Email: Roseli Abrão

Blog: sexta-feira, 24 de junho de 2011

21:13:03

Requião e Greca no comando do PMDB de Curitiba

No dia 17 de julho o PMDB de Curitiba não vai eleger apenas o senador Roberto Requião presidente do partido. Vai, também, reafirmar apoio à pré-candidatura do ex-prefeito Rafael Greca às eleições do ano que vem.

Greca integrará a chapa como vice-presidente.

A informação é de Doático Santos que, depois de dez anos, deixará o comando do PMDB da Capital e, segundo ele, será um “mero” executivo do partido.

A chapa que irá concorrer no dia 17 de julho levará o nome do senador Roberto Requião. Da mesma forma, o senador dará nome às chapas das dez zonais do partido que realizarão convenção conjunta.

Fruet só conversou com a “periferia” do PMDB

O presidente do PMDB curitibano, Doático Santos, não acredita na possibilidade de o ex-deputado Gustavo Fruet voltar ao partido. Isto porque jogou de maneira errada, disse ele. É que, segundo Doático, Fruet conversou com a “periferia” do PMDB, deputados e lideranças do partido que não têm domicilio em Curitiba e que “ameaçaram tomar o partido, mas não conseguiram”.

-- Ele não falou com os deputados que são de Curitiba. Não falou Alexandre Curi, Luiz Cláudio Romanelli, João Arruda. Não falou com quem deveria procurar primeiro, que é o senador Roberto Requião, atestou.

Doático não tem dúvida que o “jogo” daqueles que querem levar Fruet para o PMDB “não vai prosperar” até porque “em nenhum momento ele se dispôs a fazer esse jogo conosco”.

PMDB amplia convenções

A executiva do PMDB paranaense decidiu ampliar o número de municípios que deverão realizar convenções no dia 17 de julho. Agora são 110 diretórios municipais que serão renovados. Segundo o presidente do partido, deputado Waldyr Pugliesi, as convenções serão realizadas nos municípios que tenham comissões provisórias ou alguma divergência entre lideranças.

O PMDB está disponibilizando em seu site (www.pmdbpr.org.br) o o manual contendo as regras para a realização das convenções.

De acordo com texto, só poderão votar os delegados filiados com um ano de antecedência ao partido.

A data limite para inscrições de chapas é o dia 9 de julho, oito dias antes da convenção. Os nomes de membros das chapas poderão ser alterados com até 48 horas de antecedência do pleito.

TSE muda regras para prestação de contas partidárias

O Tribunal Superior Eleitoral vai mudar a forma de prestação de contas dos partidos políticos. Segundo o TSE, a Lei 9.096/95 determina que os partidos políticos apresentem a prestação de contas anual até o dia 30 de abril do ano subsequente. Até o início de 2010, essas contas eram enviadas à Justiça Eleitoral por meio do Sistema de Prestação de Contas Partidárias (SPCP). No entanto, os ministros analisaram um processo administrativo apresentado pela Secretaria de Controle Interno e Auditoria do TSE no sentido de extinguir o SPCP até a criação de um novo sistema.

Os ministros chegaram à conclusão que o sistema está desatualizado em virtude de alterações das regras internacionais de contabilidade que o Brasil passou a adotar integralmente, o que inviabiliza o seu uso pelos partidos.

O novo sistema a ser desenvolvido pela área de tecnologia do TSE se chamará SPCA e deve ser criado em parceria com a Receita Federal para uniformizar as regras no tocante a essa prestação de contas e para facilitar o cruzamento de informações entre prestação de contas e declaração do imposto de renda.


Blog: quinta-feira, 23 de junho de 2011

21:42:06

Aos 93 anos, prefeito de Uraí é afastado do cargo

Por Ana Cunha Abrão com informações da Folha

O prefeito de Uraí, município do Norte Pioneiro do Paraná, foi cassado pela Câmara Municipal por seis votos a dois. Susumo Itimura (PSDB), exercia seu quinto mandato como prefeito da cidade e foi acusado de usar notas frias para justificar gastos da prefeitura em sua administração anterior.

Nascido no Japão e naturalizado brasileiro, Itimura foi o mais velho prefeito eleito nas últimas eleições municipais. Segundo informações da Folha, o ex-prefeito, que é produtor rural, declarou patrimônio total de R$ 55,4 milhões em 2008 e, em 2010, o Ministério Público entrou com uma ação civil pública contra Itimura por suspeita de desvios de verba do município.

Com o afastamento de Susumo Itimura, o vice-prefeito da cidade assumiu o cargo. A defesa do ex-prefeito tenta reverter a cassação por meio de uma liminar.

Estudo revela que Lula ainda é o político mais influente da América Latina

Por Ana Cunha Abrão

O ex-presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva, continua sendo o político mais influente da América Latina. De acordo com o III Estudo sobre Relações Empresas-Governo na América Latina, Portugal e Espanha, além de ser o mais influente, Lula também é o político mais valorizado pelo meio empresarial, figurando ao lado de nomes como Barack Obama e Angela Merkel.

O estudo, que tem como objetivo retratar os aspectos relevantes das relações estabelecidas entre os setores empresarial e público, como base para o desenvolvimento econômico dos países, foi realizado pela Universidad Complutense de Madrid em parceria com a Llorente & Cuenca. Ao todo, foram ouvidos 1,2 mil empresários e 600 governantes e parlamentares da Argentina, Brasil, Colômbia, Equador, México, Panamá, Peru, Espanha, Chile e Portugal.

