Email: Roseli Abrão




Blog: segunda-feira, 22 de julho de 2019

13:16:01

#DentroDaLei

Curitiba sediará no dia 30 de julho o Fórum #DentroDaLei, que contará com a participação do presidente do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO), advogado Edson Vismona.

O encontro terá lugar no anfiteatro da FAE.

Vismona será um dos debatedores do painel "#DentroDaLei: Suas atitudes compactuam com a corrupção. Como solucionar esse mal", que também contará com as participações do superintendente da Receita Federal da 9ª Região Fiscal (PR/SC), Luiz Bernardi, do secretário executivo da Prefeitura Municipal de São Paulo, Fábio Lepique, e do jornalista e escritor Guilherme Fiuza. O painel terá mediação do escritor Augusto Nunes.

-- Enquanto houver demanda por produtos contrabandeados e falsificados no Brasil termos que conviver com a criminalidade e a corrupção. O respeito à ética e às leis, mesmo àquelas com as quais não concordamos, é um dos pilares que sustentam qualquer país desenvolvido, destaca Vismona, que também preside o Fórum Nacional contra a Pirataria.

#DentroDaLei

O movimento #DentroDaLei foi criado em maio de 2019 e tem como principal objetivo conscientizar o cidadão comum sobre a sua responsabilidade e contribuição na manutenção da corrupção e o crescimento da criminalidade no Brasil.

O presidente do ETCO explica que esse processo de formação de uma cultura de consciência ética e cidadã se dá por meio de campanhas e fóruns de debates como o que será realizado em Curitiba.

-- Precisamos colocar gente comum nesse fórum para ouvir sobre como comprar um produto contrabandeado contribui para a criminalidade e a corrupção no nosso país. As pessoas precisam ser informadas e tomar consciência disso. Sem informação e consciência não haverá mudança de atitude, sentencia.

Painel

O tema do outro painel do Fórum #DentroDaLei será "Como combater as facções criminosas e reduzir a criminalidade no país", que contará com as participações do deputado federal Efraim Morais Filho, que preside a Frente Parlamentar Mista de Combate ao Contrabando e à Falsificação, o secretário da Fazenda do Paraná, Renê Garcia Júnior, e o analista de políticas públicas e consultor de Segurança Pública, Paulo Storani, antropólogo, capitão do Bope do Rio de Janeiro e consultor dos dois filmes Tropa de Elite. Esse painel será mediado por Rodrigo Constantino.

Os interessados em participar podem fazer inscrições (que são gratuitas, mas as vagas são limitadas) por meio do link https://bit.ly/2YdsUD4.


Blog: segunda-feira, 22 de julho de 2019

09:48:52

Nada...

Na ampla pesquisa que fez sobre o governo de Jair Bolsonaro, o Datafolha perguntou aos entrevistados o que marcou os primeiros seis meses de governo.

Nada que mereça destaque, responderam 39% (quatro em cada dez entrevistados). Soma-se a isso os 19% que não souberam responder. As respostas eram livres.

Segundo a pesquisa, esse percentual sobe para 45% entre mulheres e pessoas com apenas o ensino fundamental, para 46% entre negros, para 47% no Nordeste, para 52% entre adeptos de religiões de matrizes africanas e para 76% entre quem avalia o governo como ruim ou péssimo.

Entre os que afirmam que votaram em Bolsonaro no segundo turno, 17% disseram não ter nada a destacar de muito positivo.

Dos entrevistados que responderam, 8% consideram que houve avanços na segurança, 7% mencionaram a reforma da Previdência, 4% afirmam que houve combate à corrupção e 4% citaram os decretos de flexibilização do posse e porte de armas. O fim do horário de verão foi apontado por 1%.

Segundo análise da Folha, os decretos das armas aparecem em primeiro lugar entre as iniciativas ruins, mencionados por 21% dos entrevistados. O repúdio é maior entre os negros (25%), quem avalia o governo como ruim ou péssimo (27%) e espíritas (28%).

Logo em seguida na lista de piores medidas vêm reforma da Previdência (12%) e imagem pública (9%) - este último quesito inclui declarações consideradas desnecessárias, uso de palavras ofensivas, postura em relação aos filhos e articulação política.

Outros 3% elegeram os cortes de verbas na educação e 1% citaram racismo ou homofobia e aumento do desemprego, entre outras respostas.

A pesquisa ouviu 2.860 pessoas com mais de 16 anos, em 130 cidades nos dias 4 e 5 de julho.









