Email: Roseli Abrão

Em pauta: quinta-feira, 28 de abril de 2016

13:47:20

Tragédia de Mariana

Este será o tema da palestra do advogado Aristides de Athayde Bisneto, especialista em Direito Internacional e Ambientalista, fará no dia 31 de maio na Academia Paranaense de Medicina.

A palestra, dentro do evento “111º Picadinho Cultural Dr. Waldir Rúpullo”, será durante um almoço, que terá inicio às 12 horas, no restaurante da AMP.


Em pauta: quarta-feira, 23 de março de 2016

08:57:20

Exportação de grãos por contêiner cresce 90% na TCP

A movimentação de commodities por contêineres pela TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá - é uma realidade crescente. Nos últimos quatro anos, o crescimento da conteinerização de grãos foi de 90%, gerando qualidade e agilidade para os exportadores, além de aumentar a vantagem comercial competitivas dos embarcadores.

O transporte de grãos como milho e soja pela TCP dá ao cliente a garantia da entrega no destino final com transit time otimizado. Enquanto o embarque do produto em navios graneleiros está sujeito às condições climáticas como a chuva, em contêineres isso não ocorre. “A demora no embarque dos grãos causada pelo tempo nesse tipo de veículo, além de atrasar o tempo da carga em trânsito e entrega nos seus destinos, ainda gera o aumento nos custos operacionais para o cliente”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial da TCP.

A vazão de produtos segregados como aqueles com maior índice proteico é outro problema resolvido pela conteinerização dos grãos. “O volume muito grande de grãos transgênicos (com menor de teor proteico), e cada vez maior, não permite que os navios graneleiros trabalhem com linhas de produtos segregados. Essa demanda também é resolvida pelos contêineres”, enfatiza.

Outra questão é que, ao ser embarcada em navios graneleiros, a carga sofre perdas ocasionadas pela movimentação. No caso dos grãos transportados pela TCP, a movimentação é menor e a perda tende a ser zero. Uma vez embarcado em um contêiner, o grão não será mais descarregado até chegar ao destino final, o que garante maior rastreabilidade do produto e menor índice de quebra.

Em relação aos custos operacionais e logísticos, o transporte por contêiner é também mais atrativo, ficando, em média,15% mais barato que o granel. “Esse valor pode ficar até 25% mais competitivo se o contêiner for levado até o porto por modal ferroviário”, enfatiza o diretor.

O Terminal de Contêineres de Paranaguá exporta grãos de produtores do Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, que têm seus negócios, principalmente, com países de toda a Ásia e Europa.


Em pauta: segunda-feira, 14 de março de 2016

13:03:55

Picadinho cultural

A Academia Paranaense de Medicina, que tem à frente o médico Aristides Athayde, promoverá no dia 29 de março a 109ª edição do “Picadinho Cultural Dr. Wadir Rúpollo”.

O palestrante será o médico Sérgio de Munhoz Pitaki, que abordará o tema “Usufruindo das viagens de duas rodas”.

O evento, que terá inicio às 12 horas será no restaurante da AMP e o almoço, por adesão, custará R$ 40,00.


Em pauta: sexta-feira, 4 de março de 2016

10:20:14

Novos acadêmicos

A Academia Paranaense de Medicina, que tem à frente o médico Aristides Athayde, realiza sessão solene de posse dos novos acadêmicos honorários.

A solenidade será realizada no dia 15 de abril, às 20 horas, na sede da Associação Médica do Paraná, à Rua Cândido Xavier, 575, no bairro Água Verde.

Tomam posse os médicos Gastão Pereira Cordeiro Filho (Curitiba), Hélio Renato Lechinewski (Santo Antônio da Platina), José Alcindo Gil (Umuarama), Nelson da Conceição Mendes (Foz do Iguaçu), Oseimar de Oliveira Castro Ribas (União da Vitória), Roberto Pirajá Moritz de Araújo (Curitiba) e Torao Takada (Toledo).