Do Brasil, participaram 162 empresários e 68 lideranças públicas. A pesquisa também aponta que Carlos Slim foi o destaque como o maior e mais influente empresário latino-americanoa, enquanto Bill Gates e Steve Jobes foram citados como os empresários internacionais mais valorizados.

CCJ do Senado mantém reeleição e aprova eleições gerais

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado rejeitou, na quarta-feira, o fim da reeleição para presidente da República, governadores e prefeitos e aprovou a realização de eleições gerais, com a coincidência dos pleitos municipais, estaduais, distrital e federal, que, caso aprovado pelo plenário do Senado, valerá a partir de 2.018.

A CCJ aprovou, também, alteração na data de posse dos chefes do Poder Executivo.

A posse dos prefeitos será no dia 5 de janeiro, a dos governadores será no dia 10, e a do presidente da República no dia 15 de janeiro.

O voto de Alvaro

Único paranaense na CCJ, o senador Alvaro Dias, do PSDB, votou a favor do fim da reeleição para cargos no Poder Executivo e votou contra a coincidência de mandatos.

Ao defender o fim da reeleição, o senador argumentou que o país não avançou o suficiente para fazer com que este seja um processo adequado, e que a experiência de reeleger governantes não vem sendo bem sucedida.

-- É preciso estabelecer igualdade de condições aos candidatos, e quem possui a máquina pública a seu favor, já entra no processo eleitoral em vantagem, avaliou Alvaro.

Quanto as eleições gerais, o tucano não acredita que venha a reduzir os custos do processo eleitoral, como argumentou o relator, senador Renan Calheiros.

Para ele, esta não é uma economia sensata.



Blog: terça-feira, 21 de junho de 2011

18:52:19

Só uma abstenção

Apenas o deputado Nereu Moura acatou a recomendação do líder da bancada do PMDB, Caito Quintana, para que os deputados do partido se abstivessem de votar os dois projetos do governo Beto Richa que criam super-secretarias.

Dos nove peemedebistas presentes à sessão desta terça-feira, oito votaram a favor do governo, inclusive aqueles que não integram a base aliada.

Votaram sim os deputados Waldyr Pugliesi, Ademir Bier Teruo Kato (que estão fora da base) e os “aliados” Luiz Eduardo Cheida, Cleiton Kielse, Jonas Guimarães, Alexandre Curi e Stephanes Júnior.

Os deputados Artagão de Mattos Leão, Caito Quintana e Anibelli Neto não participaram da sessão.

Leia agora na coluna de Roseli Abrão

Deputados do PMDB querem atrair o senador Roberto Requião para a briga por Fruet. Saiba mais na coluna da jornalista Roseli Abrão.

Quase 14 milhões de brasileiros são filiados a partidos políticos

O levantamento é do Tribunal Superior Eleitoral e revela que 13.962.531 eleitores brasileiros são filiados a algum partido político.

Atualmente existem 27 partidos políticos registrados na Justiça Eleitoral e sete deles reúnem a maioria dos eleitores filiados, sendo que cada um desses sete tem mais de um milhão de filiados.

Segundo o TSE. a legenda que abriga maior número de filiações é o PMDB, com 2.324.339 em todo o Brasil. Em seguida aparecem: o PT, com 1.423.063; o PP, com 1.369.873; o PSDB, com 1.323.531; o PTB, com 1.157.487; o PDT, com 1.137.072; e o DEM, com 1.098.121.

PT fecha questão contra “supersecretarias”

A bancada do PT fechou questão e votará contra o projeto do governo Beto Richa que cria as “supersecretarias” de Infraestrutura e Logística e da Família e Desenvolvimento Social.

Para a líder da bancada, deputada Luciana Rafagnin, as “supersecretarias” representam concentração de poder da família de Beto Richa, que comandarão quase 80% do orçamento estadual.

Ducci em Brasília

O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, do PSB, viajou a Brasília onde assina, com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, a cessão ao município do terreno da Rodoferroviária.

O terreno pertence à União.

A cessão, segundo o prefeito, é passo fundamental para a revitalização da Rodoferroviária, projeto de Curitiba que será feito com empréstimo do PAC da Copa.

O silêncio do PMDB

Ao que tudo indica o apelo do senador Roberto Requião para que se insurja contra a proposta do governador Beto Richa que cria agências reguladoras que, segundo ele, abre caminho para a privatização de empresas públicas, não encontra eco na bancada do PMDB.

O próprio presidente do partido, deputado Waldyr Pugliesi, admite que é difícil chegar a unidade. Pugliesi destaca que uma ala do PMDB sempre quis preservar as empresas estratégicas, mas esta é uma discussão que “não interessa” a todo o partido.

-- No PMDB tem gente da extrema esquerda a extrema direita. Tem gente que tem um cuidado extremo com o meio ambiente e tem gente com serra elétrica que quer derrubar a Amazônia, compara.

Pugliesi lembra que o estatuto do PMDB obriga seus membros a serem fiéis, “mas você olha e vê muitos ‘Pinochets’”, lamenta.

Mas não é só no PMDB que se ouve o silêncio. Na oposição, que se fosse respeitado o resultado das urnas incluiria também o PDT, além do PT, só um deputado “ousou” até agora a se levantar contra a proposta do Palácio das Araucárias – o deputado Elton Welter, do PT.


Blog: segunda-feira, 20 de junho de 2011

18:19:47

Leia agora na coluna de Roseli Abrão

PSDB paranaense corre atrás do prejuízo e "fará de tudo" para segurar Gustavo Fruet. Confira o que disse o vice-presidente do partido, Valdir Rossoni, à jornalista Roseli Abrão.

