Uncategorized

Requião Filho fica, por enquanto

O deputado estadual Requião Filho não vai acompanhar seu pai, o ex-senador Roberto Requião, que já assinou o documento pedindo seu desligamento do MDB.

É que, para não correr o risco de perder o mandato, vai esperar a “janela partidária”, que será aberta em março do ano que vem.

Durante seis meses (até setembro) os parlamentares poderão trocar de partido sem incorrer na Lei da Fidelidade Partidária.

Requião, o pai, anuncia o novo partido até o fim dessa semana. Segundo sua assessoria, ele tem encontros com presidentes de vários partidos.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.

Você também pode gostar