Em pauta: quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

08:55:42

TCP bate recorde inédito em exportação de madeira

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, bateu um recorde inédito em exportação de madeira. Em dezembro de 2015, a empresa contabilizou 2.311 contêineres embarcados com destino a países da Europa, Ásia e América do Norte, totalizando de 115 mil metros cúbicos de madeira no mês.

O volume atingiu 35 mil metros cúbicos a mais que o registrado no mesmo período de 2014 (quando foram registrados aproximadamente 70 mil m3). Se comparado o período que compreende os meses de janeiro a dezembro dos dois anos, o crescimento foi de cerca de 13%.

“Isso foi conseqüência da valorização do dólar frente ao real, e também, em virtude dos novos serviços logísticos oferecidos pela TCP Log para o setor madeireiro e dos investimentos em equipamentos e modernização do Terminal, que garantem que tenhamos alta produtividade”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial da TCP.

Entre as ações desenvolvidas pela subsidiária logística estão o controle inteligente de fluxos e a gestão logística integrada, que gerou a otimização de custos para o cliente e maior visibilidade operacional de todas as etapas do processo de transporte da carga até o Porto.

A TCP Log também mantém parceria com mais de 20 transportadoras em todo o Paraná, oferecendo ao cliente o melhor serviço de transporte desde a planta até Paranaguá, com o menor preço possível. “Com os serviços oferecidos pela TCP Log, somos responsáveis por todo processo logístico. Fazemos desde a cotação de serviços de traslado, a gestão da cadeia, até consolidação das cargas na origem e o descarregamento em Paranaguá”, enfatiza Moraes e Silva.

Outro diferencial competitivo para a indústria da madeira é o transporte de cargas por ramais ferroviários. As cargas que chegam à base intermodal de Ponta Grossa deixam a região por ferrovia, acessando diretamente a área alfandegada dentro do Terminal. “Atendemos aos exportadores de todo Paraná, além de outros estados como Rondônia e Mato Grosso. Nós oferecemos aos exportadores um serviço logístico seguro, a maior variedade de linhas marítimas realizadas em parceria com os mais importantes armadores do mundo, e serviços semanais regulares”, finaliza.


Em pauta: quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

08:36:44

TCP bate novo recorde de cargas refrigeradas

Em novembro, Terminal movimentou 7.854 contêineres. Crescimento foi de 18% de janeiro a novembro na comparação com o mesmo período do ano anterior

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, terminou o mês de novembro com um novo recorde de movimentação de cargas refrigeradas (reefer), chegando a 7.854 contêineres. O recorde anterior foi em julho passado, quando o Terminal havia atingido a marca de 7.839 contêineres de carga refrigerada.

No acumulado do ano reefer (janeiro a novembro), o número chega a 126.174 TEUS (unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), contra 106.685 TEUs do mesmo período do ano anterior, o que representa um crescimento de 18% na comparação entre os dois períodos.

O bom desempenho deve-se, em partes, ao aumento no número de exportações, decorrentes da alta do dólar. “Também é consequência dos esforços que fizemos ao longo do ano para converter novos clientes, oferecendo vantagens que tornem a operação por Paranaguá mais competitiva”, explica Juarez Moraes e Silva, diretor Superintendente Comercial da TCP.

Uma das vantagens é o transporte de cargas que deixam o interior do Paraná pelas ferrovias – modal que permite a redução de custos para exportadores com origem em estados como Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, além do próprio Paraná, o maior produtor de frangos do País. “Com a transferência para a ferrovia, conseguimos diminuir em até 15% os custos com transportes para o exportador”, enfatiza.

Soma-se a isso a disponibilidade de 2.812 tomadas reefer, que fazem da TCP o terminal mais capacitado para receber esse tipo de carga no Brasil. Em 2016 serão mais de 3.100 tomadas.“Além de apresentarmos o maior número de tomadas reefer do país e estarmos prontos para receber os contêineres 24 horas por dia, somos o Terminal com o maior número de vistorias dos órgãos intervenientes da área de influência, o que garante uma rápida liberação de cargas para embarque”, ressalta o diretor.