PSDB agora tenta segurar Fruet

O PSDB paranaense vai reunir seu diretório num prazo máximo de 15 dias para tomar uma "posição oficial" sobre as eleições de 2.012 à Prefeitura de Curitiba. A informação é do vice-presidente do partido, deputado Valdir Rossoni, que disse que o PSDB quer oferecer ao ex-deputado Gustavo Fruet “todas as condições” para que seja candidato.

Rossoni se reuniu com Fruet na última semana, e disse que se esta questão não se definiu antes foi porque o partido estava dando “tempo” ao governador Beto Richa “para conduzir da melhor forma possível” este processo.

Leia mais daqui a pouco em Roseli Abrão

Greca garante: “Não serei descartado”

O ex-prefeito de Curitiba, Rafael Greca, até admite a volta de Fruet ao PMDB. Mas isso não significa que ele será o candidato do partido à sucessão do prefeito Luciano Ducci. Segundo Greca, ele atendeu ao chamado feito pela plenária do partido, realizada no dia 9 de abril, aceitou a pré-candidatura, e garante: “Não serei descartado”.

Leia daqui a pouco na coluna de Roseli Abrão

Entre aspas

"Algumas figuras alienadas do PMDB discutem nomes de possíveis candidatos sem posição, enquanto Beto tenta privatizar Copel, Sanepar, Celepar". Frase do senador Roberto Requião postada há pouco em seu twitter.

Reforma política

O PPS paranaense promove nesta quarta-feira uma palestra sobre Reforma Política com o advogado Luiz Fernando Pereira.

Especialista em Direito Eleitoral, Pereira abordará temas como os modelos eleitorais europeu e norte-americano, o voto distrital misto, o proposto "Distritão" e o fim da reeleição presidencial e das coligações nas eleições proporcionais.

O encontro contará também com presença dos deputados federais Rubens Bueno e Sandro Alex, da bancada da legenda na Câmara.

Será às 14 horas, no Hotel Bourbon.

Requião e Greca no twitcam

O senador Roberto Requião e o ex-prefeito Rafael Greca participaram na última sexta-feira de uma conversa de uma hora com seguidores do twitter.

Falaram especialmente de Curitiba e das ações do governo Beto Richa e, mais uma vez, Requião pediu aos paranaenses que “abram os olhos porque querem vender o Paraná como Lerner fez”.

Em seu twitter, Greca comemorou a conversa:

“Para quem duvida do futuro do PMDB de Curitiba, Twitcam com @requiao, na casa do senador”.


Blog: sexta-feira, 17 de junho de 2011

17:58:39

Requião quer PMDB na luta contra “escalada privativista” de Richa

Ao longo da semana, o senador Roberto Requião fez, pelo twitter, apelos à bancada de oposição na Assembléia Legislativa, para se insurgir contra o que ele chama de “escalada privativista” do governo Beto Richa.

Agora grava um vídeo, postado em seu site, no qual conclama PT, PDT e especialmente o PMDB para votar contra o projeto de lei complementar encaminhado por Beto à Assembléia Legislativa que cria a agência reguladora para os serviços públicos de água, luz e informática.

Para ele, “é a porta aberta para a privatização”.

-- Conclamo os partidos, especialmente o velho e aguerrido PMDB para barrar esse atentado contra os interesses dos paranaenses, disse o senador.

Requião lembrou que na campanha eleitoral de 2010, o então candidato Beto Richa, “reptado” por Osmar Dias, garantiu que não privatizaria empresas e serviços públicos.

-- Compromissos que agora desfaz, lamenta.

O senador insistiu para que a sua antiga base na Assembléia Legislativa resista às privatizações e impeça a criação das agências reguladoras.

Apenas 13 deputados são oposição

Mas, ao que tudo indica, o apelo do senador Roberto Requião pode alcançar apenas 13 deputados. Metade da bancada do PMDB está na base aliada de Richa (Alexandre Curi, Artagão de Mattos Leão, Cleiton Kielse, Luiz Eduardo Cheida, Jonas Guimarães e Stephanes Júnior).

Do PMDB estão fora da base até porque alguns não foram “aceitos” pelo líder do governo, Ademar Traiano, os deputados Caito Quintana, Nereu Moura, Teruo Kato, Anibelli Neto. Waldyr Pugliesi e Ademir Bier.

Na bancada do PDT não é diferente. Dos quatro deputados, apenas um foi excluído pelo líder do governo (Nelson Luersen, que divide a base eleitoral com Traiano). Os demais estão aliados ao Palácio das Araucárias – Augustinho Zucchi, Fernando Scanavacca e André Bueno.

Intacta apenas a bancada do PT – Tadeu Veneri, Luciana Rafagnin, Péricles de Mello, Professor Lemos Toninho Wanderscheer e Enio Verri.

Até mesmo único deputado do PV, Rasca Rodrigues, que integrava a tropa de choque de Requião, se rendeu a Richa.

PMDB sem perspectiva de futuro

O deputado Caito Quintana, líder da bancada do PMDB na Assembléia Legislativa, analisava dia desses que pela primeira vez desde que foi restabelecida a eleição direta para governador o partido não tem um candidato.

Na primeira eleição direta, lembrava Caito, O PMDB sabia que o candidato seria José Richa; depois, que o candidato seria Alvaro Dias e, na sequência, Roberto Requião.

Desta vez, a não ser que o senador Roberto Requião queira mesmo ser candidato como anunciou recentemente pelo twitter, o PMDB não terá um nome para disputar o governo.

