15.381.121 eleitores filiados a uma das 29 agremiações em todo o Brasil. Desse total de filiados, a grande maioria está concentrada em sete partidos, somando 10.374.547.

São eles: PMDB (2.420.327); PT (1.566.208); PP (1.436.670); PSDB (1.410.917); PDT (1.212.531); e PTB (1.203.825); e DEM (1.124.069). Segundo o TSE, os números mais recentes mostram que, nesse intervalo de seis meses entre abril e outubro, 1.885.618 pessoas se filiaram a algum partido.

PT teve maior adesão

Pelo levantamento feito pelo TSE, em nível nacional, o Partido dos Trabalhadores foi a agremiação que teve maior número de novas filiações no período: 155.715 eleitores.

Com 149.586 inscrições, o recém-criado Partido Social Democrático (PSD) foi o segundo partido com maior número de novas filiações.

O PMDB atingiu a terceira colocação, com 146.665 filiações no período.

Última legenda a obter registro no TSE, o Partido Pátria Livre (PPL) alcançou 12.372 filiações.

PMDB foi quem mais perdeu

Ainda segundo o TSE, os eleitores que optaram por se desvincular de partidos políticos nos últimos seis meses somaram 560.476.

O partido que registrou maior número de desfiliações foi o PMDB, com 86.243 baixas nesse período.

Em seguida aparece o PSDB, com 59.962 desfiliações e logo após o PT, com 49.722.

Assembleia sedia debate em defesa da CLT

A Assembleia Legislativa será palco, dia 31 de outubro, de uma audiência pública em defesa da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

O evento é uma proposição do deputado Reni Pereira, do PSB, segundo secretário da Casa, e atende a uma manifestação da Coordenação Federativa de Trabalhadores do Estado do Paraná (CFT-PR)/Fórum Sindical dos Trabalhadores do Estado do Paraná - FST/PR.

Segundo os sindicalistas, a intenção e despertar a atenção de autoridades e da população sobre vários aspectos que hoje envolvem a CLT, que surgiu através do Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, sancionada pelo então presidente Getúlio Vargas, unificando toda a legislação trabalhista existente no Brasil. Seu objetivo primordial sempre foi a proteção dos direitos dos trabalhadores.

Para a Coordenação Federativa dos Trabalhadores, “passados 68 anos da vigência da CLT, o diploma legal que garante a cidadania e a dignidade do trabalhador brasileiro, não falta quem queira revogá-la. E o tentam com o mais cínico dos argumentos de que flexibilizando a legislação trabalhista a economia vai gerar mais empregos”.

-- Nada mais falso que essa tese, pois não é atentando contra os direitos dos trabalhadores e contra os seus rendimentos que seremos uma Nação forte, sustentam os sindicalistas.


Blog: sexta-feira, 21 de outubro de 2011

17:04:52

PMDB quer ser o “campeão” das eleições do ano que vem

A expectativa é do deputado Nereu Moura, que se surpreende com as adesões que o PMDB recebeu ao término do prazo de filiações partidárias.

Segundo ele, o quadro político está praticamente definido em cada município, e a expectativa é que o PMDB seja “campeão” de prefeitos e vereadores eleitos.

-- Sei que o momento politicamente é mais propício ao PSDB e ao PT, pois o primeiro tem a máquina estadual e o outro a federal. Todavia, contamos com uma militância muito dinâmica e determinada, razão pela qual entendo que a sigla tem condições extremamente favoráveis para sair vitoriosa no próximo pleito eleitoral, disse.

Alianças com todos os partidos

A Executiva Nacional do PMDB já definiu que, no Paraná, o partido está liberado para coligar com qualquer outro partido, reportou Nereu Moura.

Segundo ele, “iremos agir exatamente desta forma. Faremos coligações aonde for interessante e com quem quer que seja”.

O objetivo, segundo o deputado, “é eleger um grande número de prefeitos e vereadores, fortalecer o partido para que em 2014 tenha um papel preponderante nas eleições para o Governo Estadual, Câmara Federal e Assembléia Legislativa”.

Intriga da oposição

O deputado Assis do Couto emitiu nota negando que esteja trocando o PT pelo PSD. Na nota, o deputado diz que se trata de “intriga” daqueles que o querem ver “longe do PT, com certeza com temor”, afinal, foi eleito pela terceira vez deputado federal do PT com aproximadamente 95 mil votos.

A informação de que iria para o PSD foi dada pelo deputado Ney Leprevost, que preside o PSD de Curitiba, e confirmada por um importante membro da cúpula do Partido dos Trabalhadores no Estado

Municípios podem agora apresentar emendas ao Orçamento da União

Os municípios brasileiros com até 50 mil habitantes poderão apresentar emendas diretamente para a proposta orçamentária para 2012 em tramitação na Comissão Mista de Orçamento.

A informação é da Agência Câmara, que destaca que essa é a principal novidade do relatório preliminar ao projeto, entregue nesta quinta-feira pelo relator-geral da Comissão, Arlindo Chinaglia (PT-SP).

Pelo texto, serão destinados R$ 2,209 bilhões para as emendas e os municípios poderão indicar uma emenda no valor de R$ 300 mil a R$ 600 mil, dependendo do tamanho da população, entre oito ações previamente determinadas no relatório, nas áreas de educação, saúde básica, infraestrutura urbana e sanitária, agricultura, prevenção de desastres e recuperação de estradas vicinais.

Para garantir a participação da população, o relatório determina que a emenda será definida em audiência pública promovida conjuntamente pela prefeitura e a câmara de vereadores, com ampla participação social.

O resultado da audiência será comunicado à Comissão de Orçamento, por correspondência, com data de postagem até o dia 23 de novembro.

A correspondência deve identificar a obra a ser financiada com a emenda. A participação da prefeitura e das câmaras de vereadores é uma forma, segundo o relator, de garantir a “institucionalidade” da decisão.

Os recursos serão repassados mediante transferência direta para as contas das prefeituras (modalidade de aplicação 40, no jargão técnico). Caso a cidade não escolha a área beneficiada até a data limite, os recursos serão endereçados à saúde básica.

Segundo o relator, 4.953 municípios brasileiros (89% do total) vão ser favorecidos com as emendas, atingindo um universo de 65 milhões de pessoas.

O deputado explicou que a ideia da emenda de iniciativa popular surgiu da sua experiência nas audiências públicas que participou em 11 estados, no início do mês, para discutir o projeto do Orçamento para 2012. Nos encontros, Chinaglia disse que a tônica era a cobrança por mais recursos federais para atender problemas específicos dos estados.

Assis do Couto troca PT por PSD

Como este blog já havia antecipado, com exclusividade, o deputado Assis do Couto está trocando o PT pelo PSD.

O que o leva a mudar radicalmente de postura partidária são as eleições do ano que vem.

É que no PT não teria espaço para disputar a prefeitura de Francisco Beltrão.

Assis do Couto é o terceiro deputado federal paranaense a aderir ao PSD. Antes dele, migraram para o partido do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, os deputados Eduardo Sciarra (ex-DEM) e Reinhold Stephanes (ex-PMDB).


Blog: quinta-feira, 20 de outubro de 2011

16:09:21

Rossoni se envolve em briga com jornalista

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, quase foi às vias de fato com o jornalista Renato Barrozo, proprietário do jornal “Correio Paranaense”.

Eles se “estranharam” na noite de terça-feira no restaurante Vindouro, no Cabral.

Só não foram às vias de fato porque a turma do “deixa disso” impediu.

Reclamando que foi “xingado”, Rossoni chegou a registrar um boletim de ocorrência numa delegacia próxima ao restaurante que, segundo se comenta, pertenceria às mulheres de dois importantes integrantes do governo Beto Richa.

Requião chama Beto de ‘governadorzinho’

Por Ana Cunha Abrão

O senador Roberto Requião reclamou em seu site a ‘paternidade’ da escola indígena Estadual Coronel Misael Ferreira de Araújo, inaugurada no último dia 6, pelo governador Beto Richa, em Mangueirinha. De acordo com Requião, Beto Richa ‘esqueceu de fazer referência a quem determinou a construção da escola”.