Blog: quarta-feira, 17 de julho de 2019

07:40:39

Fundo Partidário

Partidos dividem bolo de R$ 365 mi

R$ 365.384.998,79. Este é o tamanho do bolo do Fundo Partidário que os partidos políticos com registro no Tribunal Superior Eleitoral dividiram nos primeiros seis meses deste ano.

A informação é do TSE, que diz que o valor é resultado da soma das dotações orçamentárias e das multas eleitorais, conforme determina a legislação eleitoral.

O Fundo Especial de Assistência Financeira aos Partidos Políticos, também chamado de Fundo Partidário, é composto por: multas e penalidades em dinheiro aplicadas de acordo com o Código Eleitoral e outras leis vinculadas à legislação eleitoral; recursos financeiros que lhes forem destinados por lei, em caráter permanente ou eventual; doações de pessoa física ou jurídica, efetuadas por meio de depósitos bancários diretamente na conta do Fundo Partidário; e dotações orçamentárias da União.

Cláusula de barreira

Em janeiro o TSE divulgou a relação dos 21 partidos que atingiram os critérios estabelecidos na emenda que estabeleceu a cláusula de barreira para receber os valores do Fundo Partidário.

Segundo o TSE, têm direito a receber: PSL, PT, PSDB, PSD, PP, PSB, MDB, PR, PRB, DEM, PDT, PSOL, Novo, Pode, PROS, PTB, Solidariedade, AVANTE, PPS, PSC e PV.

As demais siglas ficaram impossibilitadas de receber os recursos, pois não alcançaram a cláusula de barreira estabelecida para as Eleições de 2018.

Com isso, alguns partidos deixaram de existir ou fizeram fusão com outras legendas, resultando, hoje, na existência de 33 partidos políticos.

Desses, desde o último mês de junho, 23 já são aptos ao recebimento de cotas do fundo.


Blog: terça-feira, 16 de julho de 2019

07:38:57

O homem pisou na Lua?

Às vésperas do 50º aniversário em que os astronautas Neil Armstrong e Buzz Aldrin pisaram na Lua (dia 20 de julho de 1969), ainda há brasileiros (26%) que não acreditam na missão da Apolo 11. Mas a maioria (70%) acredita que o homem pisou mesmo na Lua.

Pesquisa Datafolha, divulgada hoje pela Folha de S. Paulo, mostra uma forte correlação entre nível de escolaridade e descrença nas missões lunares.

Segundo o Datafolha, entre os que cursaram apenas o ensino fundamental, 38% dizem que as viagens à Lua foram uma mentira e 8% dizem não saber. No grupo dos que têm até o ensino médio, os que acham que as missões não aconteceram caem para 21%, e os que não sabem, para 3%. Por fim, dentre os que têm ensino superior, apenas 14% consideram as missões uma fraude, e só 2% dizem não saber.

Idade também parece ter tudo a ver com a percepção das missões lunares. Mas, paradoxalmente, quanto mais velho o respondente, maior a chance de ele não acreditar na ida do homem à Lua.

Pessoas acima de 60, que já eram nascidas em 1969, são as que menos acreditam que o homem foi à Lua Na primeira faixa etária pesquisada, entre 16 e 24 anos, apenas 19% acreditam que se trate de uma farsa.

Números parecidos surgem nas faixas entre 25 a 34 anos e 35 a 44 anos, mas as coisas começam a mudar de forma significativa na faixa dos 45 aos 59 anos, em que 29% afirmam ser mentira. No último extrato, 60 anos ou mais, a percepção se divide quase meio a meio entre quem diz que as missões foram verdadeiras (56%) e quem diz que foram uma farsa (36%).

A pesquisa foi feita entre os dias 4 e 5 de julho ouvindo 2.086 pessoas com 16 anos ou mais em 130 municípios brasileiros.




Blog

Números inflados

Candidaturas avulsas

Lava Jato cometeu excessos

De olho no Iguaçu

Moro ignora Deltan

O milagre, mas não o santo

Recordar é viver?

O milagre, mas não o santo

MDB sob nova direção

“My life in your hands!”

Em pauta

Tecnologia não substitui agente de viagem na hora da compra

Flyworld realiza quarta convenção nacional de franqueados

TCP lidera movimentação de contêineres no Sul do Brasil

Marketing online é decisivo para sucesso de negócios em franquias

Flyworld inaugura terceira unidade no Rio Grande do Sul

TCP investe em 30 projetos ambientais em 2018

TCP finaliza obras de ampliação do cais de atracação

Flyworld participa da Black Friday 2018

Aracaju ganha primeira unidade Flyworld

Resort e Hotel fazenda são opções para a semana da criança

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

(41) 3367.2466 | 3367.3544


Copyright © roseliabrao.com

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site