Até por isso o líder peemedebista defende a volta do ex-deputado Gustavo Fruet ao partido. Fruet seria o futuro, gostaria ele.

Dilma muda data da visita ao Paraná

A presidente Dilma Roussef alterou do dia 30 de junho para 1º de julho sua visita ao Paraná.

Neste dia, às 10h30, a presidente estará em Francisco Beltrão para o lançamento do Plano Safra 2011/2012 para a agricultura familiar.

Esta será a primeira vez que o anúncio nacional será realizado fora de Brasília.

Fim do "prefeito itinerante"

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou um projeto que proíbe que prefeitos e vice-prefeitos transfiram seu domicílio eleitoral durante o exercício do mandato.

Segundo a Agência Senado, a proposta integra o conjunto de proposições aprovadas na Comissão de Reforma Política do Senado.

Na justificação da matéria, seus autores explicam que a mudança de domicílio eleitoral tem sido utilizada por prefeitos que cumprem um segundo mandato e querem tentar um terceiro mandato consecutivo em outro município.

A legislação atual deixa brechas para que um prefeito exerça mandatos consecutivos em municípios diferentes.

Enquanto a Constituição Federal permite apenas uma reeleição para os chefes do Poder Executivo, a Lei das Eleições (Lei 9.504/1997) exige que o cidadão tenha domicílio eleitoral no local onde pretende se candidatar pelo prazo de um ano antes do pleito.

Para os senadores, a figura do "prefeito itinerante" ou do "prefeito profissional" é vista como uma forma de perpetuação no poder de clãs políticos ou familiares.



Blog: quarta-feira, 15 de junho de 2011

17:11:56

Leia agora: Requião não veta Fruet, mas tem compromisso com Greca.

Leia agora na coluna da jornalista Roseli Abrão: O senador Roberto Requião não tem nenhum veto à volta do ex-deputado Gustavo Fruet ao PMDB.

Caito e Nereu esvaziam comissão que ouve candidatos ao TC

Os deputados Caito Quintana e Nereu Moura, do PMDB, decidiram deixar a comissão especial criada na Assembléia Legislativa para ouvir os candidatos à vaga de conselheiro do Tribunal de Contas.

Em oficio encaminhado aos presidentes da comissão, Elio Rusch, e da Assembléia Legislativa, Valdir Rossoni, Caito, argumentou que a decisão pelo afastamento é por não concordarem “com a quebra das diretrizes previamente estabelecidas, quando da primeira convocação para inscrição dos candidatos”.

É que Rossoni decidiu reabrir o prazo de inscrições, o que motivou uma “avalanche” de candidaturas – 42 no total.

No oficio, Caito argumentou ainda que os deputados do PMDB não concordam com o grande volume de candidatos sabatinados a cada reunião da Comissão. Só nesta quarta-feira, por exemplo, estava prevista a sabatina de 16 candidatos até o meio dia. Este fato acaba inviabilizando uma análise mais criteriosa de cada candidato, argumentou.

Precisa mais do que isso

A pesquisa realizada pela Paraná Pesquisa, em Londrina, aponta o deputado federal e secretário da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, do PSDB, como candidato favorito à sucessão do prefeito Barbosa Neto, do PDT, nas eleições do ano que vem.

De acordo com a pesquisa, Hauly vence nos três cenários pesquisados, com percentuais de 21,7%, 22,2% e 23%.

-- Quem não gosta de estar em primeiro lugar? diz ele que, no entanto, não se entusiasma.

Segundo Hauly, “precisa mais do que isso” para levá-lo novamente a ser candidato.

O que, não quis revelar.

Hauly destaca que está envolvido com o governo Beto Richa “até o fim” e que qualquer decisão sobre candidatura será decidido por este grupo político.

Só para lembrar: Hauly já disputou por três vezes a prefeitura de Londrina. Perdeu as três.

Leia agora no Em Pauta

Ducci paga primeira parcela do 13º na segunda-feira



Blog: segunda-feira, 13 de junho de 2011

18:52:02

Leia agora: Falta um “triz” para Fruet voltar ao PMDB

Para os peemedebistas envolvidos nas negociações para levar o ex-deputado Gustavo Fruet para o partido, falta "um triz". Leia mais na coluna da jornalista Roseli Abrão.

PRB reafirma apoio a Ducci

A nova executiva do PRB de Curitiba, que tem à frente o vereador Valdemir Soares reafirmou o apoio do partido à reeleição do prefeito Luciano Ducci. Segundo o vereador, o partido entende que “a continuidade da administração municipal é o melhor caminho para o bom andamento de projetos de longo prazo para a cidade, como a Copa do Mundo de 2014 e obras de mobilidade urbana”.

Eles que se expliquem

Pelo twitter, o senador Roberto Requião provocou o ex-governador Orlando Pessuti, que em entrevista à rádio CBN de Curitiba o responsabilizou pelas denúncias contra seu pupilo Sérgio Souza.

-- Não vou entrar em discussão com o gafanhoto chefe, nem com mamãe gafanhota e seu piá. Eles que se expliquem!

Quanto à “Veja” Requião repetiu o que pensa da revista:

-- Veja, não compre, se comprar não leia, se ler relinche...

Pessuti acusa Requião pelas denúncias da “Veja” contra Sérgio Souza

O ex-governador Orlando Pessuti acusou diretamente o senador Roberto Requião pelas denúncias da revista “Veja” contra o advogado Sérgio Souza que nesta terça-feira assume o Senado substituindo Gleisi Hoffmann.

