Email: Roseli Abrão

Blog: sexta-feira, 25 de maio de 2018

15:44:18

PDT contesta pesquisa Radar

O PDT do pré-candidato ao governo Osmar Dias, foi à Justiça Eleitoral para contestar a pesquisa realizada pelo Instituto Radar, divulgada nesta sexta-feira.

O PDT se une, assim, ao PP, PMB e Rede, que já tinham acionado o Tribunal Regional Eleitoral contra a pesquisa que, acusam, apresenta uma série de problemas.

Entre os problemas listados pelos quatro partidos estão o fato de o valor da pesquisa representar 50% do capital social da Radar, não respeitar critérios técnicos estabelecidos na legislação eleitoral, fazendo adaptações irregulares e omissão de nomes dos pré-candidatos.

Para o secretário-geral do PDT, Adalberto Grein, a pesquisa, como foi feita “traz números distorcidos, não condizentes com a realidade, podendo beneficiar algum pré-candidato”.

A pesquisa

Segundo a pesquisa, publicada pelo Bem Paraná, Ratinho Júnior, do PSD, lidera a disputa para o governo do Estado com 35,2% das intenções de voto, contra 27,4% do ex-senador Osmar Dias.

Em terceiro lugar aparece a governadora Cida Borghetti, do PP, com 8,4%.

Na simulação de segundo turno, Ratinho Jr aparece com 41,7% da preferência do eleitorado, contra 33,2% de Osmar Dias.

Na simulação de segundo turno, Ratinho Jr aparece com 41,7% da preferência do eleitorado, e 33,2% para Osmar Dias.

Senado

A Radar sondou também a disputa pelas duas vagas ao Senado. O senador Roberto Requião, do MDB, lidera com 25,8% das intenções de voto, seguido do ex-governador Beto Richa, do PSDB, com 22,6% e o deputado federal Fernando Francischini, do PSL, com 16%.

Segundo a Radar, a pesquisa foi realizada entre os dias 18 a 22 de maio, e ouviu 1.200 eleitores, com margem de erro 2,9 pontos percentuais para mais ou para menos.






Blog: quarta-feira, 9 de maio de 2018

13:19:03

Copel-Ovepar

TJ condena réus

O Tribunal de Justiça acatou recurso do Ministério Público e condenou o ex-secretário de Estado da Fazenda na gestão 2000-2003 e ex-diretor-presidente da Companhia Paranaense de Energia (Copel), um doleiro e mais três réus (incluindo uma empresa) pela prática de ato de improbidade administrativa, no caso conhecido como "Copel-Olvepar".

Na nota à imprensa, o MP não nomina os réus, mas o então secretário da Fazenda (governo Jaime Lerner) e raIngo Henrique Hübert e o doleiro, Alberto Youssef.

Segundo o MP, o recurso de apelação foi interposto pelo MPPR contra a sentença de primeira instância, que havia absolvido os réus.

A ação judicial envolve, segundo o Ministério Público, ilicitudes no procedimento administrativo de restituição de créditos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em favor da empresa Olvepar S/A, no final de 2002.

Os réus receberam as penas previstas na Lei de Improbidade: suspensão dos direitos políticos (entre cinco e oito anos, conforme o réu, no caso das pessoas físicas) e proibição de contratar com o poder público durante cinco anos. Além disso, deverão ressarcir solidariamente os danos causados ao erário, de R$ 39,6 milhões (valor que deverá ainda ser acrescido de correção e juros de mora). Foram condenados também a pagar multa civil de 20% do valor atualizado do dano.

O caso

Em 2002, uma empresa que tinha crédito de R$ 15 milhões a receber da Óleos Vegetais Paraná S/A (Olvepar) aceitou como pagamento crédito de ICMS que tinha com o Estado do Paraná.

Embora o Tribunal de Justiça, em 2000, tenha reconhecido esse crédito como irregular, o governo paranaense autorizou, em 2002, o reconhecimento de créditos de ICMS no valor de R$ 67 milhões.

A Copel comprou então créditos de ICMS da Olvepar, com desconto, no montante de R$ 39,6 milhões. Esse dinheiro, afirma o MP, teria sido distribuído a pessoas do grupo político então no poder, por meio do doleiro (hoje réu da operação Lava Jato).

O valor total do prejuízo aos cofres públicos teria sido de R$ 84,6 milhões (os R$ 39,6 milhões pagos pela Copel, mais R$ 45 milhões referentes ao ICMS que a Olvepar deixou de pagar ao Estado).

Para quem quer conferir o acórdão: https://portal.tjpr.jus.br/jurisprudencia/j/12516040/Ac%C3%B3rd%C3%A3o-1482894-3#








Blog: terça-feira, 8 de maio de 2018

08:10:00

Rossoni, inimigo da educação

Profissionais da educação do município de Clevelândia, região sul do Paraná, divulgaram uma nota de repúdio a um ato considerado de “má fé” envolvendo o deputado federal Valdir Rossoni, do PSDB, e seus militantes.

Segundo nota publicada no site da APP/Sindicato, os educadores denunciaram que aliados do deputado teriam se aproveitado de um evento da APAE local para homenagear Rossoni como “padrinho da educação paranaense”.

Rossoni, na opinião dos educadores, é, na verdade, um “inimigo da educação”, pois sua atuação política recente (chefe da Casa Civil do governo Beto Richa) “foi marcada por ataques à educação pública e contra os servidores públicosdo Paraná”.

Na nota, os educadores afirmam que “a iniciativa da homenagem, possivelmente motivada pela proximidade com o período eleitoral, causou enorme constrangimento na comunidade escolar local e tem repercutido com indignação por todo Paraná”.

Nota de Repúdio

“Nós, educadores de Clevelândia, repudiamos o ato ocorrido no dia 28 de abril do corrente ano, em que se aproveitaram da comemoração dos 30 anos da APAE para homenagear o deputado federal Valdir Rossoni, com placa e faixa tendo os dizeres: “Rossoni Padrinho da Educação Paranaense”.

“Nós, educadores de Clevelândia, não compartilhamos dessa ideia e não fomos consultados sobre essa homenagem, que jamais seria aprovada pela categoria”.

Cientes da atuação de algumas pessoas que usaram de forma indevida e com má fé o nome da nossa categoria profissional para produzir esse ato, eximimos a APAE de qualquer responsabilidade sobre o ocorrido”.

Diante disso, esclarecemos que os educadores da rede estadual de Clevelândia não têm participação neste ato e não referendam a referida homenagem.Por fim, enfatizamos: “Rossoni, inimigo da educação!”.





Blog

PDT contesta pesquisa Radar

Recesso

Oriovisto, vice de Osmar

A troco de nada

A bola da vez

TJ condena réus

O pior está por vir?

Último dia

Alckmin lamenta desistência

Jogou a toalha

Em pauta

Flyworld indica destinos para lua de mel no mês das noivas

Jovens e idosos são os que mais viajam sozinhos no Brasil

Flyworld indica destinos nacionais e internacionais para a Páscoa

TCP inaugura novo serviço para a Ásia

Flyworld Viagens prevê crescimento de 40% para 2018

Sete dicas para curtir o Carnaval com os amigos ou família

Cinco dicas para organizar uma viagem com sucesso

Empresa de Carlos Wizard proíbe trabalho aos domingos

TCP anuncia nova linha para países do Mediterrâneo

Flyworld oferece pacotes especiais para público da melhor idade

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

Telefones para contato:
(41) 3367-2466 / 3367-3544


Copyright © roseliabrao.com | 2011

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site