Com isso, o Terminal garante ao exportador que as cargas refrigeradas exportadas por Paranaguá estejam de acordo com os padrões dos mais exigentes mercados, como é o caso da Rússia. São duas vistorias diárias (de segunda a sexta-feira) e uma vistoria aos sábados, realizadas por órgãos como Ministério da Agricultura, Anvisa e Receita Federal.


Em pauta: segunda-feira, 30 de novembro de 2015

08:51:18

TCP investe na ampliação da capacidade de armazenagem

A TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, está investindo aproximadamente R$ 25 milhões na construção de um novo armazém para cargas de importação e exportação. Com o dobro de capacidade do espaço antigo, os recursos investidos serão aplicados na obra, em novos equipamentos e tecnologia, além da aquisição do armazém temporário que já está em funcionamento desde julho. O novo armazém deve ser entregue no primeiro semestre de 2016 e atenderá a demanda por serviços de armazenamento esperadas pelo terminal para os próximos 10 anos.

A obra de expansão aconteceu em um momento em que a capacidade do antigo espaço já estava chegando ao seu limite e transformará o armazém da TCP em um dos mais modernos do País. “Com a obra aumentaremos a capacidade de posições de pallets de 4.000 para 7.650. Além disso, o terminal terá equipamentos de última geração, como empilhadeiras trilaterais, que operam corredores de apenas 1,8 metro, quase metade dos corredores atuais de 3 metros”, destaca Juarez Moraes e Silva, diretor Superintende Comercial da TCP.

Os investimentos contemplam também processos de controles e gestão do armazém. Toda a gestão de posições será feita automaticamente por meio de novos softwares, aumentando o ganho na movimentação e armazenagem de cargas e possibilitando que novas operações sejam realizadas. “Poderemos movimentar 400 contêineres a mais por mês no armazém, com a modernidade, eficiência e qualidade operacional que o mercado exige”, ressalta Moraes e Silva.

O novo armazém também contará com ainda mais segurança, uma vez que a TCP ampliará os dispositivos que garantem que as cargas de seus clientes não sofram quaisquer tipos de avarias. “Hoje, o cliente já tem a tranquilidade de que o Terminal é uma área segura. Vamos oferecer equipamentos ainda mais eficientes, como um moderno sistema anti-incêndio que atende as normas norte-americanas de segurança”, adianta.

A área destinada para cargas que exigem anuência de órgãos como a Receita Federal, Anvisa e Ministério da Agricultura será ampliada no novo espaço. Somente a área destinada para a Anvisa, por exemplo, será ampliada em cerca de quatro vezes e contará com uma câmara totalmente climatizada.

Para evitar o impacto no atendimento ao cliente durante o período de obras, o Terminal investiu em uma estrutura temporária de armazenagem de 12 mil m2, com tecnologia semelhante às tendas usadas pela indústria automobilística. “A tenda temporária foi construída com uma estrutura metálica já consagrada pela indústria que armazena todo o estoque de peças nesse tipo de estrutura. A tenda utiliza tecnologia de ponta e garante que nesse período de obras as cargas dos clientes TCP estejam bem armazenadas”.



Blog

MP quer Cabral em Curitiba

Quem se lembra em quem votou?

Agora é oficial

Entre mulheres

Força de expressão

Para prender o Lula vai ter que matar gente, diz Gleisi

É fake!

Teoria da conspiração

É mexeu, ministro

Maia nega candidatura

Em pauta

Cinco dicas para organizar uma viagem com sucesso

Empresa de Carlos Wizard proíbe trabalho aos domingos

TCP anuncia nova linha para países do Mediterrâneo

Flyworld oferece pacotes especiais para público da melhor idade

TCP abre vagas para pessoas com deficiência

Flyword Viagens prepara pacote especial para o Black Friday

Viagens para o Chile e Argentina são opções para novembro

Carlos Wizard conta, em Curitiba, os segredos que o levaram do zero ao primeiro bilhão

Flyworld Viagens participa do 45° ABAV Expo e 48° Encontro Comercial Braztoa

Aproveite o “Dia do Frevo” em Recife

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

Telefones para contato:
(41) 3367-2466 / 3367-3544


Copyright © roseliabrao.com | 2011

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site