Em entrevista à rádio CBN de Curitiba, Pessuti negou todas as acusações. Disse que o futuro senador nunca foi “gafanhoto” da Assembléia Legislativa, como diz a “Veja”.

Na verdade, Pessuti culpou Requião por todas as “maldades” que surgem na mídia contra ele, sua mulher, Regina, e seu pupilo Sérgio Souza.

PDT deve ser o caminho de Fruet

O PDT do ex-senador Osmar Dias deve ser o novo partido do ex-deputado Gustavo Fruet que nos próximos dias dirá adeus ao PSDB.

Atentos observadores da cena política avaliam, no entanto, que Fruet estará trocando seis por meia dúzia, afinal, o PDT integra a base do prefeito Luciano Ducci na Câmara Municipal e do governador Beto Richa na Assembléia Legislativa.

A não ser, é claro, que haja uma intervenção por parte da direção estadual do partido.



Blog: sexta-feira, 10 de junho de 2011

17:28:08

Em dez dias, Fruet deixa o PSDB

O ex-deputado Gustavo Fruet anuncia num prazo de dez dias sua saída do PSDB. A informação é de um integrante de seu grupo que revela que sua saída do ninho tucano não implica na escolha imediata de um novo partido.

Fruet vai decidir seu rumo partidário com o grupo de partidos que quer apoiar sua candidatura à Prefeitura de Curitiba.

De acordo com a legislação eleitoral, o ex-deputado tem até o final de setembro para se filiar a um novo partido para poder se candidatar nas eleições do ano que vem.

Ducci vai a Suécia e Espanha. Derosso assume prefeitura

O prefeito Luciano Ducci, do PSB, fará uma viagem de oito dias ao exterior. No roteiro, Suécia e Espanha. Ducci, que passou o cargo nesta sexta-feira ao presidente da Câmara Municipal, vereador João Cláudio Derosso, do PSDB, vai a Suécia para, a convite da presidência mundial da Volvo, conhecer as instalações da empresa na cidade de Gotemburgo.

Na quarta-feira, Ducci segue para Madri, onde fará visitas técnicas à Central de Controle de Tráfego, ao Sistema de Metrô e aos corredores de transporte da cidade.

Luciano Ducci retorna ao Brasil no sábado, dia 18 de junho.

Requião reúne PMDB neste sábado

O senador Roberto Requião promove, neste sábado, um encontro com militantes e membros do diretório do PMDB de Curitiba. Será a partir das 10h30 na sede do diretório regional do partido, na Avenida Vicente Machado.

Em pauta, o planejamento estratégico das eleições municipais de 2012 na capital e a organização do partido para a disputa, segundo informa o blog do deputado João Arruda.

-- O PMDB deve começar com um projeto claro para Curitiba, privilegiando a população e não os negocistas, defende Requião.


Blog: quinta-feira, 9 de junho de 2011

09:46:01

Lula elogia Gleisi, em Curitiba

Por Ana Cunha Abrão com informações da Agência Estado

O ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva esteve em Curitiba nesta quinta-feira, em um encontro que reuniu cerca de 300 mulheres catadoras de papel. Durante seu discurso, Lula falou sobre a escolha de Gleisi Hoffmann para a chefia da Casa Civil.

Para ele, a presidente Dilma escolheu a senadora paranaense no momento correto e elogiou:

-- Acho Gleisi uma figura excepcional. Conheço a Dilma e conheço a Gleisi e acho que elas vão fazer muita coisa nesse País.

Leia agora

Gleisi passa a ser a grande eleitora. Em Curitiba e no Paraná. Leia agora na coluna de Roseli Abrão

Osmar já pensa em 2010

Presente à posse de Gleisi Hoffmann na Casa Civil, o ex-senador Osmar Dias, hoje na vice-presidência de Agronegócios do Banco do Brasil, confidenciou que pensa em concorrer novamente ao governo do Estado nas eleições de 2.014.

Com uma ressalva: se Gleisi não for candidata.

Peemedebistas querem a “cabeça” de Traiano

O jantar oferecido aos deputados da base aliada pelo líder do governo na Assembléia Legislativa, Ademar Traiano, na segunda-feira, pode ter sido a gota d’água para os peemedebistas “excluídos” da festa. Seguros que Beto Richa os quer na base de apoio, os “excluídos” estão dispostos a pedir da “cabeça” de Traiano ao governador. Na avaliação dos “excluídos”, Traiano dispersa a base ao fazer “retaliação política”.

Briga entre Requião e Pessuti leva Bete Pavin aos braços de Richa

A ex-deputada Bete Pavin confidenciou a alguns deputados peemedebistas que recebeu, sim, convite do governador Beto Richa para ser candidata à prefeitura de Colombo pelo PSDB.

Segundo ela, teria sua candidatura garantida, o que não aconteceria no PMDB em razão da briga entre o senador Roberto Requião e o ex-governador Orlando Pessuti.

Pavin não tem segurança que poderia articular uma aliança em razão deste imbróglio no PMDB.


Blog: quarta-feira, 8 de junho de 2011

15:49:00

Leia na coluna da Roseli Abrão: Dilma queria Gleisi desde o começo

Ministro Paulo Bernardo revela: Dilma queria Gleisi desde o começo.

Depois de cinco meses de mandato, Gleisi deixa Senado e assume Casa Civil

Por Ana Cunha Abrão

A senadora paranaense se despediu hoje do Senado Federal, depois de apenas cinco meses de mandato. Gleisi, a primeira mulher eleita senadora pelo Paraná, foi escolhida pela presidente Dilma para assumir o cargo de ministra-chefe da Casa Civil e substituir Antonio Palocci.

