Email: Roseli Abrão

Blog: sexta-feira, 4 de setembro de 2020

17:46:09

Ratinho pode tirar Ney da disputa

O governador Ratinho Júnior convidou o deputado federal Ney Leprevost, do PSD, a reassumir a Secretaria de Justiça, Família e Trabalho. Leprevost pediu o final de semana para analisar o convite e, se aceitar, estará fora da disputa pela Prefeitura de Curitiba.

Pelas redes sociais, o deputado confirmou o convite e disse que está é uma decisão “muito difícil” e que irá conversar com amigos e familiares”.

Na avaliação de atentos observadores da cena eleitoral, se Leprevost renunciar à pré-candidatura, abre espaço para que o atual prefeito, Eduardo Pimentel, que trocou o PSDB pelo PSD, poderá ser, novamente, companheiro de chapa de Rafael Greca.

Segundo registra o Plural, o governador disse que está “reconvocando” Ney Leprevost para o governo porque ele “é homem da minha confiança, gestor sério e competente, um dos principais generais do nosso exército”.

-- Preciso que ele retorne rápido ao governo. Tenho certeza de que não se negará a ajudar o Paraná, disse.

Segundo o texto enviado à imprensa pela assessoria do Palácio Iguaçu, Ratinho ponderou que Leprevost ainda é jovem, “tem só 46 anos. Ainda vai ser um grande prefeito de Curitiba. Tem capacidade pra ser senador ou governador um dia. Mas, no momento, precisamos do Ney comandando a retomada dos empregos e o socorro às famílias em vulnerabilidade que tiveram sua situação agravada devido a esta pandemia.”




Blog: sexta-feira, 4 de setembro de 2020

11:40:37

Eleições em Curitiba

Greca pode vencer no 1º turno

Se as eleições fossem hoje, o prefeito Rafael Greca, do DEM, seria reeleito já no primeiro turno.

É o que aponta a primeira pesquisa feita pelo Instituto Paraná Pesquisas sobre as eleições em Curitiba. Greca aparece hoje com índices de 40% e 43%.

O Paraná Pesquisas sondou dois cenários. No primeiro, com Ney Leprevost, do PSD, Greca teria 40%; no segundo, sem o pré-candidato do PSD, teria 43,6%.

Ney Leprevost aparece com 19,9% e, sem ele, o ex-prefeito e deputado federal, Gustavo Fruet, é o segundo, com 12,1% (no primeiro cenário, Fruet é o terceiro, com 9,9%).

A Paraná Pesquisa não incluiu nenhum nome do MDB.

A pesquisa, registrada no TSE, foi feita entre os dias 30 de agosto e 3 de setembro ouvindo 800 eleitores.

Cenário I

Rafael Greca (DEM) – 40%

Ney Leprevost (PSD) – 10,9%

Gustavo Fruet (PDT) – 9,9%

Delegado Francischini (PSL) – 8,1%

Christiane Yared – 4,1%

Luizão – 3,6%

Cida Borghetti – 2,3%

João Guilherme – 1,8%

Carolina Arns – 1,6%

Renato Mocelin – 0,4%

Paulo Opuszka – 0,3%

Zé Boni – 0,3%

Leticia Lanz – 0,1%

Eloy Casagrande – 0,1%

Não sabe – 5,5%

Nenhum – 11,1%

Cenário II

Rafael Greca (DEM) – 43,6%

Gustavo Fruet (PDT) – 12,1%

Delegado Francischini (PSL) – 10,1%

Christiane Yared – 4,5%

Luizão – 3,8%

Cida Borghetti – 2,5%

João Guilherme – 1,1%

Carolina Arns – 1,9%

Renato Mocelin – 0,5%

Paulo Opuszka – 0,3%

Zé Boni – 0,3%

Leticia Lanz – 0,3%

Eloy Casagrande – 0,1%

Não sabe – 5,5%

Nenhum – 12,5%


Blog: quarta-feira, 2 de setembro de 2020

09:18:35

Eleições/2020

TSE define limite de gastos da campanha

Já está disponível no site do Tribunal Superior Eleitoral a tabela com o limite de gastos de campanha para os candidatos a prefeito e vereador.

Em Curitiba, cada candidato a prefeito poderá gastar até R$ 10.903.325,67 no primeiro turno e até R$ 4.361.330,27 no segundo turno.

Cada candidato a vereador terá um teto dos gastos em R$ 530.525,58.

Segundo o TSE, quem desrespeitar os limites de gastos fixados para cada campanha pagará multa no valor equivalente a 100% da quantia que ultrapassar o teto fixado, sem prejuízo da apuração da prática de eventual abuso do poder econômico.

Nas campanhas para segundo turno das eleições para prefeito, onde houver, o limite de gastos de cada candidato será de 40% do previsto no primeiro turno.

Despesas

O limite de gastos abrange a contratação de pessoal de forma direta ou indireta, que deve ser detalhada com a identificação integral dos prestadores de serviço, dos locais de trabalho, das horas trabalhadas, da especificação das atividades executadas e da justificativa do preço contratado.