-- O mínimo de comportamento ético teria feito referência a quem construiu a escola, disse.

Requião explicou ainda que a escola havia sido fechada em 2006 por determinação do Ministério Público, devido a falta de segurança. A reconstrução foi realizada durante o governo de Requião, com mediação de João Arruda, hoje deputado federal pelo PMDB, e de Anibelli Filho, deputado estadual no Paraná.

-- O aspecto interessante desse processo é que durante a inauguração, o deputado Anibellinho pediu a palavra. Ele quis falar para contar a história do início do projeto, ordem de serviço, a construção, mas foi impedido pelo governadozinho, relatou.

Para Requião, tal atitude demonstra a’ pequenez, a mesquinharia da visão’.

-- É a visão do governadorzinho Betinho Richa, concluiu.

STF sepulta impressão do voto, que custaria 1 bilhão de reais

Os ministros do Supremo Tribunal Federal concederam, na quarta-feira, uma medida cautelar que suspende, até o julgamento de mérito, a aplicação do voto impresso nas eleições de 2014.

O voto impresso foi aprovado pelo Congresso Nacional por meio da Lei nº 12.034/2009, conhecida como minirreforma eleitoral.

A decisão do STF, unânime, ocorreu na Ação Direta de Inconstitucionalidade ajuizada pela Procuradoria Geral da República.

O principal argumento da PGR é no sentido de que a impressão do voto fere o artigo 14 da Constituição, que garante o voto secreto.

Pela lei aprovada em 2.009, os votos impressos ficariam depositados numa urna lacrada e posteriormente poderiam ser contados para confirmar o resultado.

A relatora da ação, a ministra Cármen Lúcia, avaliou a impressão violava o sigilo do voto.

Para ela, a inviolabilidade da urna eletrônica já foi comprovada e que o custo do voto impresso poderia chegar a R$ 1 bilhão.

PC do B de Orlando Silva apresenta hoje seu programa eleitoral

Em meio a denúncias que envolve seu principal representante no governo federal – o ministro do Esporte, Orlando Silva – o PC do B apresenta na noite desta quinta-feira, em rede nacional de rádio e televisão, seu programa partidário.

O programa tem duração de dez minutos e vai ao ar às 20h no rádio e às 20h30 na televisão.

Na próxima quinta-feira, dia, será a vez de o Partido Social Cristão exibir, no mesmo horário, seu programa partidário.


Blog: quarta-feira, 19 de outubro de 2011

22:29:14

TRE cassa Bernardo Carli e MPF quer posse imediata de suplente

Por unanimidade (seis votos), o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná cassou nesta quarta-feira o mandato do deputado Bernardo Carli, do PSDB, acatando denúncia do Ministério Público Eleitoral que o acusou por captação e gastos ilícitos de recursos para campanha eleitoral do ano passado.

Bernardo assumiu o mandato na condição de suplente, substituindo Osmar Bertoldi, secretário de Habitação de Curitiba.

Filho do prefeito de Guarapuava, Fernando Ribas Carli, Bernardo pode recorrer da decisão e, enquanto o recurso não for julgado, pode permanecer no cargo.

Mas o Ministério Público Eleitoral pediu ainda nesta quarta-feira a imediata execução da decisão e que a Assembleia dê posse ao segundo suplente da coligação que respaldou a candidatura do governador Beto Richa.

Neste caso, quem assume é Antonio Carlos Belinati, do PP, filho do ex-prefeito de Londrina e ex-deputado Antonio Belinati.

A denúncia - Segundo denúncia do Ministério Público Eleitoral do Paraná se identificou na prestação de contas de Bernardo Carli, um número considerável de pessoas que, supostamente, teriam doado sua mão-de-obra na condição de “cabo eleitoral”.

O MPE também constatou, no relatório de despesas com pessoal, gastos de R$ 11.300,00 em recursos que teriam vindo de doações e mais R$ 3.180,00 em efetivo desembolso financeiro.

Gleisi passa a cuidar da Copa de 2.014

A ministra-chefe da Casa Civil, a paranaense Gleisi Hoffmann, será, a partir de agora, responsável pelos assuntos relacionados a Copa do Mundo de 2.014.

A informação é do jornal “O Estado de S. Paulo”, que diz que a decisão foi tomada diante do desgaste do ministro do Esporte, Orlando Silva, com a denúncia de que estaria envolvido num esquema de corrupção na pasta.

Segundo o “Estadão”, embora o futuro de Orlando ainda esteja indefinido e vá depender do desenrolar das acusações – além da consistência de suas respostas –, o certo é que ele já perdeu poder.

Na prática, o ministro passará a ser informado das providências a serem tomadas no Planalto.

O jornal reporta que a presidente Dilma Roussef não está satisfeita com o trabalho de Orlando.

Na segunda-feira, em Pretoria, na África do Sul, ela ficou irritada com o que leu na imprensa e chegou a telefonar para um auxiliar, a fim de saber quem disse que ela aprovava o trabalho do ministro. “A presidente, na realidade, afirmou apenas que considerava suficientes as primeiras explicações dadas por ele em relação às denúncias de corrupção”.

Nas mãos de Dilma

O “Estadão” lembra que logo que assumiu o mandato, em janeiro, Dilma cogitava ela mesma cuidar da realização da Copa do Mundo por considerar Orlando Silva muito próximo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Na prática, destaca o jornal, a presidente nunca quis proximidade com a CBF por avaliar que a entidade exige privilégios que ela não pretende conceder.

“Com as relações cada vez mais azedas entre Dilma e o presidente da CBF, Ricardo Teixeira – e percebendo que, se não mudasse de postura, poderia perder o cargo –, o ministro decidiu trocar de posição. Tanto é que ajudou a presidente a convencer o ex-craque Pelé a assumir o papel de embaixador honorário do Brasil na Copa do Mundo. Foi uma forma de afastar Ricardo Teixeira das cerimônias oficiais relativas à realização do torneio de futebol.

Imbróglio entre Rasca e PV vai longe

O deputado Rasca Rodrigues vai esperar a reunião do Partido Verde, que será realizada na manhã da próxima segunda-feira, para se pronunciar sobre a nota divulgada pelo partido, nesta terça-feira, reafirmando que ele está fora da disputa à prefeitura de Curitiba, na segunda-feira.

O imbróglio começou na última segunda-feira quando o PV divulgou nota dizendo que Rasca decidiu sair da disputa depois da decisão da Justiça Federal que o condenou à perda de mandato por suposta irregularidade no processo de concessão de licença ambiental para a construção da hidrelétrica de Mauá, no Rio Tibagi, quando era presidente do Instituto Ambiental do Paraná.

Mas Rasca negou a nota do PV que, no dia seguinte, emitiu outra nota reafirmando que ele está fora da disputa.

Beto cria novo Conselho Estadual de Cultura

O governador Beto Richa encaminhou quatro mensagens à Assembléia Legislativa e, entre elas, a que cria um novo Conselho Estadual da Cultura.

O Conselho, criado por decreto em 1973, estava inativo, segundo o Palácio das Araucárias. Mas não bastava só reativá-lo. A reestruturação era necessária, segundo o governo, com vistas à estruturação do Sistema Estadual de Cultura, que permitirá ao Estado integrar-se ao Sistema Nacional de Cultura.

Pela proposta encaminhada à Assembleia Legislativa, o Conselho Estadual de Cultura – CONSEC –caracterizar-se-á como órgão colegiado, de caráter consultivo, normativo, deliberativo e fiscalizador, integrante da estrutura organizacional básica da Secretaria de Estado da Cultura, tendo por finalidade a participação na formulação das políticas de cultura do Estado do Paraná.