Em seu discurso de despedida, no início da tarde desta quarta-feira, Gleisi afirmou que não se afastará dos compromissos assumidos como Senadora.

-- Estou mudando de instância, mas não de caminho, afirmou.

A nova ministra-chefe da Casa Civil disse que a presidente Dilma a designou para uma missão que ela irá cumprir.

-- Sempre fui incisiva na defesa de seu governo, não pelo simples fato de pertencer a sua base, mas sobretudo porque acredito no projeto que ela representa para o futuro do País.

Pessuti é o novo Conselheiro do BNDES

Por Ana Cunha Abrão

A nomeação do ex-governador do Paraná, Orlando Pessuti, como Conselheiro de Administração do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES) foi publicada hoje no Diário Oficial da União. A notícia é do site oficial de Pessuti que informa que o ex-governador está em Brasília com o advogado Sergio Souza, participando da posse de Gleisi Hoffmann como ministra da Casa Civil.

Pessuti comemora ida de Sergio Souza ao Senado

Por Ana Cunha Abrão

Em nota divulgada à imprensa, o ex-governador do Paraná, Orlando Pessuti, falou sobre a ida do advogado Sergio Souza para a vaga deixada por Gleisi Hoffmann no Senado Federal. O suplente conquistou o direito de assumir a cadeira na última terça-feira, quando Gleisi Hoffmann aceitou o convite da presidente Dilma para ser a nova ministra da Casa Civil, em Brasília.

Pessuti lembrou a trajetória de Souza que ‘começou ainda menino como Office-boy e em 2002 já poderia ter disputado as eleições para deputado’, e afirmou que o advogado está qualificado para assumir a vaga.

-- É uma pessoa de nossa extrema confiança, um homem de família e altamente qualificado na profissão. Quando fizemos a indicação de seu nome para ser o suplente da Gleisi, tínhamos a certeza de que estava à altura do cargo e que tem plena capacidade para assumir esta importante função, disse em nota.

No Twitter, Pessuti parabeniza Gleisi e comemora Souza

Por Ana Cunha Abrão

Em sua conta no Twitter, o ex-governador Orlando Pessuti seguiu comemorando Sergio Souza no Senado Federal. Primeiro, Pessuti parabenizou Sergio Souza pela conquista da vaga no Senado e lembrou que o advogado é ‘menino do Vale do Ivaí’ e afirmou que Souza ‘fará bonito em Brasília’.

Depois, parabenizou Gleisi.

“A menina @gleisi os melhores votos de sucesso na empreitada na Casa Civil, agora nas mãos de uma paranaense. Nossas sinceras felicitações”.

Requião elogia Gleisi e se diz satisfeito com escolha de Dilma

Por Ana Cunha Abrão

A escolha de Gleisi Hoffmann para a Casa Civil agradou ao senador paranaense Roberto Requião. Nesta quarta-feira, Requião disse, em áudio disponibilizado em seu site, que Gleisi é trabalhadora, minuciosa e dedicada e afirmou que a ida da senadora paranaense à Casa Civil trará uma mudança de qualidade no governo Dilma Rousseff.

Requião frisou a amizade e parceria com Gleisi Hoffmann e lembrou que a senadora conhece todos os prefeitos paranaenses, o que irá abrir portas, segundo o senador, para entendimento e contato entre as administrações municipais e governo Federal.

-- A minha companheira de bancada, senadora Gleisi, contará com o meu apoio e de todos os paranaenses que têm mandato aqui em Brasília, de uma forma muito decidida, disse o senador.

O suplente de Gleisi

Para quem não conhece Sérgio Souza, aqui uma foto do substituto de Gleisi no Senado

Nas manchetes dos jornais

Gleisi, que assume nesta quarta-feira a Casa Civil, foi manchete dos principais jornais nacionais.

Folha de S.Paulo -- Crise derruba Palocci; Dilma põe senadora novata na Casa Civil

O Estado de S.Paulo --Escândalo derruba Palocci e senadora assume Casa Civil

Valor Econômico -- Dilma demite Palocci e nomeia Gleisi

Correio Braziliense -- Palocci cai e Dilma põe senadora na Casa Civil

Estado de Minas -- Palocci sai e senadora Gleisi assume Casa Civil

Brasil Econômico -- Palocci cai pela segunda vez e dá lugar a Gleisi Hoffmann

Gleisi, a “pitbull” do Senado

Matéria da folha.com aponta a senadora Gleisi Hoffmann, do PT, como a “pitbull” do Senado.

Uma "dama de ferro" por fazer defesas enfáticas do governo em seus três meses no Senado, diz o site.

De todas as cores partidárias

Quem acompanha o twitter do prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, do PSB, acompanha as visitas que recebe em seu gabinete no Palácio 29 de Março. Uma chama a atenção: num mesmo dia, Ducci recebeu o deputado Mauro Moraes, do PSDB, do ex-deputado federal Marcelo Almeida, do PMDB, e do ex-deputado estadual Luiz Carlos Martins, do PDT.

O assunto sempre é a sucessão no ano que vem, mas Ducci se mantém em silêncio. Continua dizendo que ainda é cedo para tratar das eleições sob pena de tirar o foco de sua administração.