Entra também nesse limite a confecção de material impresso de qualquer natureza; propaganda e publicidade direta ou indireta por qualquer meio de divulgação; aluguel de locais para a promoção de atos de campanha eleitoral; e despesas com transporte ou deslocamento de candidato e de pessoal a serviço das candidaturas.

A norma abrange, ainda, despesas com correspondências e postais; instalação, organização e funcionamento de comitês de campanha; remuneração ou gratificação paga a quem preste serviço a candidatos e partidos; montagem e operação de carros de som; realização de comícios ou eventos destinados à promoção de candidatura; produção de programas de rádio, televisão ou vídeo; realização de pesquisas ou testes pré-eleitorais; criação e inclusão de páginas na internet; impulsionamento de conteúdo; e produção de jingles, vinhetas e slogans para propaganda eleitoral.







Blog: quarta-feira, 26 de agosto de 2020

10:23:11

Só se tiver candidato próprio...

Se o MDB não lançar candidato próprio a prefeito o partido não poderá destinar recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para outros partidos ou coligações.

Esta é uma das decisões tomadas pela executiva nacional do MDB que, em resolução, definiu os critérios para a distribuição do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC).

Aqui, alguns pontos da resolução:

– A distribuição do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC) observará, o quanto possível, a viabilidade eleitoral das candidaturas, tendo como base pesquisas e estudos internos, e levará em consideração a prioridade de reeleição dos atuais mandatários e a probabilidade de êxito dos candidatos

– Inexistindo candidatura própria para eleição majoritária, é vedada a distribuição dos recursos para outros partidos ou coligações.

– Não serão destinados recursos a candidatos que estiverem sabidamente inelegíveis, salvo quanto àqueles que tiverem suas candidaturas autorizadas pela Justiça, ainda que por liminar ou efeito suspensivo.

– O mínimo de 30% (trinta por cento) dos recursos destinados às candidatas mulheres será aumentado caso o número de candidaturas femininas ocorra em percentual maior, a fim de que a distribuição dos recursos (do Fundo Partidário ou do FEFC) seja assegurada de maneira proporcional ao número de candidaturas de cada sexo (ADI 5.617/DF).

A ata da reunião está disponível na seção “Documentos” do site oficial do MDB (www.mdb.org.br) e pode ser acessado no link (https://www.mdb.org.br/wp-content/uploads/2020/08/Ata-Comissao-Executiva-Nacional-12-08-2020.pdf).





Blog: quarta-feira, 19 de agosto de 2020

15:51:18

Maria Victória, vice de Greca?

A deputada Maria Victoria, do PP, poderá ser a companheira de chapa do prefeito Rafael Greca nas eleições de novembro.

A revelação é do pai da deputada, o deputado federal Ricardo Barros, em entrevista à rádio Banda B na manhã desta quarta-feira.

Ricardo Barros que assumiu recentemente a liderança do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados, disse que essa é uma das principais costuras para a política regional do partido.

Segundo ele, caso não integre a chapa atual do prefeito Greca, Maria Victoria será candidata ao Palácio 29 de Março, como o fez em 2016.

-- O partido ainda não tem uma posição definida em Curitiba. Nós temos duas alternativas, ou a indicaremos a vice do Rafael Greca ou vamos disputar com candidatura própria. Esse é o desenho que está estabelecido e obviamente que teremos de aguardar o prazo final das convenções para poder tomar essa posição, disse o deputado.

Barros lembrou o apoio da filha no segundo turno das eleições de 2016.

-- Maria Vitória apoiou o prefeito Rafael Greca lá no segundo turno, declarou seu apoio em um momento em que ele estava ainda a quatro pontos atrás de Ney Leprevost, que liderava a pesquisa naquele momento. Então, o prefeito é nosso amigo pessoal, pessoa do nosso relacionamento, temos uma amizade com ele, mas isso não tem nada a ver com a nossa atividade partidária. O partido precisa estar presente no processo eleitoral e estará presente, ou com a vice ou como a candidatura própria, afirmou.



Blog

Pesquisa Ibope é também impugnada

Morre o vereador Jairo Marcelino

Entre aspas

Big Data é impugnada

Não vestiu a carapuça

Prestação de contas

PCO fora da disputa

O perfil do eleitorado

Francischini adere ao debate

Debate ganha adesão

Em pauta

Tecnologia não substitui agente de viagem na hora da compra

Flyworld realiza quarta convenção nacional de franqueados

TCP lidera movimentação de contêineres no Sul do Brasil

Marketing online é decisivo para sucesso de negócios em franquias

Flyworld inaugura terceira unidade no Rio Grande do Sul

TCP investe em 30 projetos ambientais em 2018

TCP finaliza obras de ampliação do cais de atracação

Flyworld participa da Black Friday 2018

Aracaju ganha primeira unidade Flyworld

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

(41) 3367.2466 | 3367.3544


Copyright © roseliabrao.com

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site