Mensagens – As demais mensagens encaminhadas são: pedido para contratação de empréstimo de US$ 350 milhões junto ao Bird para o financiamento do Proejto Multissetorial para o Desenvolvimento do Paraná; criação da Agência Paraná de Desenvolvimento, que tem por objetivo fazer o levantamento do potencial econômico e agroindustrial do Estado; e que obriga as empresas de telefonia a dar um destino ecologicamente correto para as baterias de celulares, sob pena de punição pelo não cumprimento da lei.


Blog: terça-feira, 18 de outubro de 2011

16:54:05

PV reafirma que Rasca está fora da disputa

O Partido Verde divulgou nota nesta terça-feira reafirmando que o deputado Rasca Rodrigues está fora da disputa que irá escolher o candidato do partido à sucessão do prefeito Luciano Ducci.

Na segunda-feira o PV já havia anunciado sua saída do páreo, mas o deputado, em entrevista ao blog, negou que tivesse desistido.

-- O PV do Paraná ratifica as informações divulgadas em nota oficial na tarde de ontem (segunda-feira): o deputado Rasca Rodrigues não é mais pré-candidato à prefeitura de Curitiba, diz a nota do PV.

Segundo a assessoria do partido, Rasca telefonou na noite de segunda-feira para o vereador Paulo Salamuni, vice-presidente do PV no Paraná, e manteve o posicionamento anunciado de manhã, em reunião do partido.

Segundo ainda o PV, Rasca “garantiu que irá reforçar sua decisão de retirada da pré-candidatura na próxima reunião da Executiva do partido, agendada para a segunda-feira, dia 24”.

Ratinho é denunciado por propaganda eleitoral antecipada

O pré-candidato a vereador pelo PDT de Curitiba, Chik Jeitoso, encaminhou denúncia ao Tribunal Regional Eleitoral, ao Tribunal Superior Eleitoral e ao Ministério Público Eleitoral contra o deputado federal Ratinho Júnior, do PSC, que espalhou outdoors pela cidade enaltecendo a liberação de recursos federais para o metrô.

Para o pré-candidato, caracteriza propaganda eleitoral antecipada já que Ratinho Júnior é pré-candidato a prefeito de Curitiba.

A propaganda eleitoral, “subliminar”, é uma maneira, segundo Chik Jeitoso, de “usar do poder econômico para se auto promover”.

O pré-candidato, que pede a retirada dos outdoors, acusa Ratinho de usar também seu programa de rádio, na 97.7 FM, e a Rede Massa, que pertence a seu pai, Carlos “Ratinho” Massa, para promover sua candidatura.

Requião diz no Senado que presidente da Renault foi “grosseiro e mentiroso”

O senador Roberto Requião, do PMDB, ocupou a tribuna do Senado nesta segunda-feira para dizer que o presidente mundial de Renault, Carlos Ghosn, foi “grosseiro e mentiroso” quando reclamou de “maus tratos” que a fábrica francesa teria recebido durante seu governo entre 2003 e 2010.

Requião lembrou que no dia 5, em uma assinatura de protocolo, em Curitiba, entre a Renault e o Governo do Paraná, Calor Ghosn aceitou “desculpas” pedida por Beto Richa e disse que o então governador Requião nunca foi recebê-lo na fábrica, em suas visitas anuais à unidade de São José dos Pinhais.

Segundo o senador, “ao contrário de outros governantes, ele nunca chamou Ghosn de ‘bwana, bwana’, não estendeu tapete vermelho para ele e não fez salamaleques de colonizado para homenageá-lo”.

No entanto, enfatizou, Ghosn “mentiu” sobre os acordos da Renault e governo do Paraná, durante suas duas últimas gestões.

Segundo informações prestadas pelo seu ex-secretário da Fazenda, Heron Arzua, Requião disse que todos os protocolos e acordos com a fábrica francesa foram cumpridos.

Mias ainda: o protocolo assinado por Goshn e Beto Richa, no dia 5, foi todo ele construído ainda no período em que era governador do Estado.

Requião rebateu Ghosn lembrando também a boa recepção que ele teve na França, recebendo da então diretoria mundial da empresa agradecimentos pela forma com que a filial brasileira do Paraná era tratada pela administração estadual.

No entanto, o senador disse que sempre deixou claro sua discordância dos privilégios que a montadora recebeu de seu antecessor, Jaime Lerner, considerando-os “absurdos e frutos de uma miopia sobre a realidade econômica mundial e com fortes doses de submissão colonial”.

Em seu discurso, Requião anunciou ainda que vai propor à Comissão de Assuntos Econômicos do Senado que convoque Carlos Ghosn, para que o presidente mundial da Renault explique, de viva voz, para os senadores brasileiros que “maus tratos” teria recebido no Paraná.

Curitiba é tema do “Café com a Presidenta”

Em seu programa semanal “Café com a Presidenta”, transmitido pelas emissoras de rádio de todo o País, a presidente Dilma Roussef destacou os investimentos do governo federal em Curitiba, especialmente o metrô.

Dilma frisou que quase 80% dos recursos para o metrô virão dos cofres federais.

Que dos 2, 25 bilhões, 1,750 bilhões será bancado pelo governo federal.

Mais, disse a presidente, 1 bilhão “nem a prefeitura nem o governo do Estado precisarão devolver”.

Dilma Roussef destacou ainda as obras que seu governo irá realizar na Capital paranaense para a Copa do Mundo de 2.014.

E-Paraná diz que faz “jornalismo imparcial”

A Rádio e Televisão Educativa do Paraná, a E-Paraná, divulgou na noite de segunda-feira nota oficial negando que tenha censurado o discurso da presidente Dilma Roussef na solenidade da última quinta-feira, em Curitiba.

A E-Paraná enfatizou que “tem compromisso com o jornalismo imparcial” e assegura que, em nenhum momento houve qualquer “orientação superior para que o discurso da presidente da República, não fosse transmitido na íntegra, na cobertura da solenidade de lançamento do metrô de Curitiba, no último dia 13”.

-- A decisão de utilizar parte do discurso na TV foi eminentemente técnica, em função do tempo disponível na grade de programação. O discurso foi transmitido integralmente nas duas emissoras da Rádio Educativa: a FM 97.1 e a AM 630.

A emissora insistiu que durante o evento foram constatadas falhas técnicas, que prejudicaram a qualidade da transmissão na TV.


Blog: segunda-feira, 17 de outubro de 2011

19:19:48

Rasca nega retirada da (pré) candidatura

O deputado Rasca Rodrigues negou informação do PV que retirou sua pré-candidato às eleições do ano que vem à Prefeitura de Curitiba.

Segundo Rasca, ele abordou a questão na reunião do PV, realizada pela manhã. Chegou a admitir a retirada, mas depois reavaliou sua decisão.

Em entrevista ao blog, Rasca afirmou que pode contribuir com a “agenda” do partido na questão municipal.

Em nota à imprensa, a direção do PV afirmou que a decisão de sair da disputa teria sido em razão da sentença da Justiça Federal que condenou Rasca à perda de mandato por suposta irregularidade no processo de concessão de licença ambiental para a construção da hidrelétrica de Mauá, no Rio Tibagi, quando Rasca Rodrigues era presidente do Instituto Ambiental do Paraná

A decisão judicial de primeira instância foi proferida pelo juiz Roberto Lima Santos, da 1ª Vara Federal de Londrina.

Segundo o PV, a iniciativa de retirar a pré-candidatura partiu do próprio parlamentar, que alegou precisar de mais tempo para se dedicar a sua defesa perante a Justiça Federal.

PPS vai ao TSE para reaver mandatos de deputados que aderiram ao PSD

O PPS se prepara para ingressar no Tribunal Superior Eleitoral com ações para reaver os mandatos dos quatro deputados federais (Geraldo Thadeu e Alexandre Silveira de Minas Gerais, Cesar Halum, do Tocantins, Moreira Mendes, de Roraima, de Roraima) que saíram do partido para se filiar ao PSD.

A informação é do presidente nacional do partido, deputado Roberto Freire. Segundo ele, os advogados da legenda vão juntar os pedidos de desfiliação dos parlamentares e pleitear os mandatos, baseados na tese de que estes pertencem aos partidos e não aos eleitos – entendimento aceito pelo Supremo Tribunal Federal.