Blog: terça-feira, 7 de junho de 2011

09:08:29

Para Beto Richa, Paraná sai fortalecido com Gleisi

Por Ana Cunha Abrão

Em nota divulgada no final desta terça-feira (7), o governador do Paraná, Beto Richa, afirmou que o Estado sai fortalecido com a escolha de Gleisi Hoffmann para a chefia da Casa Civil. Para Richa, a senadora do PT paranaense pode representar bem e defender com determinação os interesses do Paraná no governo Federal.

Veja a nota oficial:

“O Paraná sai fortalecido com essa escolha. A senadora Gleisi Hoffmann tem todas as condições de representar bem e defender com muita determinação os interesses do Estado no governo federal. Esperamos continuar tendo com a nova ministra uma relação muito positiva para o Paraná.

Sabemos que a articulação política e administrativa do governo federal é determinante para que o Brasil possa seguir avançando, com programas sociais vigorosos e desenvolvimento econômico equilibrado. Pessoalmente, desejo sucesso à nova ministra. Que ela possa vencer os desafios que se colocam no dia a dia da administração federal e contribuir para que o Brasil supere os problemas que ainda dificultam o nosso crescimento".

Gleisi Hoffmann entra nos Trends Topics do Twitter

Por Ana Cunha Abrão

O convite feito pela presidente Dilma para que a senadora paranaense Gleisi Hoffmann assuma a chefia da Casa Civil teve repercussão nacional e o nome da senadora foi parar nos Trends Topics no Twitter. O nome da nova chefe da Casa Civil encabeça a lista de assuntos mais comentados no momento no Brasil e também aparece na lista global.

Veja o que alguns políticos paranaenses disseram sobre o assunto:

-- Todo apoio e simpatia com Gleisi na Casa Civil (senador Roberto Requião)

-- Desejo sorte para a senadora Gleisi. Tenho esperança que o PR ganhe com isso. (governador Beto Richa)

-- No que conhecemos @Gleisi sabemos que desempenhara a contento a nova missão. O dialogo e a competência serão as suas marcas. (deputado Federal/PT - André Vargas)

-- Querida @Gleisi, parabéns pela nomeação. Vamos trabalhar novamente juntos, agora no Planalto. Conte comigo! (Rodrigo Rocha Loures, chefe de Relações Internacionais da Vice Presidência da República)

-- Paranabenizo a colega e agora ministra paranaense do Governo Dilma, Gelisi Hoffmann (@Gleisi). O Paraná ganha mais representatividade política (deputado estadual/PV, Rasca Rodrigues)

Gleisi assume Casa Civil nesta quarta-feira

Por Ana Cunha Abrão com informações do G1

A senadora paranaense Gleisi Hoffmann (PT), assume a chefia da Casa Civil nesta quarta-feira (8), quando faz um pronunciamento no Senado, às 14 horas e participa da cerimônia de posse às 16h30, no Palácio do Planalto. Gleisi aceitou o convite para substituir o ex-ministro Antonio Palocci no final da tarde de hoje.

Em entrevista coletiva, a nova ministra da Casa Civil afirmou que o compromisso assumido com Dilma Rousseff é um compromisso com o País.

-- Aceitei esse convite sabendo do tamanho da responsabilidade, afirmou.

Ainda de acordo com Gleisi Hoffmann, o convite por parte da presidente Dilma é uma ação de gestão que tem como objetivo a gestão técnica da Casa Civil.

-- Ela disse que meu perfil é um perfil que se adequa ao que ela pretende agora na Casa Civil, que é o acompanhamento dos projetos do governo, explicou.

Gleisi aceita convite e assume chefia da Casa Civil

Por Ana Cunha Abrão

A senadora do PT paranaense, Gleisi Hoffmann, aceitou o convite da presidente Dilma Rousseff para ser ministra da Casa Civil, em Brasília. A senadora que cumpre seu primeiro mandato, substituirá o ex-ministro Antonio Palocci.

A vaga de Gleisi no Senado deve ser assumida pelo advogado Sérgio Souza, filiado ao PMDB e ligado ao ex-governador paranaense, Orlando Pessuti.

Dilma convida Gleisi para substituir Palocci

A senadora paranaense Gleisi Hoffmann, do PT, foi convidada pela presidente Dilma Roussef para substituir o ministro Antonio Palocci na chefia da Casa Civil.

Palocci entregou, na tarde desta terça-feira, carta à presidente Dilma Rousseff solicitando o seu afastamento do governo.

Aqui, na íntegra, a nota divulgada pela Casa Civil sobre o pedido de afastamento de Palocci:

“O ministro Antonio Palocci entregou, nesta tarde, carta à presidenta Dilma Rousseff solicitando o seu afastamento do governo.

O ministro considera que a robusta manifestação do Procurador Geral da República confirma a legalidade e a retidão de suas atividades profissionais no período recente, bem como a inexistência de qualquer fundamento, ainda que mínimo, nas alegações apresentadas sobre sua conduta.

Considera, entretanto, que a continuidade do embate político poderia prejudicar suas atribuições no governo. Diante disso, preferiu solicitar seu afastamento”.

Leia Em Pauta

Ducci volta de Brasília com recursos para Curitiba.

Requião divide deputados

A candidatura do senador Roberto Requião à presidência do PMDB de Curitiba divide os deputados estaduais. Enquanto Caito Quinta diz que pode ser um nome para resolver o “imbróglio”do partido na Capital, Nereu Moura acha que o nome para unir o PMDB em Curitiba seria do ex-secretário Renato Adur. Para Nereu, Requião não teria tempo nem disposição para cuidar do partido em Curitiba.