A tese do PPS, disse Freire, é a de que parte da resolução do TSE que trata das hipóteses de justa causa para a saída de detentores de mandatos das legendas pelas quais foram eleitos é inconstitucional.

-- Um partido não pode ser penalizado pela formação de outro, disse Freire, para quem a mudança só deveria ser permitida nos casos em que o partido pelo qual o parlamentar foi eleito der causa à ruptura do vínculo de filiação. Na avaliação do partido, a brecha para formação de nova legenda subverte a Constituição.

-- Esse entendimento leva à interpretação de que basta um detentor de mandato criar um partido para que leve com ele aquilo que não lhe pertence, que é o mandato; é mero ardil, enfatizou Freire.

PPS já ajuizou ações no STF

O PPS já ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF contra o inciso da resolução do TSE que libera os parlamentares para formar novos partidos.

A ministra relatora era Ellen Gracie, mas como ela se aposentou, Freire procurou o presidente da Corte, ministro Cezar Peluso, para pedir que novo relator seja designado e a questão possa ser resolvida o quanto antes.

A Adin tem efeitos gerais e retroativos. Se o pedido de medida cautelar for acatado, haverá suspensão imediata da eficácia do inciso II do parágrafo primeiro da resolução 22.610/2007 do TSE.

Freire explica que “será como se a criação de novo partido nunca tivesse feito parte do texto da resolução”.

Mas quanto ao pedido de decretação de perda de mandato, é necessário entrar com uma ação para cada caso, pois o efeito é restrito às partes.

Freire disse que os parlamentares que migraram para o PSD não poderão alegar ofensa à segurança jurídica porque “não é razoável que eles não tenham conhecimento do questionamento da constitucionalidade da resolução do TSE pelo PPS”.

O deputado ressaltou que aqueles que trocaram o partido pelo PSD podem estar conscientes do risco de perder os mandatos.

Projeto garante uso do nome social para travestis e transexuais

O deputado petista Professor Lemos protocolou nesta segunda-feira, na Assembleia Legislativa, um projeto de lei que garante o uso de nome social para travestis e transexuais na Administração Pública Direta, Indireta, Autarquia, Empresas Públicas do Paraná e Escolas Públicas e Privadas, bem como, na iniciativa privada.

Uma forma, segundo ele, de evitar assim que “continuem a passar por constrangimentos com graves repercussões seja de caráter psicológico, seja no relacionamento em sociedade”.

-- Assegurar que as pessoas travestis e transexuais possam ser identificadas pelo seu nome social nos órgãos e entidades públicas e privadas do Paraná, pretende contribuir para acabar com a discriminação sofrida por este segmento populacional, disse Lemos.

Assembléia derruba primeiro veto de Richa

Por 29 votos contra 20 (uma abstenção) a Assembléia Legislativa derrubou na sessão desta segunda-feira o primeiro veto do governador Beto Richa a um projeto de lei aprovado na Casa este ano.

O projeto é de autoria do deputado Hermas Brandão Júnior, do PSB, e prevê reserva de vagas para pessoas com deficiência nos contratos de terceirização do serviço público.

Verri exige pedido de desculpas públicas de Beto Richa

O presidente do PT paranaense e líder da oposição na Assembléia Legislativa, deputado Enio Verri, não aceitou as explicações do líder do governo, Ademar Traiano.

Em pronunciamento na sessão desta segunda-feira, Verri disse que “faltou grandeza” por parte do governo Richa, e que foi um “desrespeito” para com a presidente Dilma Roussef o fato de a TV Educativa ter “censurado” em discurso.

Para Verri, o governador Beto Richa deve fazer “um pedido de desculpas público” a presidente.

O presidente do PT não aceita o argumento que foi um problema técnico, uma das versões dadas pela TV Educativa.

Traiano vê “conspiração” do PT contra Richa

O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Ademar Traiano, do PSDB, sugere uma “teoria da conspiração” por trás da noticia e repercussão da “censura” da TV Educativa ao discurso da presidente Dilma Roussef na solenidade da última quinta-feira quando liberou recursos para o metrô de Curitiba.

Para Traiano, é uma tentativa de “parcela” do PT que buscaria prejudicar “bom relacionamento” existente entre o governo do Estado e o governo federal.

Segundo ele, nunca o governo do Paraná viveu “um momento tão harmonioso” com o governo federal como agora, e que Richa não colocaria isso em risco.

Mais do que isso, Traiano cobrou a postura do PT durante o governo de Roberto Requião que, disse, nunca se manifestou quando “usava a TV Educativa para criticar o presidente da República e a política econômica do governo federal”

-- O governador Beto Richa, um democrata, jamais iria censurar a mais alta autoridade do País, disse Traiano. O líder insistiu que o que houve foi uma “falha técnica” e que a TV Educativa deu o mesmo tempo para Dilma e Richa.

Hermas e Justus recebiam apenas 30% de verba de representação

Os ex-presidentes da Assembleia Legislativa Hermas Brandão e Nelson Justus encaminharam oficio à mesa executiva assegurando que receberam apenas 30% de verba de representação. Não 100% como determinava o decreto assinado pelo ex-presidente Anibal Curi, em 1992.

O presidente Valdir Rossoni confirmou a afirmação de Justus e Hermas e que, se recebeu 100%, foi porque foi “mal assessorado”.

Rossoni anunciou que colocará em votação, em plenário, da decisão que tomou no último final de semana, de revogar o decreto lei.

Ao anunciar sua decisão, Rossoni confessou que “errou”, mas afirmou que não é “infalível”.

E se toma esta atitude agora é para que não seja aberta nenhuma brecha capaz de macular o trabalho que vem fazendo para acabar com a “corrupção” na Assembléia Legislativa.

Partidos atraem quase 2 milhões de eleitores

Nos últimos seis meses 1.845.196 eleitores brasileiros se filiaram a um partido político. O levantamento é do Tribunal Superior Eleitoral ao término do prazo de filiação para quem pretende disputar as eleições do ano que vem (7 de outubro).

O prazo para os partidos informarem ao TSE a lista de filiados terminou no dia 14, mas segundo a Corte, os partidos que não conseguiram comunicar as filiações não serão prejudicados, pois em abril de 2012 será aberto um novo prazo para informações da base de filiados no sistema Filiaweb, desenvolvido pelo TSE.

O TSE prevê a divulgação das relações oficiais de filiados a partir desta quinta-feira, dia 19.

Comissão de Fiscalização da Câmara revê contratos de concessão de pedágios

A Comissão de Fiscalização Financeira da Câmara Federal irá rever os contratos de concessão de rodovias firmados entre 1995 e 2011.

A informação é do deputado paranaense Fernando Francischini, do PSDB, que é o relator da Proposta de Fiscalização e Controle, apresentada pelo deputado Ademir Camilo, do PSD de Minas Gerais.

O deputado paranaense não descarta a renegociação dos valores das tarifas “pois apresentam preços exorbitantes”.

Em seu relatório, Francischini considerou a proposição oportuna e conveniente ressaltando a possibilidade de se constatar a veracidade das informações veiculadas no noticiário nacional, que denunciou a cobrança abusiva de tarifas, em média 120% acima da inflação, por um período de quase 16 anos.

-- São contratos com validade entre 25 e 35 anos que, atualmente, tem preços dos pedágios das rodovias brasileiras entre os mais caros do mundo, disse.

Segundo ainda o tucano, os convênios antigos tinham uma previsão de lucro de 18%, já os contratos novos, a margem de ganho das operadoras é de 8%.

TUC apura irregularidades

O Tribunal de Contas da União já instaurou investigação para apurar possíveis irregularidades em alguns dos contratos de concessão de rodovias.

A proposta do deputado mineiro propõe ampliar e aprofundar os procedimentos investigativos e fiscalizadores aos demais contratos de concessão.

-- A análise deve ser feita sob aspecto jurídico, econômico, político, social e sob o aspecto orçamentário, defendeu Francischini.