O presidente do PMDB paranaense, deputado Waldyr Pugliesi, não quis polemizar.

Segundo ele, até o dia 17 de julho, data da convenção municipal, será “aberto o caminho que será trilhado por todos”.

PMDB faz convenção em 54 municípios

Reunida na noite de segunda-feira, a executiva do PMDB paranaense definiu os municípios onde serão realizadas as convenções.

Ao todo são 54 e, segundo Pugliesi, são municípios que têm comissões provisórias e também onde há divergências entre lideranças.

A partir destas convenções, segundo ele, o PMDB poderá definir os futuros pré-candidatos ou filiar novas lideranças antes do início de outubro, último prazo para filiação de quem vai concorrer nas eleições municipais de 2012.

Os 54 municípios

Aqui, a relação dos municípios que realizarão eleitos no dia 17 de julho: Curitiba, Londrina, Maringá, Cascavel, Foz do Iguaçu, Araucárias, Bandeirantes, Cambará, Cândido de Abreu, Carlópolis, Cidade Gaúcha, Chopinzinho, Colombo, Entre Rios do Oeste, Farol, Florestópolis, Guaraci, Indianópolis, Jaguapitã, Jundiaí do Sul, Jussara, Laranjal, Lidianópolis, Marialva, Palmas, Piraquara, Realeza, Sarandi, Tijucas do Sul, Tunas do Paraná, Irati, Paulo Frontin, Curiúva, São Sebastião da Amoreira, Arapoti, São José dos Pinhais, Quedas do Iguaçu, Cerro Azul, Nova Fátima, Cafelândia, Iracema do Oeste, Catanduvas, Iguatu, São Miguel do Iguaçu, São João, Campo Bonito, Cantagalo, Lindoeste, Nova Laranjeiras, São Jorge D'Oeste, Pato Branco, Castro, Telêmaco Borba e Paranavaí.

Requião apela ao CNJ

O senador Roberto Requião quer que o Conselho Nacional de Justiça apure porque as denúncias de corrupção que ele fez durante seu governo “demoram tanto para serem julgadas, ao passo que ações por dano moral contra ele correm com rapidez”.

Segundo Requião, o seu patrimônio está sendo “objeto de chantagem continuada”, na tentativa de silenciá-lo.

Em seu site, Requião lembra que foi condenado recentemente porque denunciou o desvio de 10 milhões de reais do DER, já nos últimos dias do governo Jaime Lerner, para pagar uma obra que já havia sido quitada há anos. “O desvio está documentado, inclusive por um parecer do departamento jurídico do órgão, que se posicionava contra o pagamento”.

Requião quer que o CNJ tome conhecimento das seguidas ações em que ele é condenado, acusado de injúria, por denunciar atos de corrupção, “enquanto os responsáveis por desvios de dinheiro público permanecem impunes”.

Nem com esforço concentrado

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, pediu ao presidente da comissão especial criada para ouvir os candidatos a conselheiro do Tribunal de Contas, deputado Elio Rusch, que faça um “esforço concentrado” para concluir as “oitivas” a tempo de a eleição ser realizada no final do mês.

Mas o próprio Rusch acha difícil, afinal, com a reabertura do prazo foram registrada, no total, 42 inscrições. Até agora, apenas 13 candidatos foram ouvidos.

De cara nova

O site da Agência Estadual de Noticias está de cara nova.

Nos primeiros cinco meses do governo Beto Richa a AEN manteve o mesmo designer que prevaleceu nos oito anos de governo Requião e Pessuti.

Ministro do STF critica excesso de partidos

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, criticou o número excessivo de partidos no Brasil ao participar de um debate sobre reforma política na Fecomércio de São Paulo, na segunda-feira.

--É um absurdo termos 27 partidos políticos, fora os que estão em formação. Com esse número é impossível se chegar a um consenso e, por isso, muitas questões acabam chegando ao STF, onde 11 pessoas discutem e seis resolvem, afirmou.



Blog

Qual o poder de influência de Richa?

Escola sem partido

PSDB “renega” Temer

Quem é FHC?

Patrimônio de Lula já está com Moro

Alvaro lança (pré) candidatura

Entre aspas

Temer, o perseguido

Osmar reúne PDT

Desembarque tucano

Em pauta

Viagens para o Chile e Argentina são opções para novembro

Carlos Wizard conta, em Curitiba, os segredos que o levaram do zero ao primeiro bilhão

Flyworld Viagens participa do 45° ABAV Expo e 48° Encontro Comercial Braztoa

Aproveite o “Dia do Frevo” em Recife

Bairros de Curitiba

Músicas antigas

Novos acadêmicos

Acupuntura, mitos e verdades

É preciso manter a esperança

TCP inaugura armazém de exportação e oferece novos serviços

Acesse também

Twitter - http://twitter.com/roseli_abrao

Facebook - http://www.facebook.com/blog.roseliabrao

RSS Feeds - http://roseliabrao.com/rss/

Coluna

Rossoni derruba sessão e irrita deputados

CEI do “xerox” não pode ser uma caça às bruxas

Erro do TRE dá sobrevida a Bernardo Carli

Ghignone aposta na vitória de Ducci

Beto não assume compromisso com emendas ao orçamento

Publicidade


Publicidade

A 1ª em aluguel de Livros com entrega em domicilio e Venda de Livros Usados em Curitiba

Telefones para contato:
(41) 3367-2466 / 3367-3544


Copyright © roseliabrao.com | 2011

Blog | Coluna | Em pauta | Roseli Abrão | Equipe | Contato | Topo do site