O relatório aprovado de Francischini prevê pedido de informações aos órgãos competentes, audiência pública com representantes desses órgãos, realização de visita técnica e requisição dos serviços técnicos necessários para a fiscalização dos contratos de concessão.



Blog: sexta-feira, 14 de outubro de 2011

16:19:46

PT pede ao Ministério das Comunicações que investigue censura

A presidente do PT de Curitiba, Roseli Izidoro, encaminhou ofício dirigido ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, e ao secretário de Serviços de Comunicação Eletrônica, Genildo Lins, pedindo que sejam averiguadas as denúncias de censura na TV Educativa do Paraná e boicote ao pronunciamento da presidente Dilma Rousseff na transmissão da solenidade de anúncio dos recursos do governo federal para a obra do metrô, dentro do PAC da Mobilidade.

Em caso de confirmação por parte do governo federal, o PT quer que sejam tomadas providências cabíveis, “uma vez que se trata de concessão de TV Pública, com caráter Educativo, cujo conteúdo é de responsabilidade do governo”.

Requião desmente Beto

O discurso do governador Beto Richa na solenidade de liberação recursos do governo federal para o metrô continua dando o que falar.

Desta vez é o senador Roberto Requião quem o desmente.

É que Beto abriu uma brecha em sua fala sobre o metrô para criticar o que ele chamou de “caótica” situação do sistema prisional do Paraná, herdado do governo anterior.

Disse, por exemplo, que é inconcebível que 15 mil presos vivam em delegacias superlotadas e defendeu a necessidade de construção de novos presídios no Estado.

Pelo twitter, Requião contra-atacou:

-- Peguei o governo com 5.500 vagas nas penitenciárias, construí 12 penitenciarias elevando para 14.550 vagas. Beto Richa mente mais uma vez, disse o senador.

Na prática, o discurso é outro

Para atentos observadores da cena política paranaenses a censura da E-Paraná ao ministro das Cidades e a presidente da República pôs em xeque o discurso do governador Beto Richa no evento do anúncio de liberação de recursos do governo federal para o metrô de Curitiba.

Ao discursar, Richa fez questão de ressaltar que não é “afeito a politicagem”.

Que sempre se elegeu a qualquer cargo público sempre procurou ter uma “relação republicana” com os demais mandatários.

Porque, disse ele, não importam cores partidárias, já que o que está em jogo é a “união de esforços e de energia em prol dos interesses dos paranaenses”.

A sólida parceria que mantém com o governo federal – disse – estende aos 399 municípios do Estado “sem picuinhas de diferenças partidárias”.

PT repudia censura da E-Paraná

A presidente do PT de Curitiba, Roseli Izidoro, emitiu nota nesta sexta-feira repudiando a “censura” da E-Paraná, que, ao transmitir a solenidade em que o governo federal anunciou repasse de recursos para o metrô de Curitiba, na quinta-feira, tirou do ar os pronunciamentos do ministro das Cidades, Mário Negromonte, e da presidente Dilma Roussef.

Segundo a petista, foi um “comportamento imaturo e antidemocrático”.

-- Entendemos que esse tipo de atitude não seja gratuita e nem tão pouco aconteça sem uma ordem vinda de cima, afirmou.

Na nota, Roseli Izidoro enfatiza que o PT tem “muito orgulho dos governos petistas de Lula e Dilma, pautados pela ação republicana, pelo compromisso com a qualidade de vida da população e pelo foco em projetos prioritários para alavancar o desenvolvimento econômico com inclusão social, levando recursos e benefícios a todos os cantos do país, independentemente do partido do governador ou do prefeito de plantão”.

Por isso a indignação, disse.

-- A Prefeitura de Curitiba e o Governo do Estado do Paraná fizeram de tudo ao seu alcance para apagar o brilho de uma festa que deveria celebrar a conquista popular, lamentou.

De onde veio a ordem?

O PT de Curitiba, diz a nota, quer saber de onde partiu a ordem para a censura que se viu na transmissão da TV Educativa do Paraná e exige explicações da direção da emissora.

-- Repudiamos o uso político e ‘pequeno’ da concessão pública, voltada ao interesse próprio do governador do Paraná e em benefício de poucos. Isso é antidemocrático e vergonhoso para o nosso estado, disse Roseli Izidoro.

Criticas à organização do evento

A presidente do PT de Curitiba foi além ao fazer críticas a organização do evento.

Segundo Roseli Izidoro, além do espaço físico “ser inadequado ao porte da solenidade, vimos uma imprensa espremida e sem condições de realizar plenamente o seu trabalho de cobertura jornalística”.

Izidoro constatou que até minutos antes da presidente Dilma entrar no salão, o cerimonial enxugava as cadeiras molhadas por goteiras existentes no teto do Salão de Atos do Parque Barigui.

-- Essa receptividade inadequada evidenciou uma profunda falta de respeito e má vontade por parte das autoridades locais, que cerceou também a participação do cidadão, acusou.

Rossoni devolve dinheiro e revoga decreto de Anibal Curi

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, devolveu na manhã desta sexta-feira os R$ 160.338,72 referentes às gratificações de representação que recebeu entre fevereiro e setembro, no valor de R$ 20 mil/mensal, quando assumiu o comando do Legislativo.

Na mesma oportunidade, Rossoni revogou o decreto lei, instituído em dezembro de 1992, assinado pelo então presidente da Casa, Aníbal Curi, garantindo o benefício por representação no exercício da presidência.

-- Faço hoje a devolução dos valores para que não haja qualquer dúvida sobre o rigoroso processo de moralização que estamos adotando e desenvolvendo na Casa, disse Rossoni, ressaltando que é o primeiro presidente do Legislativo paranaense e de assembleias legislativas do Brasil a adotar a medida de renúncia da gratificação.

Beto “cutuca” Requião

Como faz em todos os eventos públicos, o governador Beto Richa não perdeu a oportunidade de “cutucar” seu antecessor, Roberto Requião, quando do anúncio pela presidente Dilma Roussef de recursos para o metrô de Curitiba, na quinta-feira, no Salão de Atos do Parque Barigui.

Ao discursar, Beto disse que seu governo está tentando “reaver” recursos que “foram recusados” pelo governo anterior, como por exemplo, o que garantiria a realização de obras para a melhoria do Porto de Paranaguá.

E-Paraná “censura” Dilma e Negromonte

A constatação é da rádio CBN de Curitiba: a E-Paraná, nova denominação da TV Paraná Educativa, “censurou” a presidente Dilma Roussef e o ministro das Cidades, Mário Negromente na solenidade de quinta-feira, quando do anúncio de liberação de recursos federais para o metrô de Curitiba.

No momento em que discursaram a E-Paraná transmitiu desenhos infantis. Só o prefeito Luciano Ducci e o governador Beto Richa apareceram na telinha.

A sequência dos discursos foi: prefeito Luciano Ducci, ministro Mário Negromonte, governador Beto Richa e presidente Dilma Roussef.


Blog: quinta-feira, 13 de outubro de 2011

19:21:32

Rossoni vai devolver 160 mil a Assembleia

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, anunciou nesta quinta-feira que irá devolver aos cofres públicos 160 mil reais, valores recebidos a titulo de gratificação de representação da presidência da Casa.

Os 160 mil reais são referentes aos oito meses de gratificação, no valor de R$ 20 mil ao mês, que recebeu desde que assumiu a presidência.

Confinados a um cercadinho

Como sempre acontece em eventos com a presença do presidente da República, jornalistas, fotógrafos e cinegrafistas ficam confinados num “cercadinho”.

Até aí tudo bem, porque estão acostumados.

Mas nesta quinta-feira a segurança chegou ao extremo.

Não se permitiu chegar perto – muito menos entrevistar – qualquer político.

Nem mesmo os nativos...

Ducci agradece investimento federal

Neste momento, o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, faz discurso no salão de atos do Parque Barigui. Ducci agradece os investimentos do governo federal no metrô de Curitiba.

A foto foi divulgada por Rodrigo Rocha Loures no Facebook.

Dilma conhece projeto de curitibano

Antes do início da solenidade de anúncio de investimentos no metrô de Curitiba, o prefeito Luciano Ducci apresentou o projeto do metrô curitibano à presidente Dilma Rousseff e para a ministra Gleisi Hoffmann.

A foto foi divulgado agora a pouco por Paulo Bernardo em seu Twitter.

Dilma já está no Barigui

A presidente Dilma Rousseff acaba de chegar ao Parque Barigui, onde anuncia investimentos na obra do metrô em Curitiba. Com ela, chegam os ministros Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo, além de outras lideranças do Partido dos Trabalhadores.

Chuva atrasa chegada de Dilma a Curitiba

Apesar do atraso causado pela chuva, a presidente Dilma Rousseff já está em Curitiba e, neste momento, se dirige para o salão de atos do Parque Barigui. De acordo com a Liderança do PT do Paraná, a previsão é a de que a presidente chegue ao local às 16 horas, quando fará o anúncio dos investimentos da obra do metrô em Curitiba.

O projeto estimado em R$ 1 bi prevê 14,2 quilômetros de linhas e 13 estações.

Contagem regressiva para o recadastramento biométrico

O alerta é do Tribunal Regional Eleitoral: faltam cem dias para o término do recadastramento biométrico dos eleitores curitibanos.

No feriado da Padroeira do Brasil, a Central de Atendimento ao Eleitor de Curitiba atendeu 8.700 eleitores e, desde o início do recadastramento,foram atendidos 649.423 eleitores. Esse número representa metade do eleitorado da Capital.

O TRE alerta que todos os eleitores de Curitiba precisam fazer o recadastramento biométrico.

É obrigatório.

O eleitor que não comparecer terá seu título cancelado.

A Central de Atendimento ao Eleitor funciona na Rua João Parolin, nº 55, no Prado Velho, de segunda a domingo, das 8:às 18h30.

O Fórum Eleitoral dispõe de estacionamento gratuito e o eleitor pode agendar dia e hora de atendimento no site: www.tre-pr.jus.br

Dilma traz 1,75 bi para o metrô de Curitiba

A presidente Dilma Rousseff faz, nesta quinta-feira, sua primeira visita oficial a Curitiba. Na bagagem, recursos para a construção do metrô.

O governo federal deverá investir R$ 1,75 bilhão, sendo R$ 1 bilhão a fundo perdido do Orçamento Geral da União e cerca de R$ 700 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento.

O PT de Dilma faz questão de frisar, em seu site, que o governo federal deve pagar mais da metade da obra, já que o custo total é avaliado em R$ 2,2 bilhões.

O projeto prevê investimentos de R$ 300 milhões do governo do Estado e R$ 150 milhões da prefeitura de Curitiba.

O anúncio será às 15 horas, no Salão de Atos no Parque Barigui.


Blog: quarta-feira, 12 de outubro de 2011

15:41:23

Rossoni cancela verba de representação

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, anunciou neste feriado do dia da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, que extinguiu a gratificação de 100% que recebia.

Pelo twitter, disse que “nada vai me desviar de fazer da Alep do Paraná melhor do Brasil”.

No entanto, lamentou o cancelamento da verba de representação, criada pelo ex-presidente da Casa, deputado Anibal Curi, dizendo que será o único presidente de uma Assembleia no Brasil a não recebê-la.

A verba de representação, segundo matéria do jornal “Gazeta do Povo”, lhe garantia um vencimento de R$ 40 mil mensais, acima do teto máximo do funcionalismo público, de R$ 26,7 mil.

A verba de representação só foi descoberta, segundo a matéria da “Gazeta” depois da publicação de uma nova resolução, no Diário Oficial da Casa, no dia 28 de setembro, que estendia o mesmo benefício ao primeiro-secretário, Plauto Miró Guimarães (DEM) e ao segundo secretário, Reni Pereira (PSB).

PDT vai ao Supremo para garantir impressão do voto

O PDT deu entrada no Supremo Tribunal Federal a uma representação em defesa da impressão do voto eletrônico.

A impressão do voto está prevista no artigo 5 da Lei 12.034, a chamada mini-reforma eleitoral aprovada pelo Congresso Nacional em 2.009 e sancionada pelo então presidente Lula.

A iniciativa da proposta foi conjunta dos deputados Brizola Neto, do PDT do Rio de Janeiro e Flávio Dino, do PC do B de Alagoas.

Segundo o PDT, a impressão do voto eletrônico, considerada pelos especialistas em informática como a única maneira de garantir a lisura dos resultados produzidos por máquinas de votar semelhantes às usadas no Brasil desde 1996, totalmente dependentes de softwares, está sendo contestada no STF por iniciativa da Justiça Eleitoral através da Ação Direta de Inconstitucionalidade.

A ADI, de número 4543, foi encaminhada ao Supremo pela procuradora Sandra Cureau, da Advocacia Geral da União, a pedido do ministro Ricardo Lewendowski.

Sigilo do voto não será quebrado

A defesa do artigo 5 da Lei 12.034/09, preparada pelos advogados do PDT, com a ajuda do engenheiro especializado em segurança de sistemas de informática Amilcar Brunazo Filho, refuta, no mérito, com provas documentais e contra-exemplos práticos, as teses dos presidentes dos tribunais eleitorais e da procuradora eleitoral, Sandra Curreau. Também mostra que nem o sigilo do voto será quebrado e nem um eleitor poderá votar mais de uma vez por consequência da Lei, como está dito na ADI 4543, sem provas, pelos autores da denuncia.

Na sua defesa, o PDT argumenta que o modelo das urnas eletrônicas brasileiras, de primeira geração (de 1996) acabou ultrapassado e está sendo substituído em todo o mundo pelo sistema de segunda geração – que determina a impressão do voto eletrônico – como acontece na Holanda, Alemanha, EUA, Venezuela e Argentina, sem que ocorram os alegados problemas de violação e repetição do voto.


Blog: terça-feira, 11 de outubro de 2011

10:22:10

Caravana da Anistia vai a Foz do Iguaçu

A Caravana da Anistia, do Ministério da Justiça, estará sexta-feira em Foz do Iguaçu quando irá julgar sete processos de ex-presos e perseguidos políticos.

A Caravana da Anistia será instalada às 9h30 no plenário da Câmara Municipal e os julgamentos dos requerimentos serão abertos ao público.

Participam da cerimônia de abertura o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e o presidente da Comissão de Anistia e secretário Nacional de Justiça, Paulo Abrão Pires Junior.

A Comissão da Anistia já analisou 59.163 pedidos de anistia, 35% deles (21.138) indeferidos e 65% (38.025) deferidos, o que significa que o Estado fez um pedido oficial de desculpas pelas arbitrariedades cometidas durante o período da ditadura e que reconheceu formalmente as violações praticadas.

Entre os deferimentos, em 64% (24.454) receberam a declaração de anistia e a restituição de direitos, tais como o tempo na prisão e no exílio, considerados para fins de aposentadoria, o direito de registrar em cartório o nome do pai desaparecido político, o reconhecimento de títulos acadêmicos recebidos no exterior ou ao retorno a escola pública para a conclusão de estudos interrompidos pela situação de clandestinidade, e, eventualmente, reparação econômica.

Outros 36% (13.571) foram também reparados economicamente nas duas modalidades previstas na Lei n.º 10.559: prestação mensal para aqueles que perderam vínculos laborais, e prestação única para as demais perseguições.

Richa decidirá quem será o vice de Ducci

Está praticamente certo que o candidato a vice na chapa do prefeito Luciano Ducci, do PSB, sairá do ninho tucano.

A menos de um ano das eleições, os tucanos têm uma certeza: a decisão final de quem será o candidato ficará nas mãos do governador Beto Richa.

O líder do governo na Assembléia Legislativa e secretário-geral do PSDB paranaense, deputado Ademar Traiano, gosta de dizer que a decisão será do grupo, mas admite também que prevalecerá a vontade de Richa, afinal, “ele é a maior liderança do partido no Estado”.

Rossoni, uma reserva para 2.014

Questionado sobre o nome do deputado Valdir Rossoni, que recentemente mudou seu domicilio eleitoral para Curitiba, Traiano admite que é um “bom nome”.

Mas, para ele, Rossoni pode ser uma reserva tucana para 2.014.

Com as medidas tomadas na Assembleia ganhou “estatura estadual” e se credencia a voar mais alto nas eleições de 2.014. Deputado federal ou senador, sugere.


Blog: segunda-feira, 10 de outubro de 2011

12:53:58

Pinhais aprova Luizão, Beto e Dilma

A população de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, avalia positivamente as administrações do prefeito Professor Luizão, do PT, do governador Beto Richa, do PSDB, e da presidente Dilma Roussef, do PT.

Pesquisa realizada pela Paraná Pesquisas, no inicio de outubro, mostra que o maior índice de aprovação é do prefeito Luizão, que buscará a reeleição nas eleições do ano que vem.

Dos 678 eleitores ouvidos pela Paraná Pesquisas, 84,96% aprovam sua administração (11,50% desaprovam), o que o torna o prefeito “mais popular” da Grande Curitiba.

O governo Beto Richa é aprovado por 70,35% da população (25,22% desaprovam) e o de Dilma Roussef por 57,08$ (38,20% desaprovam).

Curitiba terá Secretaria de Trânsito

O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, do PSB, anunciou na manhã desta segunda-feira a criação da Secretaria Municipal de Trânsito que substituirá a Diretran no gerenciamento e fiscalização do trânsito na Capital.

Ducci assegurou que a criação da secretaria não tem nada a ver com decisão recente do Poder Judiciário, de que a Urbs não é competente para aplicar multas. Segundo ele, a idéia vinha sendo acalentada há tempo e agora se coloca em prática diante dos avanços na área de trânsito da cidade, inclusive com a implantação do Sistema Integrado de Fiscalização.

A mensagem criando a Secretaria Municipal de Trânsito será encaminhada ainda hoje à Câmara Municipal de Curitiba e tão logo seja aprovada e implantada a Diretran deixará de existir.

-- A Secretaria vem em boa hora e acabará com a polêmica que existe hoje, disse o prefeito, que destacou que ela é “necessária diante dos avanços na área de trânsito”.

Indústria da multa

O prefeito Luciano Ducci negou que exista em Curitiba uma “indústria da multa”, como sustentam seus adversários. Segundo ele, se se pensar em indústria de multa tem que se pensar, também, em indústria de infrações.

--Uma coisa concorre com a outra. Os agentes trabalham de forma muito séria em autuar quem comete a infração. Somente é multado quem comete algum tipo de infração, disse Ducci.

Velocidade aumentou 15%

Desde que o Poder Judiciário decidiu que a Urbs não pode aplicar multas de trânsito, a velocidade nas ruas de Curitiba, antes controlada por radares, aumentou 15%.

Mais do que isso, denunciou a procuradora geral do município, Claudine Camargo Bettes, os agentes de trânsito passaram a ser “desrespeitados”.

Visita de Dilma a Curitiba vira ato político

O que era para ser um ato administrativo, se transformará num evento político, com as atenções voltadas para as eleições do ano que vem: a visita da presidente Dilma Roussef, nesta quinta-feira, a Curitiba.

A presidente vem anunciar a liberação de recursos para o metrô da Capital, e o palanque, que será armado no Parque Barigui, irá abrigar adversários nas próximas eleições.

De um lado, o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, do PSB, e seu principal cabo eleitoral, o governador Beto Richa, do PSDB.

De outro, a turma do PT que, não se descarta, levará ao palanque o principal candidato de oposição, o ex-deputado Gustavo Fruet, agora no PDT, partido da base do governo federal.



Blog: sexta-feira, 7 de outubro de 2011

16:03:36

Belinati lidera pesquisa em Londrina

O ex-prefeito e ex-deputado Antonio Belinati, que foi impedido pela Justiça Eleitoral de concorrer nas eleições do ano passado, é o preferido dos londrinenses para suceder o prefeito Barbosa Neto, do PDT.

É o que mostra pesquisa realizada pelo Instituto Portinari e divulgada nesta sexta-feira pela rádio Paiquerê AM.

Belinati lidera na pesquisa espontânea e na estimulada.

E é o segundo em rejeição.

A pesquisa, que ouviu 750 eleitores, foi feita entre os dias 1º e 4 de outubro em todas as regiões da cidade da cidade.

Espontânea – Belinati foi citado por 12,3% dos eleitores. O atual prefeito, Barbosa Neto, por 3,6%, seguido do deputado federal e secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, do PSDB, com 3,4%.

A ex-ministra Márcia Lopes, que será a candidata do PT, foi citada por 3,1% dos eleitores, e o peemedebista Luiz Cheida por 3%.

Foram citados também José Roque Neto, do PR (1,9 %), Marcelo Belinati, do PP (1,7 %), Alex Canziani, do PTB, (1,6 %), Alexandre Kireeff, do PSD (1,3%), Tercílio Turini, do PPS (1,1%), e Carlos Camargo, do PSC (1,1%).

Brancos e nulos, 10,6%, e indecisos, 52,3%.

Estimulada – Na pesquisa estimulada, Antonio Belinati aparece com 21,4%. Hauly é o segundo, com 11,1%. O prefeito Barbosa Neto vem em terceiro, com 5,3%, seguido de Alex Canziani, com 5%, Tercílio Turini, com 4,7%, Márcia Lopes, com 4,4%, Cheida, com 4,1%, Kireeff, com 2,1%, e Marcelo Teodoro, com 0,7%. Brancos e nulos, – 11,03%, e indecisos, 29,9%.

Segundo cenário– Num cenário sem a presença de Antonio Belinati, quem lidera é seu sobrinho, Marcelo, com 12% das intenções de votos.

Hauly é o segundo, com 11,3%, e o prefeito Barbosa Neto é o terceiro, com 5.9%.

Na sequência, Márcia Lopes (5,6%), Tercílio Turini (5,1%), Luiz Eduardo Cheida (4,4%), Alexandre Kireeff (3,1%), José Roque Neto (2%) e Marcelo Teodoro (1,1%). Brancos e nulos, 12,07%, e indecisos, 35,9%.

Rejeição – O prefeito Barbosa Neto é o mais rejeitado pelos eleitores de Londrina Se as eleições fossem hoje, 25,7% não votariam nele de jeito nenhum.

O pré-candidato com menos índice de rejeição é Marcelo Belinati, com 0,7%.

Antonio Belinati tem rejeição de 18,6%. O tucano Luiz Carlos Hauly é rejeitado por 5,6% do eleitorado, Luiz Eduardo Cheida tem rejeição de 2,1%, Márcia Lopes, 1,3%, e Alex Canziani, 1,3 %.

Requião acusa juíza de cercear sua defesa

De Londres, o senador Roberto Requião dispara no twitter contra a juíza Adriana de Lourdes Simette, da 3ª Vara Cível de Curitiba, que o condenou a pagar R$ 40 mil ao ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, por conta das acusações contra o petista sobre um suposto superfaturamento em uma obra ferroviária do governo federal.

-- A juíza que deu sentença contra mim no caso Paulo Bernardo cometeu erro brutal e não me ouviu. Terrível erro, disse o senador, afirmando que nenhum juiz “pode julgar com preconceito e cerceando defesa”.

-- Ruim isto. Juíza que me condenou suporta sua sentença em documento que nada tem a ver com a ação e ainda é malcriada.

Para o senador, a juíza Adriana de Lourdes Simette deve ser “duramente repreendida para que não repita a bárbara e irrefletida sentença”.

-- Juízes que dão sentença sem ter noção do que se trata e sem ouvir as partes deveriam ser responsabilizados, afirmou.

Louco para ser candidato

O deputado Valdir Rossoni, do PSDB, sempre desconversa quanto os jornalistas perguntam sobre sua pretensão ao transferir seu titulo eleitoral de Bituruna para Curitiba.

Nega qualquer pretensão de disputar as próximas eleições até porque o PSDB já definiu que irá apoiar a reeleição do prefeito Luciano Ducci.

E que não tem perfil para ser vice.

Mas nesta sexta-feira, na visita que fez ao TRE, para transferir seu titulo de eleitor, em entrevista à rádio CBN de Curitiba, Rossoni quase se entregou.

Disse que tem experiência administrativa e vê “tanta incompetência por ai” ...

Assembleia lança edital para TV Sinal

A Assembleia Legislativa lançou nesta sexta-feira o edital para a contratação da produtora da TV Sinal.

O contrato com a GW termina no final do ano e a antecipação da concorrência é para que não ocorra interrupção nas transmissões.

Segundo o jornalista Hudson José, diretor de Comunicação da Assembleia, o preço máximo proposto no edital tem como referência o valor pago atualmente que é de R$ 360 mil mensais. Em fevereiro deste ano, a Mesa Executiva já havia conduzido negociação reduzindo o custo anterior que era de R$ 398 mil por mês.

A expectativa é de que a proposta vencedora fique abaixo dos R$ 360 mil.

O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado e estará disponível no Portal da Transparência.

Caminhos convergentes

Para quem duvida do “bom relacionamento” entre o ex-deputado Gustavo Fruet e o ex-senador Osmar Dias, o mais novo pedetista afirma que há muito mais convergência do que divergências entre eles.

Ao se filiar ao PDT na noite de quinta-feira, Fruet lembrou que das últimas seis eleições esteve em cinco ao lado de Osmar.

No ano passado, inclusive, em nenhum momento protestou quando o PSDB reservou uma das vagas na disputa pelo Senado caso Osmar aceitasse apoiar a candidatura de Beto Richa.

Diferente de como agiu com o outro candidato da coligação, o então deputado Ricardo Barros, do PP.

Fruet se recusou a fazer “dobradinha” com Barros.

Adesão do PMDB a Richa não surpreende Osmar

A adesão da bancada do PMDB na Assembleia Legislativa ao governo Beto Richa não surpreendeu o ex-senador Osmar Dias. É que, segundo ele, isso já estava escancarado na campanha eleitoral do ano passado quando só recebeu apoio à sua candidatura ao governo de pequena parcela do partido.

-- Estão ao lado (de Beto) desde as eleições. Parte menor do partido esteve comigo e eu agradeço, disse.

Pagamento pela traição

Osmar não perdoou o deputado Luiz Cláudio Romanelli, secretário do Trabalho do governo Beto Richa.

-- Quando (Richa) o convidou disse que estava retribuindo sua lealdade. Pagamento pela lealdade ou pagamento pela traição? questionou Osmar.

2.014 ainda está longe

Osmar não quis falar de seu futuro político, se irá disputar as eleições de 2.014.

-- Ainda está muito longe. Tenho que pensar primeiro em 2.012, disse.

E em 2.012 o ex-senador promete se dedicar – fora do expediente, é claro – aos companheiros de partido que estarão na disputa.

A começar por Gustavo Fruet, em Curitiba.

Aliança com o PT

Ao revelar que já propôs a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que o PT integre a chapa de Fruet indicando o candidato a vice, o ex-senador Osmar Dias disse acreditar que a aliança dará certo.

Isto porque o PT vai levar em conta a “possibilidade real de vitória”.

-- Ele foi o candidato mais votado em Curitiba na eleição ao Senado. Foi mais votado que a própria Gleisi. Mostra um potencial muito grande, atestou.


Blog: quinta-feira, 6 de outubro de 2011

09:52:47

Osmar oferece vice de Fruet ao PT

O ex-senador Osmar Dias já começou a articular uma aliança com os partidos da base da presidente Dilma Roussef para respaldar a candidatura do ex-deputado Gustavo Fruet à prefeitura de Curitiba. Inclusive, convidou o PT para compor a chapa, indicando o candidato a vice.

A proposta foi feita no inicio da semana, em Brasília, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que, segundo Osmar “foi muito receptiva”.

Retribuição do apoio

Em entrevista à imprensa no ato de filiação de Fruet ao PDT, realizado na Sociedade Thalia, Osmar, que preside o partido no Paraná, disse que o apoio do PT seria um “gesto de retribuição” ao que o PDT fez por Dilma Roussef nas eleições de 2.010.

Respaldo de Lula

Osmar não tem dúvida que, apesar de esta ser uma eleição municipal, Brasília terá “um papel importante” na articulação das alianças.

Segundo ele, o ex-presidente Lula estará nesta articulação.

Lula, que está sendo uma espécie de “embaixador” do PT nas articulações às eleições do ano que vem, já se manifestou favorável ao apoio do seu partido à candidatura de Fruet, conforme registrou, recentemente, o jornal “O Estado de S. Paulo”.

Lupi defende aliança com PT

O presidente nacional do PDT, ministro Carlos Lupi, que veio a Curitiba para prestigiar a filiação de Fruet, também defendeu uma aliança dos partidos da base da presidente Dilma Roussef em torno desta candidatura

Principalmente do PT.

Segundo o ministro, haverá “um grande palanque nacional para a eleição de Fruet em Curitiba.

Lupi destacou o ex-deputado como “um dos melhores quadros políticos do Paraná e do Brasil”.

É cedo para especular

Ao se filiar ao PDT, o ex-deputado Gustavo Fruet evitou falar sobre alianças.

-- É cedo para especular, disse.

Mas falou da disputa contra o prefeito Luciano Ducci e disse não ter dúvidas que as denúncias que pesam sobre a Câmara Municipal de Curitiba terão um “impacto muito grande” na sua campanha.

-- Esta relação entre a prefeitura e a Câmara, que é antiga, será exposta, disse.

No entanto, para Fruet, o desafio maior nas eleições do ano que vem será mostrar à população de Curitiba que “o amor e a dedicação a cidade não é exclusiva de quem está na cadeira de prefeito”.

Pessuti e Rossoni se tornam eleitores de Curitiba

O ex-governador Orlando Pessuti, do PMDB, mudou na tarde desta quinta-feira seu titulo eleitoral de Jardim Alegre para Curitiba.

Quem será também eleitor curitibano é o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, do PSDB, que nesta sexta-feira irá ao Tribunal Regional Eleitoral para transferir seu título de Bituruna para a Capital.

PMDB de Curitiba analisa quadro eleitoral

Às vésperas do encerramento do prazo para filiações partidárias, o PMDB realiza encontro, nesta quinta-feira, para debater as eleições municipais do ano que vem.

Segundo a “Rede PMDB”, o pré-candidato do partido à sucessão do prefeito Luciano Ducci, Rafael Greca, fará um relato das articulações políticas que estão sendo feitas pelo partido.

O encontro será às 19 horas, na sede do Diretório Regional, na Avenida Vicente Machado.



Blog

Recesso

Oriovisto, vice de Osmar

A troco de nada

A bola da vez

TJ condena réus

O pior está por vir?

Último dia

Alckmin lamenta desistência

Jogou a toalha

Sanepar terá que abrir a "caixa preta" da publicidade

Em pauta

Flyworld indica destinos para lua de mel no mês das noivas

Jovens e idosos são os que mais viajam sozinhos no Brasil

Flyworld indica destinos nacionais e internacionais para a Páscoa

TCP inaugura novo serviço para a Ásia

Flyworld Viagens prevê crescimento de 40% para 2018

Sete dicas para curtir o Carnaval com os amigos ou família

Cinco dicas para organizar uma viagem com sucesso

Empresa de Carlos Wizard proíbe trabalho aos domingos

TCP anuncia nova linha para países do Mediterrâneo

Flyworld oferece pacotes especiais para público da melhor idade

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

Telefones para contato:
(41) 3367-2466 / 3367-3544


Copyright © roseliabrao.com | 2011

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site